Search

Comissões

Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social

A Comissão Especializada Permanente de Política Económica e Social (CEPES) é composta por quatro representantes do Governo, das Confederações Patronais, das Confederações Sindicais e das autarquias locais, um/a representante de cada uma das regiões autónomas e um/a representante de cada um dos demais sectores representados no Conselho, podendo ainda ser integrada por uma ou duas personalidades de reconhecido mérito.

A CEPES é dirigida por um/a Presidente, coadjuvado/a por dois/duas Vice-Presidentes a eleger de entre as/os seus membros, na primeira reunião após a sua composição.

As reuniões da CEPES não têm uma periodicidade fixa, realizando-se por iniciativa do/a respetivo/a Presidente ou a pedido fundamentado de um terço dos Conselheiros e das Conselheiras em efetividade de funções que a compõem.

Composição da CEPES

Presidente

João Vieira Lopes

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Nota Biográfica

Percurso Profissional:

Iniciou a sua actividade na Nielsen (estudos de mercado). Desempenhou cargos de Direcção e Administração na indústria de produtos de grande consumo em empresas como a Compal, Nabisco, Benckiser e Knorr. Nos últimos 25 anos, esteve no Comércio Alimentar, como Administrador/Director Geral de várias empresas. Desde 2005 é  Administrador/Director Geral da central de compras Unimark que agrupa 25 PMEs, grossistas e retalhistas independentes.

Actividade Associativa:

É Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) desde 2010. A CCP integra mais de uma centena de entidades associativas empresariais. Através das suas associações do comércio, dos serviços e regionais representa próximo de 200 000 mil empresas, sendo membro da Comissão Permanente da Concertação Social (CPCS) e do Conselho Económico e social (CES).

Preside igualmente à Direcção da Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares (ADIPA), desde 2011. A ADIPA engloba o sector grossista  e na sua divisão retalhista o comércio de proximidade (PME).

Formação Académica:

Engenharia Eletrotécnica

Vice-Presidentes

Anabela Lopes Rodrigues

Anabela Rodrigues é Mediadora Cultural e faz parte dos corpos gerentes da Solidariedade Imigrante. É coordenadora da Associação de Imigrantes do Grupo Teatro do Oprimido de Lisboa. É membro da rede internacional de Organizações de Teatro do Oprimido da Europa “Together“ (Portugal, França, Espanha, Alemanha, Itália, Croácia e Reino Unido); Foi coordenadora de atividades de educação não formal na Associação Cultural Moinho da Juventude (1997-2008) e da Fundação Francis Obikwelu (2008-2009).

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 1998.

Presidente da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 2013.

Vice Secretária Geral da FNE – Federação Nacional da Educação desde o ano de 2010.

Vice Secretária Geral da FESAP – Federação de Sindicatos da Administração Pública desde o ano de 2016.

Membro Efetivo do CES – Conselho Económico e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro efetivo da CPCS – Comissão permanente da Concertação Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro efetivo da CEPES – Comissão Especializada Permanente de Politica Económica e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Governo

Efetivos/as

Joana Almodovar

Diretora do Gabinete de Estratégia e Estudos, do Ministério da Economia e do Mar, desde setembro de 2020.
Doutorada em Gestão da Inovação pela Universidade de Manchester (2008), mestre em Gestãoe Política de Ciência e Tecnologia pela mesma Universidade (2005) e licenciada em Economiapela Faculdade de Economia da Universidade do Porto (2003).
Entre outubro de 2018 e agosto de 2020, economista chefe no Gabinete do Ministro daEconomia dos XXI e XXII Governos Constitucionais (GC). Ponto focal no grupo de trabalho daEstratégia PT2030; acompanhamento da regulamentação do QFP 2021-27; participação emeventos de organizações internacionais (CE, OCDE, Fórum Económico Mundial).
Entre novembro de 2015 e outubro de 2018, chefe do gabinete do Ministro da Economia doXXI GC, com as funções de coordenação institucional e operacional do gabinete.
Entre abril de 2012 e novembro de 2015, assessoria estratégica no setor público na EY. Ponto focal da EY Portugal em projetos para a CE, nomeadamente avaliação dos 6.º e 7.º ProgramasQuadro de IDT e a análise custo-benefício de projetos nacionais; desenvolvimento, no âmbito do PT2020, de Plano Estratégico para CIM; due diligences comerciais; apoio a investidores estrangeiros; e apoio a municípios em candidaturas QREN e reestruturações.
Entre setembro de 2011 e março de 2012, assessoria estratégica na Galp Energia para sistematização de parcerias com o Sistema Científico, Tecnológico e de Inovação e apoio na definição da Estratégia de I&D.
Entre novembro de 2009 e junho de 2011, adjunta no Gabinete do Ministro das Finanças do XVIII GC. Participação na elaboração e monitorização dos documentos de finanças públicas; ponto focal no PNR e acompanhamento do PAEF.
Entre julho e outubro de 2009, adjunta no Gabinete do Ministro da Economia do XVII GC, com funções de monitorização de planos de apoios setoriais.
Entre setembro de 2003 e agosto de 2004, consultora júnior na Quaternaire Portugal, com participação na avaliação intercalar do QCA III e diagnósticos estratégicos.

José Azevedo Pereira

Doutorado em Economia no ISEG/ Universidade de Lisboa, Mestre em Economia Internacional no ISEG/UL, e Licenciado em Economia, no ISEG/UL.
Diretor-Geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) do Ministério das Finanças, desde 18 de dezembro de 2017. Tendo exercido, neste Gabinete, o cargo de Subdiretor-Geral; Diretor de Departamento , Chefe de Divisão e Técnico Superior.
Co-coordenador do Conselho Para a Produtividade; Repres. GT do Comité de Política Económica da CE, no Comité de Macro-Economic and Structural Policy Analysis da OCDE (WP1) e do Short-Term Economic Prospects; no CES, no CSE; na UNILEO, no Grupo de Estatísticas das Administrações Públicas (GEAP) e no Conselho de Acompanhamento das Políticas Financeiras das Regiões Autónomas (CAPF) e das Autarquias Locais; representante no RePLAN (rede e planeamento e prospetiva do governo). Coordenador pela parte portuguesa da Comissão do Acordo de Cooperação Económica entre Portugal e São Tomé e Príncipe, e da Comissão do Acordo de Cooperação Cambial Portugal – Cabo Verde. Administrador por Portugal no Council of Europe Development Bank (CEB). Governador suplente por Portugal no Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento (BERD). Administrador Suplente por Portugal no European Stability Mechanism (ESM).

José Luís Albuquerque

José Luís de Lemos de Sousa Albuquerque

Indicado pelo Governo

Diretor-Geral do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social desde Janeiro de 2016, ingressou, em 1995, na carreira técnica superior no então Departamento de Estudos e Planeamento do Ministério do Emprego e da Segurança Social, tendo sido, Chefe da Divisão de Análise e Previsão (1999-2003), Direor de Serviços de Indicadores e Prospetiva (2003-2005), Subdiretor-Geral (2005-2010) e Diretor-Geral (2010-2012) nos organismos que lhe foram sucedendo.

Representante do Ministério no Conselho Económico e Social (desde 2017) e no Conselho Superior de Estatística (2006-2012 e desde 2016). Presidente (2007-2011) da tripartida Comissão de Acompanhamento da evolução da RMMG (salário mínimo nacional), tendo participado no Grupo de Trabalho Permanente Interministerial do Salário Mínimo (1995-1998). Coordenador do Grupo de Trabalho “A Sustentabilidade Financeira do Sistema de Solidariedade e Segurança Social” (2005-2006) e membro da Equipa Técnica do Financiamento no âmbito da Comissão de Regulamentação da Lei de Bases do Sistema de Solidariedade e Segurança Social (2001-2002) e da Comissão de Acompanhamento e Avaliação dos Modelos de Sustentabilidade Financeira da Segurança Social (2003). Acompanhou os grupos de trabalho no âmbito do PNE - Plano Nacional de Emprego, PNAI - Plano Nacional de Ação para a Inclusão, e foi co-responsável pela elaboração da Estratégia Nacional para a Proteção Social e Inclusão Social (2006-2008 e 2008-2010). Membro da Comissão para o Rendimento Mínimo (1996), e do Grupo de Trabalho com vista à criação de uma prestação extraordinária de combate à pobreza dos idosos - Complemento Solidário para Idosos (2005-2006).

Representante nacional no Comité de Proteção Social da União Europeia, Subgrupo de Indicadores do Comité de Proteção Social, Grupo de Indicadores do Comité do Emprego e Grupo de Alto Nível sobre Questões Demográficas e da Família (2003-2013). Co-coordenador da conferência de alto nível ‘A Europa, a globalização e o futuro da política social’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2000), e coordenador da conferência ‘Os Caminhos da Sustentabilidade e a Reforma do Sistema de Pensões’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2007). Representante do Ministério na delegação nacional à OCDE em exames bienais (2004-2010).

Licenciatura em Economia em 1993 no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa, foi investigador permanente no Centro de Investigação sobre Economia Portuguesa (CISEP/ISEG) entre 1990 e 1995 e com colaborações pontuais até 2004.

Paulo Simões Areosa Feio

Desde julho de 2021, diretor do Centro de Competências de Planeamento, de Políticas e de Prospetiva da Administração Pública.
Dedica-se há mais de 20 anos a políticas públicas. Participou na Missão para a Reforma da Organização Territorial da Administração do Estado, foi chefe de projeto do Observatório do QCA III e coordenador do Observatório do QREN, com responsabilidades na programação, na coordenação e na avaliação dos instrumentos financiados por fundos europeus. Foi conselheiro na Delegação de Portugal junto da OCDE e consultor no Ministério do Planeamento em Angola. Foi professor convidado no mestrado “Economia e Políticas Públicas” do ISCTE-IUL.
Geógrafo de formação, estudou na Faculdade de Letras de Lisboa (licenciatura e mestrado), onde depois lecionou de 1990 a 2001. É autor individual ou em parceria de algumas dezenas de publicações técnicas ou científicas, essencialmente nas áreas do planeamento e do desenvolvimento.
Suplentes

Ana Margarida Magalhães Vasques

Licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (2000) e pós-graduada em Treino de Liderança e Desenvolvimento de Equipas pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (2011).

Presidente do conselho diretivo (CD) do Instituto da Segurança Social, I. P. (ISS, I. P.), onde foi vogal desde dezembro de 2019.

Entre abril e dezembro de 2019 exerceu funções como vogal do CD do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I. P. (IGFSS, I. P.).

Entre junho de 2018 e março de 2019 exerceu funções de técnica especialista no Gabinete da Secretária de Estado da Segurança Social.

Entre 2015 e 2018 foi presidente do conselho de administração de um grupo no setor da aviação comercial.

Entre janeiro de 2013 e novembro de 2014 exerceu funções de diretora do Departamento de Património Imobiliário do IGFSS, I.P.

Entre janeiro de 2008 e janeiro de 2013 exerceu funções de diretora do Departamento de Gestão da Dívida do IGFSS, I.P.

Entre março de 2002 e outubro de 2005 exerceu funções de coordenadora do Núcleo de Apoio à Gestão e Monitorização de Dívidas à Segurança Social do IGFSS, I. P., onde ingressou em março de 2002 como técnica superior.

Entre janeiro de 2001 e fevereiro de 2002 foi jornalista na área de economia. Foi também representante da Segurança Social no Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho.

Participou em vários projetos na Segurança Social.

Armanda Amélia Fonseca

Licenciada pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
Diretora-geral da Administração e do Emprego Público, desde 26 de abril de 2022.
É inspetora de carreira na Inspeção-Geral das Atividades em Saúde.
De 3 de agosto de 2009 a 25 de abril de 2022, coordenou nos serviços do Provedor de Justiça a área responsável pelas matérias relacionadas com os direitos dos trabalhadores. Exerceu funções em vários serviços da Administração Pública como técnica superior e como dirigente, em Portugal e em Macau. Entre outros cargos exercidos, foi subdiretora-geral da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público entre 2 de abril de 2008 a 19 de março de 2009.
Exerceu também funções em gabinetes de apoio junto de órgãos de soberania, quer na Assembleia da República, quer no Governo. No XVII Governo Constitucional, foi adjunta do Gabinete do Secretário de Estado da Administração Pública, de 15 de março de 2006 a 1 de abril de 2008.
Ao longo do seu percurso profissional dedicou-se, sobretudo, às questões relacionadas com o trabalho, o emprego público e a organização e atividade administrativas.
Foi vice-presidente da Academia de Amadores de Música entre 2018 e 2021.

Eduardo Correia Diniz

Licenciatura em Engenharia Agronómica, especialidade Economia Agrária e Sociologia Rural, Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa.

Diretor Geral do Gabinete de Planeamento e Políticas e Administração Geral (GPP) do Ministério da Agricultura e da Alimentação desde 2012.

Exercício de diversos cargos na área coordenação técnica das atividades do ministério de âmbito estratégico, das relações internacionais e no acompanhamento dos mercados agroalimentares, bem como, as funções de coordenador do programa orçamental e de assessoria a membros do governo.

Longa experiência no acompanhamento e representação na União Europeia e a nível multilateral, nomeadamente na negociação, coordenação técnica e avaliação das regras da Política Agrícola Comum (PAC), na elaboração do Programa de Desenvolvimento Rural, do Plano Estratégico da PAC, da Presidência portuguesa da UE de 2021 na área da agricultura.

Coordenador da Comissão Nacional do Combate ao Desperdício Alimentar ; Presidente da Comissão de Planeamento de Emergência da Agricultura e Alimentação; Coordenação do Secretariado Técnico da Plataforma de Acompanhamento das Relações da Cadeia Alimentar ; Co-coordenação da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca.

Apresentação de módulos, como convidado, de aulas sobre Economia Agrária no ISA e de pós graduações na UL sobre Sistemas Alimentares e no ISEG, AESE e UCP sobre agronegócio .

Sandra Isabel Ribeiro

Licenciada em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pós-graduada em direito do trabalho e em técnicas de legistica, ambas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. É presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) desde outubro de 2020. Foi Diretora Geral na Direção-Geral do Emprego e das Relações Profissionais entre 2018 e 2020. Entre 2017 e 2018 foi Chefe de Gabinete do Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social do XXI Governo Constitucional. Foi Presidente da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego entre 2010 e 2014. Desenvolveu atividade em Grupos de Trabalho Internacionais na área da igualdade de género, e fez parte do Executive Board da Rede EQUINET, em 2014.É técnica superior no quadro de pessoal do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Iniciou a sua atividade profissional como advogada na área do direito do trabalho.
Organizações Sindicais

CGTP-IN - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses Intersindical

Efetivos/as

Ana Isabel Lopes Pires

Membro da Direção do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Membro da comissão executiva do conselho nacional da CGTP-IN.

Trabalhadora da empresa municipal de estacionamento de Lisboa.

José Joaquim Miranda Correia

Técnico Superior de Desporto na Câmara Municipal de Évora. Licenciado em Ensino da Educação Física. Mestrado em Gestão e Organização Desportiva. Presidente do STAL de 2016 a 2024. Membro do Secretariado e da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN com a responsabilidade de direção da Área das Políticas Sociais e do Gabinete de Estudos da CGTP-IN.

 

Suplentes

Andrea Isabel Araújo Doroteia

Membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN, responsável pela Área do Emprego e Formação Profissional e pelo Departamento de Informação e Propaganda Sindical da CGTP-IN.

Membro da Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN.

Membro da Comissão Executiva do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Funções que desempenhou:

1999 – integrou a Direção Nacional do CESP

2006 – Coordenou a Direção Regional da Beira Litoral do CESP

2016 – integrou o Conselho Nacional da CGTP-IN

2020 - integrou a Comissão Executiva da CGTP-IN.

Maria Helena da Graça Freitas Martins

Trabalha numa IPSS desde 1990. Foi eleita Delegada sindical no ano 1996 e Dirigente Sindical no Sindicato dos Trabalhadores em Funções Publicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas no ano 2012 até atualidade. Em 2015, tornou-se coordenadora do departamento do setor social no sindicato e em 2017 foi eleita Dirigente da Direção da União dos Sindicatos de Lisboa. Tornou-se dirigente da CGTP, em 2024. É militante da Liga Operária Católica (LOC) e secretária da Direção Diocesana de Lisboa da LOC.
UGT - União Geral de Trabalhadores

Efetivos/as

Carlos Alves

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, ingressou no Instituto de Reinserção Social, organismo do Ministério da Justiça, como técnico superior em 1995.

Encontra-se em regime de cedência de interesse público na UGT – União Geral de Trabalhadores desde 2001, sendo responsável pelo Gabinete Jurídico da Central desde 2002.

É membro do Secretariado Nacional da UGT desde 2008 e Secretário Executivo desde 2017.

Entre outras representações, é membro suplente da Comissão Permanente de Concertação Social e membro efetivo do Centro de Relações Laborais.

É membro do Conselho de Direção da Eurofound – Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho.

Integra com regularidade a delegação portuguesa à Conferência Internacional do Trabalho (OIT) e integra vários comités da Confederação Europeia de Sindicatos.

Lucinda Manuela de Freitas Dâmaso

Presidente da UGT – União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 1998.

Presidente da Direção do SPZN – Sindicato dos Professores da Zona Norte desde o ano de 2013.

Vice Secretária Geral da FNE – Federação Nacional da Educação desde o ano de 2010.

Vice Secretária Geral da FESAP – Federação de Sindicatos da Administração Pública desde o ano de 2016.

Membro Efetivo do CES – Conselho Económico e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro efetivo da CPCS – Comissão permanente da Concertação Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Membro efetivo da CEPES – Comissão Especializada Permanente de Politica Económica e Social, em representação da UGT - União Geral dos Trabalhadores desde o ano de 2013.

Suplentes

José Manuel da Luz Cordeiro

Doutorando em Filosofia Moral e Política, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Mestre em História Cultural e Política, pela FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Licenciatura em Filosofia-(Variante de História das Ideias), na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Frequência do curso de Direito - Universidade Autónoma “Luís de Camões”.

Actividades Profissionais desempenhadas:

Professor de Filosofia das Ciências– Professor Convidado - ISIG- Lisboa.

Docente de Filosofia PQND na Esc. Sec. Eça de Queiroz – Lisboa.

SEE - Técnico Especialista Junto do Secretário de Estado do Emprego entre Fev- 2013 e Dez 2015.

OIT / Escritório de Lisboa – Gestor de Programas de 2016 - 2017.

Direção Geral de Geologia e Minas, 1988-1990.

Investigador do Centro de História da Cultura - UNL - Revistas e Ideias / FCT/FCSH-UNL desde 1998.

Atividades em voluntariado:

Membro da Direção Nacional da Cáritas Portuguesa.

Autor de vários trabalhos sobre Filosofia Política, Filosofia da Educação e assuntos sindicais na área das Migrações e sindicalismo internacional.

Vanda Cruz

...
Organizações Empresariais

CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal

Efetivos/as

Álvaro Mendonça e Moura

É licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.
1975 Aprovado concurso admissão ao Ministério Negócios Estrangeiros;
1979 Delegação Permanente junto da EFTA ,Genebra;
1985 Embaixada Pretória; encontro com Nelson Mandela 1990;
1990 Diretor de Serviços África; membro negociações Bicesse;
1991 Chefe Gabinete Secretário de Estado MNE;
1992 Chefe Gabinete Ministro dos NE;
1995 Embaixador Representante Permanente junto organizações das NU,Viena;
1999 Representante Permanente junto das Organizações Internacionais,Genebra; Presidência portuguesa da UE 2000;
2002 Representante Permanente junto UE;reforma da Política Agrícola Comum de 2003;alargamento de 2004 e eleição do Presidente da Comissão Europeia Dr. Durão Barroso;quadro financeiro 2007-2013;aprovação plano nacional barragens ; em 2007, condução em Bruxelas da Presidência portuguesa UE e negociações Tratado de Lisboa;
2008 Embaixador Madrid;
2013 Representante Permanente junto da ONU;eleição do Secretário-Geral, António Guterres;
2017 Secretário-Geral Ministério dos Negócios Estrangeiros;
2023 Presidente da CAP.
Originário de família transmontana, acompanhou a criação do Complexo agroindustrial do Cachão. Assumiu condução dos negócios agrícolas da família e procedeu a reconversão dos mesmos tendo criado Sociedade familiar de que é principal sócio. Dedica-se ao olival, vinha e amendoal. É sócio da APPITAD e da AMÊNDOACOOP.
Membro do Círculo Estudos do Centralismo.
Suplentes

Cristina Nagy Morais

É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Estudos Europeus pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e concluiu o Programa de Desenvolvimento em Gestão e Soft Skills, ministrado pelo ISEG (Executive Education).

É advogada e desempenha desde 2002 as funções de Chefe do Gabinete da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal.

Possui um longo percurso profissional ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal, tendo já colaborado nas seguintes áreas: Política Agrícola Comum, Fiscalidade, Ambiente e Água e Desenvolvimento Rural, mas é a área de trabalho, emprego e social que mais a tem ocupado nos últimos anos, de que se pode destacar a participação assídua na Comissão Permanente de Concertação Social em representação da CAP, no GEOPA – Grupo de Empregadores das Organizações Profissionais Agrícolas da U.E., com sede em Bruxelas e também na Organização Internacional do Trabalho.

É membro do Tribunal Arbitral do CES, na qualidade de Árbitro dos Empregadores, desde 2011.

CCP - Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

Efetivos/as

João Vieira Lopes

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Nota Biográfica

Percurso Profissional:

Iniciou a sua actividade na Nielsen (estudos de mercado). Desempenhou cargos de Direcção e Administração na indústria de produtos de grande consumo em empresas como a Compal, Nabisco, Benckiser e Knorr. Nos últimos 25 anos, esteve no Comércio Alimentar, como Administrador/Director Geral de várias empresas. Desde 2005 é  Administrador/Director Geral da central de compras Unimark que agrupa 25 PMEs, grossistas e retalhistas independentes.

Actividade Associativa:

É Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) desde 2010. A CCP integra mais de uma centena de entidades associativas empresariais. Através das suas associações do comércio, dos serviços e regionais representa próximo de 200 000 mil empresas, sendo membro da Comissão Permanente da Concertação Social (CPCS) e do Conselho Económico e social (CES).

Preside igualmente à Direcção da Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares (ADIPA), desde 2011. A ADIPA engloba o sector grossista  e na sua divisão retalhista o comércio de proximidade (PME).

Formação Académica:

Engenharia Eletrotécnica

Suplentes

José Cortez

Licenciatura em economia.
assistente no Instituto superior de Economia da Universidade Técnica de Lisboa (1981-1986).
Secretário Geral da CCP (1992-1996).
Director Geral do Comércio e da Concorrência (1996-1999).
Coordenador do Gabinete de Estudos da CCP e Director Executivo da CCP até Março de 2022
Coordenador do Gabinete de Estudos da CCP e Membro do Conselho Geral da CCP, desde Abril 2022.
CIP - Confederação Empresarial de Portugal

Efetivos/as

Armindo Monteiro

Armindo Monteiro é licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade de Évora e concluiu a componente lectiva do mestrado em Estatística e Sistemas de Informação da NOVA IMS.

Foi Presidente da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários e Vice-Presidente da Confederação Europeia de Jovens Empresários.

Foi membro do CES - Conselho Económico e Social.

Foi Presidente da ANETIE – Associação Nacional das Empresas das Tecnologias de Informação e Eletrónica.

Foi Presidente do Conselho Geral da Universidade de Évora.

É Presidente do Conselho de Administração do Grupo LEVON.
O Grupo LEVON desenvolve a sua atividade nas áreas de Engenharia e Construção, Ambiente e Serviços, IT e Advertising e Gestão Imobiliária.

É Vice-Presidente da CIP.

Suplentes

Óscar Gaspar

Licenciado em Economia (FEP). Pós –graduação em gestão pública pela Universidade de Aveiro. Trabalhou na banca (Millennium-BCP) entre 1992 e 1997, foi assessor do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 1999 e assessor e chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento entre 1999 e 2001. Administrador da Metro-Mondego, SA entre 2001 e 2004. Assessor Económico do Primeiro-ministro de 2005 a 2009.
Secretário de Estado da Saúde (2009-2011).
Foi assessor económico do Secretário-Geral do PS e desde setembro 2014 até 2016 foi Diretor de External Affairs da MSD Portugal.
É presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada e vice-Presidente da União Europeia da Hospitalização Privada (UEHP). Membro da Comissão Executiva da CIP e membro do Conselho Económico e Social. É Vice-Presidente do Conselho Estratégico de Saúde da CIP, membro do Conselho Nacional de Saúde e do Conselho Nacional de Saúde Pública, dos Conselhos Consultivos do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e da Faculdade de Farmácia UL e do Conselho Geral e de Supervisão da Dignitude. Presidente do Conselho Fiscal do ISBE e administrador da Fundação do Gil.
CTP - Confederação do Turismo Português

Efetivos/as

Francisco Calheiros

Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.
Com mais de 30 anos de experiência no sector do Turismo, foi condecorado, pelo então Primeiro Ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Comenda de Mérito Comercial.
O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e activa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA – Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1998 e 2005, da qual foi Presidente durante 3 anos.
Enquanto gestor, foi administrador no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group, Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.
Foi Vice-Presidente da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Presidente da Assembleia-Geral durante vários mandatos.
Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP – Confederação do Turismo de Portugal há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovando o mandato em Março de 2015 e Março de 2018.
A participação associativa estende-se igualmente, à Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa da qual foi Presidente entre 2001 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração , até 2013.
Suplentes

Nuno Bernardo

Jurista, actualmente Vogal da Comissão Executiva da CTP, coordena a área do Diálogo Social e das Relações Laborais em estreita ligação com o âmbito da CPCS - Comissão Permanente de Concertação Social e do CES – Conselho Económico e Social. É Licenciado em Direito com duas Pós-Graduações em Direito do Trabalho, no âmbito do Instituto do Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Lisboa, tendo igualmente iniciado também na Faculdade de Direito de Lisboa, e com aproveitamento na componente escolar (1.ª Fase), o Mestrado em Ciências Jurídicas (pré-Bolonha). Destaca-se também, a conclusão do Programa Avançado de Gestão para o Turismo (PAGETUR) conferido pela Católica Lisbon School of Business & Economics. Foi Director de Recursos Humanos num Grupo Hoteleiro nacional (SANA Hotels) e tem mais de 18 anos de experiência profissional no âmbito das relações laborais. É conselheiro do CES, participa regularmente nas Conferências da OIT - Organização Internacional do Trabalho, fazendo parte da Delegação de Empregadores nacionais, tendo igualmente integrado o Comité de Redacção da “Declaração de Oslo” por ocasião da 9ª Reunião Regional Europeia da OIT. É Árbitro da lista de árbitros de Empregadores do Conselho Económico e Social (CES), designadamente, para efeitos de realização de arbitragem de serviços mínimos em caso de greve. É Associado da APODIT - Associação Portuguesa Direito do Trabalho e da AJJ – Associação de Jovens Juslaboralistas.
Setor Cooperativo

Efetivos/as

Joaquim Ascensão Pequicho

Licenciado em Sociologia na área da Exclusão Social, com Mestrado em Gestão e pós-graduações em Economia Social e em Direito e Investimento Social. Na área da Economia Social é presidente de uma Cooperativa de Solidariedade Social (CERCINA) e Administrador Executivo da FENACERCI, entidade federativa do movimento CERCI's. Assume a direção executiva da estrutura de cúpula (CONFECOOP) do setor cooperativo, com especial relevância no Pacto Social e Compromisso de Cooperação que regula a relação entre o estado e as entidades do setor social e solidário. É membro da direção da organização europeia (ARFIE) que desenvolve investigação e formação dirigida aos profissionais que trabalham em organizações na área da deficiência. É membro da direção da organização cooperativa europeia (CECOP) para o setor da indústria e serviços. Tem assumido a representação da CONFECOOP em diversos órgãos/fóruns, entre os quais se destacam a CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, no cargo de secretario da Mesa da Assembleia Geral.
Suplentes

Julieta de Almeida Vasconcelos

Nascida em Montalegre, a 11 de dezembro de 1944, Julieta Sanches é mãe de uma pessoa com deficiência intelectual, razão pela qual desde cedo se envolveu em movimentos nacionais e internacionais de defesa e promoção dos direitos das pessoas com deficiência intelectual e multideficiência.
Atualmente desempenha o cargo de Presidente da Direção da CONFECOOP – Confederação Cooperativa Portuguesa; Presidente da Direção da CERCI de Lisboa - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados, a primeira CERCI do país; bem como de Presidente do Conselho de Administração da FENACERCI — Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social.
O início da sua atividade e participação cívica data de 1975, enquanto membro ativo da constituição do Movimento CERCI, Movimento pioneiro que, configurando um universo de intervenção alargado no domínio da intervenção social de proximidade, fez despoletar a criação e, posteriormente, a regulamentação do Ramo Cooperativo de Solidariedade Social.
O seu investimento pessoal e profissional tem sido amplamente reconhecido a nível nacional, tendo sido agraciada com a Comenda da Ordem de Mérito em 1998, nomeada ao Prémio Mulher Activa em 2004, agraciada com o Prémio Municipal de Mérito, pela Câmara Municipal de Lisboa em 2018 e, no âmbito do Prémio de Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2019, foi distinguida com o Prémio de Honra Personalidade da Economia Social 2019.
Ciência e Tecnologia

Efetivos/as

Isabel Furtado

Completou o ensino básico no Canadá e o ensino secundário em Inglaterra, onde se licenciou em Economia pela Universidade de Manchester.
Actualmente desempenha os seguintes cargos:
Administradora das empresas do Grupo TMG e Casa Agrícola de Compostela;
CEO de TMG Automotive;
Membro da Direcção da COTEC Portugal, onde foi presidente até Maio 2022;
Membro do Conselho Geral da AEP;
Membro do Conselho de Administração do CEIIA:
Membro da Direcção Executiva da ATP (Associação Têxtil Portuguesa);
Presidente da Assembleia Geral das EF’s (Associação Portuguesa das Empresas Familiares);
Membro do Conselho de Curadores da Universidade do Minho;
Membro da Steering Committee do MIT Portugal;
Membro do CNCTI;
Membro do Conselho de Revisão do Conselho Estratégico da Defesa Nacional;
Membro da Chancelaria das Ordens Honorifícas Portuguesas.
2014 - Agraciada com o grau de Comendador da Ordem de Mérito Industrial;
2019 - Agraciada com Prémio Dona Antónia;
2020 - Premio BPI Mulher Empresária e o
2020 - IWEC ( internacional Women Awards );
2022 - Agraciada com a Grã -Cruz da Ordem do Infante D. Henrique;
2022 - Recebeu o Master de Oro do Real Forum de Alta Direcion, Espanha.
Suplentes

Arlindo Oliveira

Professor no Instituto Superior Técnico, no Departamento de Engenharia Informática.
Profissões Liberais

Efetivos/as

Fernando de Almeida Santos

FORMAÇÃO:
 Engenheiro Civil, Sénior e Especialista, pela Ordem dos Engenheiros, (em Segurança do Trabalho na Construção);
 Licenciado em Engenharia Civil pela Universidade do Minho (UM), em 1991;
 MBA - Mestre em Gestão da Construção e do Património Imobiliário [UM, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e Universidade Católica, 2000];
 Especialização em Gestão e Coordenação de Segurança na Construção [InstitutoSuperior Técnico (IST), 2001];
 Pós-Graduação em PADE – Programa de Alta Direção Empresarial (AESE Business School, Lisboa, 2009).

PERCURSO PROFISSIONAL:
 Técnico Superior na construtora ENGIL entre 1991 e 2000, com diversas funções ao longo dos anos, nomeadamente Planeamento, Controlo de Custos, Seguros, Direção de Obra e Direção de Formação e do Departamento de Segurança na Construção;
 Fundador e CEO da TABIQUE, empresa de serviços de Engenharia Civil - Gestão de Projeto, Fiscalização, Coordenação de Segurança e Ambiente (mais de 50 engenheiros e em grandes obras), com sede e principal volume de negócios em Portugal e forte presença internacional;
 Professor convidado em cursos de Gestão da Construção na UM, IC-FEUP e FUNDECIST, entre 2003 e 2010, e no Mestrado em Gestão Integrada de Ambiente, Qualidade e Segurança no IPCA entre 2009 a 2018.

DIRIGENTE DA ORDEM DOS ENGENHEIROS:
 Atual Bastonário da OE (2022-2025);
 Foi Vice-Presidente Nacional da OE (2016-2022);
 Foi Presidente (2010-2016) e Secretário (2004-2010) do Conselho Diretivo da Região Norte da OE;
 Foi Delegado Distrital (2001-2004) e Delegado-Adjunto (1997-2001) da Delegação Distrital de Braga da OE.

Suplentes

António Mendonça

Professor Catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa.
Coordenador do Mestrado em Economia Internacional e Estudos Europeus.
Coordenador do Mestrado em Cooperação e Desenvolvimento (2012 – 2018)
Ministro das Obras Publicas, Transportes e Comunicações do XVIII Governo Constitucional de Portugal (26.10.2009 – 22.06.2011).
Presidente do Conselho Nacional das Ordens Profissionais de Portugal (2022 - ...)
Bastonário da Ordem dos Economistas de Portugal (2021 – 2024).
Membro do Conselho Económico e Social de Portugal (Relator do Parecer sobre a Proposta de Orçamento de Estado para 2023).
Presidente do Conselho de Escola do ISEG-ULisboa (2014-2018).
Presidente do Conselho Diretivo do ISEG-ULisboa (1999-2002 e 2007-2009).
Presidente do Conselho Pedagógico do ISEG-ULisboa (1993-1994).
Presidente do CESA-Centro de Estudos sobre África, Ásia e América-Latina (2013-2021).
Presidente do CEDIN-Centro de Estudos de economia Europeia e Internacional (1995-2006).
Professor convidado das Universidades de Orléans (França), Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal da Bahía e Universidade Federal da Paraíba (Brasil), Universidade Agostinho Neto (Angola-Luanda, Benguela e Lubango), Universidade Mandume Ya Ndemufayo (Angola-Lubango).
Várias missões de ensino e formação em França, Brasil, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Bulgária.
Consultor em diversos projetos e estudos económicos, nacionais e internacionais.
Setor Empresarial do Estado

Efetivos/as

Nuno Martins

Nuno Martins é Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos S.A. desde Fevereiro de 2017.
Nuno possui 20 anos de experiência profissional no sector financeiro português. Foi responsável pela área de mercados para Portugal no Citigroup, onde ingressou em 2011, cobrindo os mercados de ações e dívida e posteriormente técnico especialista do gabinete no Ministério das Finanças em 2016. Entre 2005 e 2011 foi diretor do Barclays Capital na equipa de distribuição para instituições financeiras na Península Ibérica. Foi também analista sectorial e de mercados para Zacks Investment Research Inc., Chicago, e em 2000 consultor para o International Finance Corporation, IFC, parte do Banco Mundial.
É licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa na área de Economia Industrial. Doutorou-se em Economia pela Northwestern University, Chicago, Illinois, em 2000, área de Finanças e Econometria. Entre 2000 e 2005, foi professor na Universidade Nova de Lisboa e na Universidad de Navarra e economista no Grupo de Mercados Financeiros, Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal.
Nuno tem a distinção de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
Suplentes

Alexandra Sofia Barbosa

Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1994, tendo complementado a sua formação com programas na área da Gestão e Liderança, nomeadamente o Programa Avançado de Gestão para Executivos da Universidade Católica.
Inicia a sua atividade profissional em 1996 como Advogada, com patrocínio de processos nos ramos de direito comercial, penal e laboral.
Em 2000 principia a sua colaboração com a Refer Telecom, SA, tendo sido nomeada Diretora de Recursos Humanos.
Em 2004 integra o quadro da Rede Ferroviária Nacional, REFER - E.P.E. com a responsabilidade da área de Relações de Trabalho e Contencioso Laboral, empresa onde vem a assumir a Direção de Capital Humano, além de funções na Comissão de Supervisão de Gestão de Riscos.
Com a criação da Infraestruturas de Portugal, S.A., é nomeada Diretora de Capital Humano.
Em 2018 é nomeada para o Conselho de Administração Executivo da Infraestruturas de Portugal, S.A. e, em 2019, para o Conselho de Administração da IP Engenharia, S.A. e da IP Património, S.A., empresas do Grupo IP.
Regiões Autónomas - Açores

Efetivos/as

João Carlos Aguiar Teixeira

Doutorado e mestre em Finanças pela Lancaster University, no Reino Unido, mestre em Gestão de Empresas (MBA) pela Universidade Nova de Lisboa, e licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade dos Açores.

É Professor Auxiliar de Finanças na Faculdade de Economia e Gestão da Universidade dos Açores, desempenhando atualmente as funções de Presidente da Faculdade. Nesta Faculdade, já desempenhou as funções de Vice-Presidente, diretor do mestrado em Ciências Económicas e Empresariais, diretor da licenciatura em Economia e diretor da licenciatura em Gestão. Ainda na Universidade dos Açores já desempenhou as funções de Provedor do Estudante.

Desenvolve a sua investigação na área das finanças e economia. É autor de diversos artigos científicos em revistas internacionais, designadamente Review of Finance, North American Journal of Economics and Finance, International Journal of Finance and Economics, Applied Economics, Review of Quantitative Finance and Economics, Applied Economics Letters, Defence and Peace Economics, entre outras.

É o representante da Universidade dos Açores no Conselho Consultivo da ANA Aeroportos, desde 2018, e foi representante da mesma universidade no Comité Consultivo para a Sustentabilidade do Destino Turístico dos Açores, em 2019.

Foi membro da Comissão Especial de Acompanhamento da alienação parcial do capital social da Sata Internacional, em 2018.

Suplentes

Mário Jorge Belo Maciel

- Licenciado em Biologia/Geologia pela Universidade dos Açores.
- Monitor de Antropologia Física na Universidade dos Açores.
- Deputado pelo Círculo Eleitoral dos Açores à Assembleia da República (1985-1995).
- Vice Presidente do Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia da República (1991-1995).
- Porta voz do Grupo Parlamentar do PSD para as questões ambientais (1991-1995).
- Membro da Delegação Portuguesa na Assembleia da NATO (1987-1995).
- Membro da 2ª Comissão de Revisão Constitucional (1989).
- Membro da 4ª Comissão de Revisão Constitucional (1994).
- Presidente da Comissão de Ambiente na Assembleia da República (1991-1995).
- Representante do PSD/Açores na Comissão Política Nacional do PSD (1990/1995).
- Presidente da JSD/Açores (1986-1989).
- Vice Presidente do PSD/Açores (2000-2004).
- Publicou mais de 100 artigos de opinião na imprensa (1982-2006).
- Publicou um livro de intervenções parlamentares na Assembleia da República (1990).
- Professor do Ensino Secundário (desde 1995).
Regiões Autónomas - Madeira

Efetivos/as

José Paulo Baptista Fontes

Ex-Vice Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira 2000-2015 e Ex-Secretário Regional do Plano e Coordenação Económica e Ex-Secretário Regional das Finanças do Governo Regional da Madeira 1999-2000.
Presidente da Direção do Club Sports da Madeira.
Vice Presidente do Instituto Autonomia e Desenvolvimento IAD-M.
Formado em Administração e Gestão de Empresas.
Suplentes

Nuno Filipe Pereira Agostinho

Em 1997 licenciou-se em European Business Administration pela Glamorgan
University no Reino Unido. Mais tarde em 1998 terminou o seu Master em
Marketing.
Desenvolve a sua atividade profissional enquanto gerente/administrador de várias
empresas no sector privado ligadas aos sectores da consultoria de gestão,
marketing, media, publicidade e eventos.
É ainda membro do Conselho Económico e Social (CES) e do Conselho Económico e
de Concertação Social da Região Autónoma da Madeira.
No âmbito associativo é atualmente o Presidente da AJEM, Presidente da Direcção
do CERAM – Confederação Empresarial da Região Autónoma da Madeira e
Tesoureiro da Associação Onda Solidária – IPSS.
Autarquias Locais - Norte

Efetivos/as

Antonino Vieira de Sousa

Licenciado em Direito pela Universidade Católica do Porto, exerceu advocacia até 2002, altura em que foi eleito Vereador da Câmara Municipal de Penafiel, função que desempenhou até 2013.Nesse ano, foi eleito Presidente da Câmara Municipal de Penafiel.

É membro do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e administrador da AmbiSousa, empresa intermunicipal de tratamento de resíduos urbanos.

Exerceu o cargo de Deputado à Assembleia da República na IX Legislatura e de Vice-Presidente da Associação Ibérica de Municípios Ribeirinhos do Douro, entre 2014 e 2016.

Desempenhou funções de dirigente de várias instituições sociais no concelho de Penafiel, nomeadamente na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penafiel e no Futebol Clube de Penafiel.

Vogal da Mesa da Assembleia Geral da Associação Nacional de Municípios Portugueses-

Membro do Conselho Económico e Social.

Suplentes

Manuel João Sampaio Tibo

Frequentou a Escola Martins Capela em Terras de Bouro, tendo ingressado no Instituto Politécnico de Castelo Branco em 1998, onde frequentou o 1º ano do Curso Técnico Superior Profissional em Redes e Sistemas Informáticos.
Iniciou a sua actividade profissional em 1999 no Ministério da Saúde na carreira administrativa.
Fundou a Associação Rio Homem de cariz cultural, desportiva e recreativa no ano de 2002, onde foi presidente da Direcção.
No ano de 2014 e em resultado das eleições para os órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, assumiu o cargo de Presidente da Direcção, que ainda mantem.
A Associação Humanitária de Bombeiros, graças à sua abnegada e profícua liderança, tem vindo a crescer em toda a sua estrutura organizativa e patrimonial, sendo considerada uma Instituição de referência.
Desde 20 de outubro 2017 é Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro em resultado da candidatura que liderou nas listas pelo PSD.
Integra os órgãos sociais do Turismo do Porto e Norte de Portugal como membro cooptado, na Comissão Executiva.
Membro Efetivo do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios Portugueses.
Autarquias Locais - Centro

Efetivos/as

Maria Teresa Correia Cardoso

Licenciatura em Engenharia Civil.

Suplentes

Paulo Jorge Almeida Catalino Ferraz

Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal.

Licenciado Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra com especialidade em Medicina Geral e Familiar.

Presidente Conselho Fiscal dos Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal.

Foi líder na Bancada Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Carregal do Sal.

Foi o Coordenador do Centro de Saúde de Carregal do Sal.

Foi o Presidente do Clube de Futebol de Carregal do Sal.

 

Autarquias Locais - Lisboa e Vale do Tejo

Efetivos/as

Anabela Gaspar de Freitas

Quadro do IEFP.
Exerceu, entre 2005 e 2009, as funções de Diretora do Centro de Emprego de Tomar, ano em que foi eleita deputada à AR. Coordenadora do Grupo de Trabalho da AR do Emprego protegido (na área das deficiências). Volto à AR em 2011, na legislatura (2011-15), tendo estado em 2012-3, integrada a Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública.
Presidente da Câmara Municipal de Tomar desde 2013 Na qualidade de Presidente da Câmara Municipal de Tomar desempenha ainda as seguintes funções: Presidente da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo; Membro da Direção da ADIRN -Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Norte; membro do Comité Diretor do Conselho dos Municípios e Regiões da Europa em representação da ANMP; Membro da Comissão Executiva do Turismo do Centro de Portugal; Membro da Direção da Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico; Representante da ANMP na CCDRLVT da Comissão Nacional de Combate à Desertificação; Representante da ANMP no Conselho Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas; Membro do Conselho de Administração da Tejo Ambiente; Membro do Conselho Geral da ANMP; Membro do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Tomar; Membro/Suplente do Comité Europeu das Regiões, membro efetivo do Conselho Económico e Social, em representação das Autarquias Locais; Presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil e Vice-Presidente da Secção de Municípios Cidades Inteligentes da ANMP.
Suplentes

Ricardo Gonçalves

Ricardo Ribeiro Gonçalves, nasceu a 19 de julho de 1975, casado, natural da freguesia de Azoia de Baixo no Concelho de Santarém. Licenciou-se em Economia, na Cooperativa de Ensino Universidade Lusíada em Lisboa e realizou uma Pós-Graduação em Direito das Autarquias Locais no Instituto de Ciências Jurídico-Políticas na Faculdade de Direito de Lisboa.
Autarquias Locais - Alentejo

Efetivos/as

Suplentes

João Palma

Funcionário da Administração Tributária e Aduaneira (AT), desde setembro de 1982, com a categoria de Inspetor Tributário.
Foi Chefe de Finanças Adjunto e de Chefe de Finanças, em Serpa e Ferreira do Alentejo, chefiou equipa de recuperação de serviços, no Serviço de Finanças de Cascais e desempenhou tarefas de apoio a Serviços de Finanças do Distrito de Beja. Foi Representação da Fazenda Pública, junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja.
Foi formador de IRS e e de Impostos sobre o Património, esta última, nos distritos de Beja e Faro. Foi formador da OTOC (Contabilistas Certificados) para o distrito de Beja.
É licenciado em Direito, detentor de formação para dirigente intermédio da Função Pública (FORGEP, ministrado pelo INA), detentor do CAP.
Com ligações ao movimento associativo, foi, com outros, fundador do Centro de Cultura Popular de Serpa, fazendo, ao longo dos anos, parte dos seus corpos dirigentes.
Foi membro da Direção Nacional do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos.
Integrou em diversas ocasiões as listas da CDU, candidatas à Assembleia Municipal e Junta de Freguesia de Salvador. Foi, enquanto independente eleito nas listas da CDU, Presidente da Assembleia Municipal de Serpa.
É membro do conselho executivo da Associação de Municípios para a Gestão Pública da Água e membro substituto do Conselho Geral da Associação Nacional de Municipios.
Autarquias Locais - Algarve

Efetivos/as

Luis António Encarnação

Licenciado em Gestão de Recursos Humanos e Mestre em Gestão Empresarial. Exerceu a profissão de Gerente Bancário. Foi Secretário da Mesa da Assembleia Municipal de Lagoa e Membro da Assembleia de Freguesia do Parchal no Mandato 1998-2001 e Presidente da Junta de Freguesia do Parchal no Mandato 2002-2005. Foi Presidente da Assembleia de Freguesia de Lagoa e o Presidente do Grupo Municipal do PS na Assembleia Municipal de Lagoa. Foi Presidente da Direção da SRBU Parchalense entre 1993 e 2001 e desempenhou o cargo de Presidente da Assembleia Geral desde essa data até 2013. Foi Vereador da Câmara Municipal de Lagoa de 2013 a abril de 2018. Foi Vice Presidente da Câmara Municipal de Lagoa de abril de 2018 a agosto de 2019 e Presidente da Câmara Municipal de Lago ade 30 julho de 2019 até à presente data. Acumula os cargos de Presidente da Assembleia Geral da ALGAR, Presidente do Conselho Fiscal das Águas do Algarve e Presidente da Direção da AMPV - Associação dos Municípios Portugueses do Vinho.
Suplentes

Associações Nacionais de Defesa do Ambiente

Efetivos/as

Cármen Sofia Lima

É licenciada em Engenharia do Ambiente, com especialização em Gestão Ambiental, pós-graduação em Construção Sustentável e mestrado em Planeamento e Construção Sustentável.

É doutoranda em Engenharia do Ambiente no Instituto Superior Técnico a investigar a área do Amianto.

Os mais de 20 anos de experiência nas áreas da sustentabilidade, gestão de resíduos e amianto, assim como a ligação ao movimento ambientalista e cívico, levou a quem tenha sido uma voz ativa na divulgação destes temas, bem como à participação como organizadora, oradora e moderadora em diversas conferências, audições e seminários, a nível nacional e internacional. É autora do livro “Não Há Planeta B: dicas e truques para um Ambiente Sustentável”.

É Conselheira do CES – Conselho Económico e Social, em representação das Associações Nacionais de Defesa do Ambiente. Fundadora e Presidente da Associação SOS AMIANTO – Associação Portuguesa de Proteção Contra o Amianto. Vogal do Conselho Executivo da Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente e Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta. Colabora com a Direção de Diálogo e Proximidade da Jornada Mundial da Juventude em Portugal (JMJ Lisboa 2023), para a área da Sustentabilidade.

Foi coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, Criativa e Coordenadora da Wasteapp (www.wasteapp.pt). Foi apresentadora da rubrica “Querido Ambiente” transmitida no programa da “Queridas Manhãs” da SIC, e Co-apresentadora da rubrica “Minuto Verde” transmitida no programa “Bom Dia Portugal” da RTP.

Suplentes

José Manuel Caetano

Empresário e gestor, fundou em setembro de 1987 a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, de que é Presidente e Membro Honorário.
Da sua vasta atividade associativa, destaca-se a introdução do BTT (bicicletas de todo-o-terreno) em Portugal (1987) e do cicloturismo no Algarve (Alcantarilha, 1988).
No âmbito da Presidência Aberta pelo Ambiente do Presidente da República Mário Soares (Sintra, 1994) coordenou a ação dedicada à bicicleta, com a participação de mais de 2.500 pessoas e utilizadores de bicicleta.
Tem coordenado ações no âmbito do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade.
Na área Ambiental tem tido um especial enfoque no trabalho impulsionador da organização e do movimento ambientalista nacional, tendo organizado o Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, do Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira, das I e II Cimeiras Ecologistas Ibéricas, da Conferência “Os desafios Estratégicos para o Turismo Sustentável” e do “Encontro Nacional de Jovens para o Ambiente”, ambos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
É Presidente da Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (que fundou em 1987).
Foi nomeado em 2012 pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para integrar a Unidade de Missão para a Elaboração da Carta de Mobilidade Ligeira.
Associações Nacionais de Defesa dos Consumidores

Efetivos/as

Luis Silveira Rodrigues

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
É advogado. Presidente da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO. Vice-Presidente do BEUC, a organização europeia das associações de consumidores. Membro do CPAG - Consumer's Policy Advisory Group. Representante da DECO no Conselho Nacional de Consumo. Juiz Arbitro no Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Seguros (CIMPAS). Presidente da Associação HighScope Portugal. Diretor da RAIZ International Active Learning School. Formador. Diretor do Vitamina P, Psicologia Saúde e Bem-Estar.
Publicou em coautoria com Manuel. Ataíde Ferreira o livro “Cláusulas Contratuais Gerais – Anotações ao Diploma”, DECO 2011. Publicou igualmente o livro “Walkabout – Sara e Jeremias na Austrália” Chiado Editora 2016. Foi co-coordenador dos dois volumes publicados em Homenagem a Manuel Cabeçadas Ataíde Ferreira, DECO 2016.
Suplentes

Paulo André Fonseca

Licenciado em Direito e pós graduado em ciência da legislação, colabora com a DECO desde 2006. Representa a DECO em diversos conselhos consultivos e plataformas nacionais e internacionais. Perito do Comité Económico e Social Europeu em diversas iniciativas. Especialista nas áreas do mercado digital, serviços de interesse geral, concorrência e regulação.
Setor Social

Efetivos/as

José Manuel Boavida

especialista em Endocrinologia.
Instituto Português de Oncologia, assistente hospitalar de endocrinologia de 1988 a 2008,
Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), desde1983. Diretor Clínico de 2002 a 2008 e Presidente desde 2017.
Presidente do Diabetes Education Study Group (DESG) entre 2004 e 2011.
Membro Grupo de Trabalho da Campanha Internacional da UNite for Diabetes para a Resolução das Nações Unidas sobre a Diabetes em 2006.
Presidente da Sociedade Portuguesa de Diabetologia de 2008 a 2011.
Diretor do Programa Nacional para a Diabetes do Ministério da Saúde de 2007 a 2016.
Membro do Board da EASD de 2006 a 2010.
Membro do Board Europeu da International Diabetes Federation (IDF) desde 2017.
Conselheiro, eleito pela Assembleia da República, do Conselho Nacional de Saúde entre 2017 e 2021.
Suplentes

Fernando Amaro

Licenciado em Gestão, com pós-graduação em Marketing. É atualmente Administrador da Associação Mutualista Montepio e Vice-Presidente do Conselho de Administração da APM-RedeMut - Associação Portuguesa de Mutualidades.
Associações de Família

Efetivos/as

João Pedro Galhofo

Habilitações Académicas: Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa; Mestrando em Direito e Prática Jurídica na especialidade de Economia e Políticas Públicas pela Faculdade de Direito de Lisboa; Advogado estagiário a preparar agregação à Ordem dos Advogados.

Funções Académicas: Assistente de Economia Política na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Luís Vaz da Silva); Assistente de Finanças Públicas na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Paulo Nogueira da Costa); Assistente de Teoria Geral do Direito Civil na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Teoria do Negócio Jurídico na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Moot Court na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Eduardo Vera- Cruz Pinto); Eleito à Assembleia da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira); Secretário da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa); Membro discente homenageado no Quadro de Gratidão da Faculdade de Direito de Lisboa pelo resultado da Avaliação A3ES (Diretor Prof. Doutor Jorge Duarte Pinheiro).

Experiência Autárquica: Deputado à Assembleia Municipal em Odivelas; Membro efetivo da Conferência de líderes da Assembleia Municipal de Odivelas;  Membro efetivo da CPOTA- Comissão especializada de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente da AM Odivelas; Membro efetivo da CAEF- Comissão especializada de Assuntos Económicos e Financeiros da AM Odivelas; Membro efetivo da Comissão especializada da CCSS- Coesão Social e Saúde da AM Odivelas; Membro efetivo da CEJD- Comissão especializada de Educação, Juventude e Desporto da AM Odivelas; Conselheiro Municipal da Educação de Odivelas.

Experiência Institucional: Membro efetivo do CES- Conselho Económico e Social; Membro efetivo da CEPES- Comissão especializada da Política económica e social do CES; Membro efetivo da CDROT- Comissão especializada de Desenvolvimento regional e ordenamento do território do CES; Membro efetivo da CEPIN- Comissão especializada interdisciplinar para a Natalidade do CES.

Experiência Associativa: Membro efetivo do Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto; Presidente do Conselho de Juventude CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Secretário do Conselho Consultivo CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Vice-presidente do Conselho Fiscal AAFDL- Associação Académica Faculdade de Direito de Lisboa.

Experiência de Voluntariado: Responsável pela equipa dos voluntários da segurança da JMJ- Jornada Mundial de Juventude 2023 (Lisboa); Advogado voluntário na Associação Pro Bono Portugal; Advogado voluntário no programa Clínicas Legais da Comunidade Vida e Paz; Voluntário social na Cáritas Portuguesa.

Suplentes

Teresa Costa Macedo

Maria Teresa Paulo Sampaio da Costa Macedo

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família

Nota Biográfica

Habilitações Académicas: Licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pós-graduada em Sociologia da Família na Université du Québec à Montréal, no Canadá.

Funções Políticas: Integrou o Gabinete do então Ministro da Educação Veiga Simão, sendo responsável pela equipa que procurava legislar novas políticas para a Juventude. Data dessa altura a primeira legislação de apoio ao Associativismo Juvenil. Nomeada para o Conselho Superior de Ação Social, onde foi Vogal, começou a participar em 1976/77 em missões internacionais de Associativismo Familiar (nomeadamente em França) de que veio a resultar em Portugal, em 1977, a fundação da CNAF. Foi com a sua liderança que a CNAF se tornou Parceiro Social e se integrou nas mais importantes estruturas internacionais, nomeadamente nas da então Comunidades Europeia. Em 1979 é nomeada Secretária de Estado da Família (integrando os VI, VII e VIII Governos Constitucionais) sendo dessa época a publicação da Lei- Quadro da Família, do Estatuto Social dos Pais e a criação da Direção-Geral de Família (primeira estrutura orgânica para o sector).

Foi eleita, em três Legislaturas, Deputada à Assembleia da República (tendo cumprido o mandato como membro do Governo); foi igualmente Presidente da Comissão Interministerial da Família nos VI, VII e VIII Governos Constitucionais; Vice-Presidente da União Europeia Feminina; e Membro do Comité Económico e Social da União Europeia. Em Setembro de 1980, no âmbito do 1º Sínodo da Família, é o único membro do Governo no Mundo a ser convidada para nele participar seguindo-se o convite para colaborar com o Comité para a Família  do Vaticano (atual Conselho Pontifício para a Família). Tendo sido então confirmada por Sua Santidade Bento XVI e Sua Santidade Francisco, como o único membro leigo português nos Dicastérios do Vaticano.

Funções Académicas: Professora de Cultura Portuguesa e de Literatura Brasileira na Universidade Livre e depois na Universidade Autónoma de Lisboa, Professora de Sociologia da Família na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias tendo sido Diretora do Centro de Estudos da Família da Universidade Lusófona; Neste âmbito foi fundadora e impulsionadora dos vários organismos e movimentos de que vieram a resultar, nomeadamente a COFAC, Cooperativa de Formação e Animação Cultural, o Instituto de Humanidades e Tecnologias (atual Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), ISMAG, Instituto Superior de Matemática e Gestão, o ISHT, a Escola Superior de Educação Almeida Garrett, bem como, ao nível do Ensino Profissional a EPCI- Escola Profissional de Comunicação e Imagem.

Experiência Associativa: Foi Presidente da "Mission Europa", com sede em Genebra; Vice-Presidente do Conselho das Associações da Europa, com sede em Bruxelas; e Vice-Presidente do Observatório Mundial da Vida Associativa, com sede em Genebra; Mercê da vasta experiência na área do associativismo e promoção da Família, é Presidente do Conselho Executivo do Centro Internacional de Projetos - CIP-UIOF, "Parceria para o Desenvolvimento e Ação Familiar", com sede em Lisboa, Paris e New York, é Vice-Presidente da Confederação das Mulheres Mediterrânicas - COFEMED, com sede em Paris; Presidente da União Internacional dos Organismos Familiares Lusófonos - UIOFL, com sede em Lisboa e Luanda; Presidente do Centro Lusófono de Projetos e Diretora do Bureau da Confederação das Organizações Familiares junto da União Europeia - COFACE, com sede em Bruxelas; Foi ainda representante do Comité Económico e Social da União Europeia (CESE) junto do Conselho Económico e Social (CESC) da República Popular da China, integrando diversas delegações europeias, e desde 1989, desenvolveu relações institucionais com os departamentos governamentais chineses ligados às Ações Sociais e da Educação e, especialmente, com a Comissão Nacional População e Planeamento Familiar (NPFPC). Liderou vários projetos de colaboração nas áreas da Família e Assuntos Sociais com a Região Autónoma Especial de Macau (RAEM) com relevância para os protocolos de cooperação com o Instituto de Ação Social (IAS) - no âmbito das políticas sociais em vigor desde Julho de 2007 - e com a Fundação Macau no quadro da concretização Projeto Observatório Sociedade e Família.

Condecorações e Títulos Honorários:

Portugal: Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique; Grande- Oficial da Ordem de Mérito; França: Medalha de Ouro da Cidade de Paris; Medalha de Ouro da Cidade de Saint Germain; Luxemburgo: Medalha de Mérito ao Serviço da Família do Luxemburgo; Grécia: Medalha de Ouro da Cidade de Atenas; Marrocos: Comendadora da Ordem de Mérito Alaouita; Tunísia: Medalha de Ouro da Tunísia; Dama da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém; Dama da Grã-Cruz da Ordem da Estrela da Etiópia do Conselho da Coroa da Etiópia; Dama da Grã-Cruz da Real Ordem do Leão de S.M. Nous Kigely V, Rei do Ruanda; Dama da Ordem dos SS Maurício e Lázaro - Ordem dinástica da Casa Real de Saboia; Dama Honorária da Ordem de São Miguel da Ala.

Prémios/ Títulos: Mulher do Ano do Brasil – 1982; Medalha de Mérito "Paul Harris Fellow" – The Rotary Foundation of Rotary International; Prémio da Paz "Women Peace Award", da Fundação "Together For Peace", Estados Unidos da América; "Mensageiro da Paz" atribuído pela Assembleia Geral das Nações Unidas à UIOF e à sua Presidente nas celebrações do Ano Internacional da Paz-1987; "IYF Patron" atribuído pela Nações Unidas no encerramento do Ano Internacional da Família-1994; "Membro Honorário" da MENTOR FOUNDATION, instituição presidida por S.M. a Rainha da Suécia, atribuído em 2004.

Universidades

Efetivos/as

António Fontainhas Fernandes

Professor Catedrático da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES); membro do Conselho Económico e Social (CES); membro do Conselho de Admissão e Qualificação da Ordem dos Engenheiros; tem integrado painéis de avaliação da A3ES.
No plano académico, é professor catedrático de Bioquímica Ambiental; avaliador de revistas científicas internacionais; membro do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais (CITAB-Laboratório Associado); participa em diversos júris académicos, de inovação e de empreendedorismo; publicou mais de uma centena de artigos em revistas nacionais e internacionais; participou em diversos projetos de I&D. Foi presidente da Associação Ibero-americana de Toxicologia e de Contaminação Ambiental.

Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (2013-2022); Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (2017-2020); coordenador da Fundação Centro de Estudos Euro-Regionais Galiza – Norte de Portugal (2018-2020); membro do grupo de trabalho “RIS3 Expert Group” da European University Association (EUA) em representação do CRUP; Comissão Permanente do Conselho Regional da CCDR-N; Conselho Consultivo do Instituto Nacional da Propriedade Industrial; Conselho Consultivo da A3ES; Conselho Geral do INESC; Direção do UNIVERSIA; Conselho Geral da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP, I.P.); e, Conselho Superior da Forestis.

Suplentes

Maria de Lurdes Rodrigues

É Reitora do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa desde março de 2018.
É investigadora no CIES-Iscte (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia) desde 1986, onde, entre outros cargos, integrou a Direção (1989-96) e foi Presidente do Conselho Científico (2004-2005).
Fez o doutoramento em Sociologia, no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, em 1996, onde é Professora Associada (com agregação) do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas.
Presidiu ao Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia, entre 1996 e 2003.
Foi Ministra da Educação no XVII Governo Constitucional, entre 2005 e 2009.
Foi Presidente do Conselho de Administração da FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, entre 2010 e 2013.
É autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e das Políticas Públicas.
Associação Nacional de Jovens Empresários

Efetivos/as

Luis Alexandre Aparício do Vale

Luís Vale integra a Direção Nacional da ANJE. É licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto e efetuou o Curso Geral de Gestão na EGP na Porto Business School. Desempenhou funções de psicólogo na Instituição Portas prá Vida (Lamego) e assumiu o cargo de Diretor Técnico da mesma instituição. Exerceu o De Assessor da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação e foi Adjunto da mesma Secretária de Estado, onde lhe coube o planeamento e implementação da Estratégia Nacional para a Deficiência. Atualmente, é CEO da ValeConsultores, empresa focada na melhoria e desenvolvimento da área social, com o propósito de apoiar Instituições, Autarquias e Empresas Públicas e Privadas a desenvolverem estratégias que produzam impactos significativos no funcionamento das suas estruturas, na prestação de serviços aos seus clientes e na melhoria da sua competitividade.
Suplentes

José Firmino Cordeiro

Licenciado em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Mestre em Economia Agrária e Sociologia Rural pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa.
Presidente Honorário da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, Foi Vice-Presidente do CEJA - Conselho Europeu de Jovens Agricultores entre 2001 e 2003 e membro de vários Comités de Representação de vários setores Agrícolas na Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia.
Diretor-Geral da AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, tendo sido Presidente da Direção entre 2000 e 2012.
Empresário Agrícola, desde 1991, nas áreas de olival e amendoal em Trás-os-Montes bem como em ovinos de leite na Beira Interior, é ainda sócio de uma empresa associada ao ramo agrícola em Moçambique.
Agricultura Familiar e do Mundo Rural

Efetivos/as

Adélia Vilas Boas

Com raízes no Alto Minho, mais concretamente em Paredes de Coura, no seio de uma família de pequenos agricultores, licenciou-se em Jornalismo na Universidade de Coimbra. É, desde 2020, membro da Direcção da CNA – Confederação Nacional da Agricultura, onde trabalha desde 2007. Para além de coordenar o Departamento de Comunicação da CNA, acompanha diversas temáticas ligadas à Agricultura Familiar e ao Mundo Rural, tanto a nível nacional como internacional, através da ligação à Coordenadora Europeia Via Campesina.
Suplentes

Pedro Jorge Santos

Engenheiro AgroPecuário.
Director da CNA.
Coordenador Técnico da Confederação.
Organizações Representativas da Área da Igualdade de Oportunidades para Homens e Mulheres

Efetivos/as

Ana Sofia Fernandes

Ana Sofia Fernandes é Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM) em segundo mandato (2022-2024). Foi Vice-Presidente do Lobby Europeu das Mulheres entre junho 2019 e junho 2021. Foi membro do grupo de referência global da Sociedade Civil da UE/ONU no âmbito da Iniciativa “Spotlight” até 2022. É licenciada em Relações Internacionais e pós-graduada em Relações Internacionais e em Desenvolvimento e Cooperação Internacional. Tem numerosas comunicações / publicações na área dos direitos humanos das mulheres e da igualdade entre mulheres e homens. A sua experiência inclui o exercício de funções no EIGE – Instituto Europeu para a Igualdade de Género, num Gabinete Ministerial no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia em 2007, no Gabinete do Alto-comissário para as Migrações, e no Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, entre outros, detendo também experiência em consultoria técnica no âmbito do mainstreaming de género nas políticas públicas e nos orçamentos. Na área associativa foi cofundadora da Rede de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens e da EOS - Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Na PpDM, tem trabalhado para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres, tal como previsto na Convenção CEDAW, adotada em 1979 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, ratificada em 1980 pelo Estado Português, e considerada a Carta dos Direitos Humanos das Mulheres.
Suplentes

Alexandra Silva

É coordenadora de projetos na Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da prevenção e combate à violência masculina contra as mulheres e raparigas. Formadora em igualdade entre mulheres e homens. Licenciada em sociologia e pós-graduada em Estudos sobre as Mulheres. É membro do Observatório do Lobby Europeu das Mulheres sobre a violência contra as mulheres em representação da PpDM. Foi cofundadora e é atual Vice-Presidente da EOS – Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Foi vogal da Direção da AMCV – Associação de Mulheres Contra a Violência. Foi cofundadora e dirigente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens. Foi elemento de equipas de investigação em projetos europeus e nacionais nomeadamente no CESIS – Centro de Estudos para a Intervenção Social (2002-2016), e é coautora de publicações e relatórios de investigação europeus e nacionais.
Associações de Mulheres com Representatividade Genérica

Efetivos/as

Ana Benedita Ramos Caro

Foi chefe do Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Moura e sou membro do Conselho Consultivo da Comissão Nacional - Comissão para a Igualdade de Género desde o ano de 2001.

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Indicada pelo Graal-associação Social e Cultural

Nota Biográfica

Habilitações literárias (curso geral do comércio e Novas Oportunidades equivalência a 12º.Ano). Habilitações Profissionais: Administrativa e Técnica de Contabilidade. Área de trabalho profissional: Iniciativa privada. Exercício de Voluntariado em diversas estruturas de ação Cívica, Associativa e Apostólica, ao longo do meu percurso de Vida.

Maria Teresa Alvarez Nunes

Licenciada em História e Mestre em Comunicação Educacional Multimédia, é investigadora do Centro de Estudos em Migrações e Relações Interculturais (CEMRI) da Universidade Aberta, no Grupo de Investigação em Estudos sobre as Mulheres. Género, Sociedades e Culturas. É membro efetivo do Fórum de Especialistas do Instituto Europeu para a Igualdade de Género (União Europeia). Integra o Conselho Científico da revista ex æquo, da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres. Trabalhou na Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género - CIG (2020-2024). Foi interlocutora da CIG junto dos organismos centrais da administração pública, durante os II a V Planos Nacionais para a Igualdade, membro da equipa de apoio às Políticas Locais para a Igualdade. Coordenou vários projetos na área da educação e co coordenou o Projeto Interseções: Igualdade entre Mulheres e Homens e Educação para o Desenvolvimento (2022-2023), no quadro da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. Co coordenou em Portugal o Projeto Europeu Mobiliza-te contra o sexismo! apoiado pelo Conselho da Europa (2020). Especialista convidada pelo Conselho da Europa em diferentes Conferências Internacionais e autora de diversas publicações sobre Igualdade de Género na Educação e nas Políticas Públicas.

Sandra Esteves

Advogada e membro do secretariado nacional do MDM.
Suplentes

Ana Maria Charrama Farinho

Licenciou-se em Direito, em 1996, na Faculdade de Direito de Coimbra e, posteriormente, fez o estágio de advocacia.
Iniciou a sua atividade profissional em 1998 na Câmara Municipal de Moura como Técnica Superior na área do Direito, até aos dias de hoje tendo integrado órgãos de empresas municipais e associações de municípios. Desde 2001 eleita em vários órgãos autárquicos – assembleia de freguesia de Santo Agostinho (Moura), câmara municipal (Moura) e assembleia municipal (Moura).
Integrou em anteriores mandatos e integra os órgãos sociais de várias associações, incluindo na Direção da Moura-Salúquia – Associação de Mulheres do Concelho de Moura desde a data da sua fundação.

Ana Maria Parada da Costa

Ana Maria Parada da Costa. Licenciada em História e Mestra em Estudos Europeus pela Universidade de Coimbra. Nascida em 1957, em Coimbra onde vive. Os seus interesses são os Direitos Humanos com especial incidência nos Direitos das Mulheres e Raparigas. Nesse âmbito, pertenceu a diversas estruturas internacionais, nomeadamente ao Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres e representou as ONG de Portugal na CEDAW-ONU em 2008. É Conselheira do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, representando o Graal, do qual é membro, tendo integrado o Conselho Coordenador do Graal em Portugal. É Formadora na área da Cidadania, Igualdade de Género e Estudos Europeus. Tem interesse pela área cultural, pertencendo a uma Associação artística.

Tânia Cristina Mateus

Técnica Superior Administração Local. Foi Presidente da Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada (ACIJR) e Vice-Presidente da Associação de Pais Bússola da Brincadeira, em Loures. Eleita na Assembleia Municipal de Loures. Membro do Conselho Nacional da sua Direcção e do Secretariado Nacional do MDM.

Virgínia Ferreira

Doutorada em Sociologia pela Universidade de Coimbra; Professora Associada Aposentada da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC); Investigadora Permanente do Centro de Estudos Sociais da mesma Universidade. Com recurso a metodologias qualitativas e quantitativas, tem estudado o modo como as relações sociais de género se expressam em vários fenómenos e processos e estruturas sociais, tendo em conta, nomeadamente: as mudanças económicas e políticas; a regulação do mercado de trabalho; as transformações tecnológicas; os regimes de bem-estar e outras instituições sociais; e as atitudes e práticas das mulheres e dos homens no trabalho, no emprego e na esfera doméstica. Membro do Conselho Editorial de algumas revistas nacionais e internacionais, é membro fundador da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (1991) e sua presidente desde 2014. Desde 2004 que é membro da European Commission Expert Group on Gender and Employment. Membro do Grupo Técnico-Científico do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, na qualidade de especialista, a convite de várias/os Secretárias/os de Estado. Dirige a revista científica ex ?quo - Revista da APEM (indexação na SCOPUS e na SCIELO), desde 2014. A sua obra publicada inclui artigos e ensaios em revistas e em coletâneas nacionais e internacionais. Coordena o Projeto ENGENDER: Integração dos Estudos de Género nos curricula e práticas pedagógicas no ensino superior em Portugal (2021-2024).
Associações de Mulheres Representadas no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género

Efetivos/as

Lina Coelho

Professora Auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Doutorou-se em Economia, na especialidade de Estruturas Sociais da Economia, com uma tese intitulada Mulheres, Família e Desigualdades em Portugal.

Vice-Diretora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), no qual é investigadora desde 1995. Os seus interesses de investigação centram-se em temas de economia feminista, economia da família, economia da desigualdade e economia portuguesa. Tem-se dedicado, em particular, à análise das desigualdades entre homens e mulheres, na família e no mercado de trabalho, em Portugal.

MEMBRO DA DIREÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESTUDOS SOBRE AS MULHERES (APEM), ASSOCIAÇÃO QUE FAZ PARTE DO CONSELHO CONSULTIVO DA COMISSÃO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE DE GÉNERO (CIG).

Tem colaborado como perita em igualdade de género com mecanismos oficiais para a Igualdade e agências e organizações não governamentais, nacionais e europeias. Em 2018 fez parte da equipa técnica que coadjuvou a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na elaboração do relatório geral sobre a implementação de orçamentos com impacto de género em Portugal.

Ao longo dos anos, tem desempenhado múltiplas funções de gestão universitária. Atualmente é membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra.

Foi Vice-Presidente (1999-2003) e Diretora de Serviços de Planeamento e Desenvolvimento da Comissão de Coordenação da Região Centro (1997-1999).

Organizações Representativas das Pessoas com Deficiência

Efetivos/as

José de Sá Marques

Curso Montador Eletricista, 1º Ano Curso Complementar Eletrotecnia, Técnico de Manutenção de Aeronaves na TAP, Membro de Associação de Pais e Membro de Corpos Socais no Movimento Associativo.

Suplentes

Rodrigo Santos

Licenciado em Direito, pós-graduação na área dos direitos das pessoas com deficiência, curso de especialização em direito administrativo e administração pública. Técnico superior (assessoria jurídica) da FCT, I. P. desde 2010, presentemente Chefe da Divisão de Apoio a Bolsas desde 2017. Dirigente associativo voluntário desde 2008 em órgãos nacionais da ACAPO, presentemente Presidente da Direção Nacional. Membro de órgãos executivos da European Blind Union e da World Blind Union desde 2019. Vice-Presidente do Me-CDPD – Mecanismo Nacional de Monitorização da Implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência desde 2021. Membro do Conselho de Administração da SAS – Sociedade de Apostas Sociais, S. A., designado pela ACAPO, desde 2021. Formador para diversas entidades sobre as temáticas da autorrepresentação e dos direitos das pessoas com deficiência, com artigos publicados sobre estas matérias. Orador em diversos eventos, académicos e não académicos, sobre as referidas temáticas. Membro de diversas Comissões, Conselhos e Grupos de Trabalho, nacionais e internacionais, em representação ou por designação da ACAPO, desde 2011.
Organizações Representativas do Setor Financeiro e Segurador

Efetivos/as

Norberto Sequeira Rosa

Norberto Sequeira da Rosa, Secretário-Geral da APB desde janeiro de 2019, é economista, tendo iniciado a sua carreira profissional como docente nas áreas de economia aplicada, estatística e econometria no ISEG.
Ingressou, em 1980, no Departamento de Estudos Económicos e Estatística do Banco de Portugal, fazendo parte, mais tarde (1995 a 2002), da Direção da Supervisão Bancária.
Em 1989, é nomeado Subdiretor-Geral da Direção Geral da Contabilidade Pública, tendo participado na Reforma da Administração Financeira do Estado.
Entre 1993 a 1995 e 2002 a 2004 exerceu as funções de Secretário de Estado do Orçamento.
No período compreendido entre 2004 e 2013 foi administrador e vice-presidente da Comissão Executiva da CGD, vice-presidente do BPN, após a nacionalização e até à sua privatização, presidente do Conselho Diretivo da CGA, administrador não executivo da SIBS e da ZON e representante da CGD na APB.
Foi Consultor do Conselho de Administração do Banco de Portugal e Administrador Delegado da Sociedade Gestora de Fundos de Pensões do Banco de Portugal entre 2013 e 2018.
A nível internacional representou o Banco de Portugal no Grupo sobre as Perspetivas Económicas da OCDE, no Grupo de Contacto dos Supervisores Bancários dos países do Espaço Económico Europeu e na Ethics Framework Task Force do European System of Central Banks. Participou ainda no grupo de trabalho sobre Procedimento de Défices Excessivos e Dívida Pública e foi membro do Conselho do European Savings Banks Group e do World Savings Banks Institute, em nome da CGD.
Publicou, em 2014, o livro "Vamos Pagar a Nossa Dívida Pública? O Que Devemos Fazer?" da Editora Bnomics, com prefácio de Vítor Bento.

Suplentes

Nuno Martins

Nuno Martins é Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos S.A. desde Fevereiro de 2017.
Nuno possui 20 anos de experiência profissional no sector financeiro português. Foi responsável pela área de mercados para Portugal no Citigroup, onde ingressou em 2011, cobrindo os mercados de ações e dívida e posteriormente técnico especialista do gabinete no Ministério das Finanças em 2016. Entre 2005 e 2011 foi diretor do Barclays Capital na equipa de distribuição para instituições financeiras na Península Ibérica. Foi também analista sectorial e de mercados para Zacks Investment Research Inc., Chicago, e em 2000 consultor para o International Finance Corporation, IFC, parte do Banco Mundial.
É licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa na área de Economia Industrial. Doutorou-se em Economia pela Northwestern University, Chicago, Illinois, em 2000, área de Finanças e Econometria. Entre 2000 e 2005, foi professor na Universidade Nova de Lisboa e na Universidad de Navarra e economista no Grupo de Mercados Financeiros, Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal.
Nuno tem a distinção de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto

Efetivos/as

João Bernardino

Bancário/Aposentado.
Dirigente de IPSSs e ex-Vice Presidente da UDIPSS-Lisboa
Dirigente Associativo em várias Associações.
Suplentes

Regina Janeiro

Psicóloga
Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Gago Coutinho, em Alverca, nos anos lectivos de 1985/1986 e 1986/1987.
Eleita na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 1993/1997.
Eleita na Assembleia de Freguesia Alverca do Ribatejo em 1998 e 1999.
Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Évora de 1998 a 2002
Adjunta do Presidente da Câmara Municipal da Moita de 2002 a 2005
Vereadora da Câmara Municipal do Barreiro de 2005 a 20017 das áreas da Educação e Bibliotecas, Acção Social, Cultura, Património Histórico – Museológico, Desporto, Movimento Associativo, Juventude e Comissão de Protecção de Crianças e Jovens.
Vereadora na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 2017-2021
Presidente do Conselho de Administração da Loures Parque entre 2017 e 2019
Presidente do Conselho de Administração da GesLoures entre 2019 e 2011
Diretora Geral da Associação Baía de Setúbal desde setembro de 2022.
Organizações Representativas de Imigrantes

Efetivos/as

Anabela Lopes Rodrigues

Anabela Rodrigues é Mediadora Cultural e faz parte dos corpos gerentes da Solidariedade Imigrante. É coordenadora da Associação de Imigrantes do Grupo Teatro do Oprimido de Lisboa. É membro da rede internacional de Organizações de Teatro do Oprimido da Europa “Together“ (Portugal, França, Espanha, Alemanha, Itália, Croácia e Reino Unido); Foi coordenadora de atividades de educação não formal na Associação Cultural Moinho da Juventude (1997-2008) e da Fundação Francis Obikwelu (2008-2009).
Suplentes

Timóteo Rodrigues Macedo

Timóteo Rodrigues Macedo

Indicado pela Associação Solidariedade Imigrante

Nota Biográfica

Líder do movimento associativo e professor em Luanda após o 25 de Abril e até Agosto de 1980, Bacharel em engenharia do curso de Eletrotecnia e Máquinas do antigo Instituto Industrial de Luanda.

Trabalhador fabril, membro de Comissão de Trabalhadores e dirigente sindical em Lisboa desde 1981 até 1998.

Dirigente do movimento associativo na área dos direitos humanos e imigração de 1998 até ao presente momento.

Presidente da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Conselho das Comunidades Portuguesas

Efetivos/as

Pedro Rupio

Graduado em Marketing Management, Pedro Rupio é bacharelato em Ciência Política pela Université Saint-Louis, de Bruxelas, e Mestre em Ciência Política pela Université Libre de Bruxelles com um trabalho de fim de estudos intitulado “Quel est l’impact de la structure des opportunités politiques sur la participation électorale des Portugais de Belgique aux élections communales ?”. Trabalha atualmente no departamento de comunicação de uma instituição financeira franco-belga.

Foi eleito Conselheiro das Comunidades Portuguesas pelo círculo eleitoral da Bélgica em 2008 e 2015. Durante o primeiro mandato, foi eleito Vice-Presidente da Comissão do Associativismo e Comunicação Social. No segundo mandato, atualmente a decorrer, foi eleito membro do Conselho Permanente e Presidente do Conselho Regional das Comunidades Portuguesas na Europa no início de 2020.

Desempenhou ainda, entre 2012 e 2018, os cargos de Conselheiro Municipal na Comuna de Saint-Gilles e Conselheiro de Polícia na zona Midi, tendo sido o primeiro português eleito em Bruxelas para tais funções.

Suplentes

Sílvia Renda

QUALIFICAÇÕES

Licenciada em Direito pela Universidade de La Trobe, Melbourne, Australia. Mestrado em Gestão de Conflitos pela mesma Universidade. Certificação em Mediação e Meios Alternativos de Resolução de Conflitos pelo Instituto de Arbitrators & Mediators.

Atualmente, Chief Adviser & Head of Government Relations com a Australian Financial Complaints Authority (Provedor de Justiça na àrea de serviços financeiros).

CONTRIBUIÇÃO COMUNITÁRIA

Eleita como Conselheira com o Conselho das Comunidades Portuguesas em 2015. Lecionou Português no Centro Português de Cultura de Melbourne e no Victorian School of Languages durante 10 anos. Nos últimos 25 anos exerceu os cargos de Presidente e Vice-Presidente Das Comunidades de Língua Portuguesa Inc e do Centro Português de Cultura de Melbourne. Atualmente a Presidente da Associação de Mulheres Portuguesas na Austrália.

Personalidades de Reconhecido Mérito

Adalberto Campos Fernandes

Professor Associado Convidado da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa. Professor Catedrático Convidado da Universidade Europeia. Ministro da Saúde do XXI Governo Constitucional (2015-2018). Especialista em Saúde Pública. Integra o Centro de Investigação em Saúde Pública (CISP) da NOVA ENSP e o Comprehensive Health Research Centre (CHRC) da Universidade NOVA. Integra o Regional Director’s Advisory Council on Innovation for Noncommunicable Diseases (NCD Advisory Council) da Região Europeia da Organização Mundial de Saúde. Académico Titular da Academia Nacional de Medicina de Portugal. Vice-Presidente do Conselho de Escola da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa. Presidente do Conselho de Administração do Hospital da Cruz Vermelha. Foi Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Lisboa Norte, EPE. Foi Presidente da Comissão Executiva dos SAMS Prestação Integrada de Cuidados de Saúde. Exerceu as funções de Presidente do Conselho de Administração da HPP Parcerias Saúde, SA Hospital de Cascais. É autor de dezenas de artigos e comunicações. Integra diversas Associações Científicas Nacionais e Internacionais.

Miguel Morais Leitão

Luis Miguel Gubert Morais Leitão

Personalidade de Reconhecido Mérito

Nota Biográfica

É licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa e fez o Programa Avançado de Gestão da Universidade Stanford, na Califórnia.

Exerceu funções de Direção e Administração em empresas privadas do setor financeiro, nomeadamente no Banco BPI, BPI Gestão de Activos, BPI Pensões, BPI Vida, A Social- Companhia Portuguesa de Seguros e Allianz Portugal.

Foi Presidente do Conselho de Administração na empresa pública Empordef – Empresa Portuguesa de Defesa SGPS AS, bem como nas suas participadas OGMA, Edisoft, EID e IDD.

Exerceu, ainda, funções governativas enquanto Secretário de Estado do Tesouro, dos Assuntos Europeus, Adjunto do Vice-Primeiro Ministro e Ministro da Economia.

Conselho Nacional de Juventude

Efetivos/as

André Marafona Cardoso

O André é advogado, inscrito na Ordem dos Advogados, tendo sido Associado Júnior da Sociedade de Advogados "Telles de Abreu e Associados- Sociedade de Advogados, SP, RL", sociedade onde também realizou o seu estágio. É licenciado em Direito pela Escola de Direito da Uni. do Minho, tem mestrado em Direito Administrativo pela Escola do Porto da Faculdade de Direito da Uni. Católica Portuguesa e está a concluir Pós-Graduação em Justiça Administrativa pelo Centro de Estudos de Direito Público e Regulação da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
A par do seu percurso académico, o André foi presidente da Direção da Associação de Estudantes de Direito da Universidade do Minho; presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos da Associação Académica da Universidade do Minho; Fundador e Diretor do Departamento de Relações Externas da Visiona Minho Legal La e Membro do Conselho Pedagógico e da Comissão de Curso na Escola de Direito da Universidade do Minho.
Tem experiência de voluntariado internacional na Guiné-Bissau, tendo trabalhado num orfanato durante 5 semanas em 2018, no âmbito do "Projeto Sementes - Missão África". Foi, até janeiro de 2023, um membro ativo do Projeto "Os 230" e é escuteiro do Corpo Nacional de Escutas desde 2005, no Agrupamento 813-Marinhas, Região de Braga.
Desde maio de 2024 assume a presidência do Conselho Nacional da Juventude, a única estrutura, reconhecida pela Assembleia da República, que representa a Juventude Portuguesa.
Suplentes

Afonso Manuel Beirão dos Santos

Afonso Manuel Beirão dos Santos 

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)

Federação Nacional das Associações Juvenis

Efetivos/as

Marco Santos

Licenciado em Economia e mestre em Economia e Finanças pela Universidade de Aveiro, foi também nesta instituição que foi bolseiro de investigação e desenvolveu várias publicações no âmbito da Indústria 4.0, da transformação digital e das criptomoedas. Em 2020 estagiou no Banco de Portugal e atualmente trabalha como Analista de Risco no banco de investimentos francês Natixis. Durante os últimos anos somou várias participações no associativismo juvenil de base local, estudantil e numa júnior empresa, destacando-se as presidências da Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto e da Federação Nacional de Associações Juvenis.
Suplentes

Miguel Carvalho

Profissionalmente sou Secretário da Vereação na Câmara Municipal de Coruche, desempenhando funções no Gabinete de Apoio à Vereação e no Gabinete de Apoio ao Presidente. Exerço funções de assessoria nas áreas da comunicação, juventude, cultura, eventos e associativismo. Academicamente sou licenciado em Ciências da Comunicação pelo ISCSP-ULisboa. Profissionalmente desempenhei funções de Gerente e Gestor Financeiro durante 2 anos, sendo responsável pela administração, gestão financeira, contacto com fornecedores e planeamento da REGAGRI LDA. Colaborei cerca de 7 anos como locutor na RVS - Rádio Voz do Sorraia e também como responsável comercial durante 1 ano. Tenho ainda experiência em relações públicas e assessoria de imprensa, fruto da minha formação académica e dos cargos que desempenho. Interesso-me pelo movimento associativo juvenil e académico, desempenhando funções como: Secretário da Direção da FNAJ – Federação Nacional de Associações Juvenis; Presidente da direção da FAJUDIS - Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém; Presidente da AJDC - Associação de Jovens Dinâmicos de Coruche.
Organizações Representativas dos Reformados, Pensionistas e Aposentados

Efetivos/as

Casimiro Menezes

Médico licenciado em 1969 e inscrito no Colégio da Especialidade de Medicina Interna da Ordem dos Médicos.

Chefe de Serviço de Medicina Interna em 1979 e Diretor do Serviço de Medicina Interna do Hospital Distrital de Portalegre de 1975 a 2005.

Vereador da Câmara Municipal de Portalegre 1982/86.

Participou no projeto europeu (EURODIAB) epidemiológico de incidência da diabetes mellitus tipo 1.

Presidente da Comissão de Ética da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal de 2015/18 e 2018/21.

Medalha Municipal da Câmara Municipal de Portalegre em 2006.

Medalha de mérito da Ordem dos Médicos em 2018.

Presidente da Direção da Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos MURPI desde 2006.

Membro do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos.

Membro do Conselho Económico e Social em 2018.

Membro do Conselho Nacional da Saúde 2019/21.

Suplentes

António Godinho Correia

licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, reformado em Janeiro de 2009 como Director Geral Adjunto da AECOPS - Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas onde desenvolveu diversas funções e projectos, designadamente:
• Director dos Serviços de Economia entre 1983 e 1992, representou a AECOPS em conferências, colóquios e outras realizações, com apresentação de trabalhos e comunicações de análise sobre o Sector da Construção e os seus principais problemas, designadamente, no campo da habitação e da fiscalidade.
• Membro da Comissão de Peritos Económicos e secretário da Comissão de Fiscalidade da FIEC - Fédération de l'Industrie Européenne de la Construction, em representação da AECOPS
• Ainda em representação da AECOPS, foi delegado aos ""EIC - European International Contractors""
• Director Geral Adjunto da AECOPS, de 1991 a Dezembro de 2008, desenvolveu e coordenou projectos nas áreas da Informação, Divulgação, Qualidade e Informática, representando a AECOPS em diversas circunstâncias e ocasiões.
Reformado desde Janeiro de 2009, aderiu à APRe! Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados em Novembro de 2012.
Presidente do Conselho Fiscal da APRe! em dois mandatos e Vice-Presidente da Direcção de Fevereiro de 2020 a Fevereiro de 2022; Presidente do Conselho Fiscal da APRe! desde Fevereiro de 2022.

Comissão Especializada Permanente de Desenvolvimento Regional e Ordenamento do Território

A Comissão Especializada Permanente do Desenvolvimento Regional e do Ordenamento do Território (CDROT) é composta por quatro representantes do Governo, das Confederações Patronais, das Confederações Sindicais e das autarquias, um/a representante de cada uma das regiões autónomas e um/a representante de cada um dos demais sectores representados no CES, podendo ainda ser integrada por uma ou duas personalidades de reconhecido mérito.

A CDROT é dirigida por um/a Presidente, coadjuvado/a por dois/duas Vice-Presidentes a eleger de entre as/os seus membros, na primeira reunião que se realizar após a sua composição.

As reuniões da CDROT não têm uma periodicidade fixa, realizando-se por iniciativa do/a respetivo/a Presidente ou a pedido fundamentado de um terço dos Conselheiros e das Conselheiras em efetividade de funções que a compõem.

Composição da CDROT

Presidente

Tiago Daniel da Costa Oliveira

Mecânico de profissão, é dirigente sindical desde 2006.

Eleito Delegado Sindical em 2003 na Auto-Sueco.

Membro da Direção do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas e Metalomecânicas do Distrito do Porto de 2006 a 2010 e depois da Direção do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte - SITE-NORTE desde a sua constituição em Maio de 2010.

Membro da Direção da Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Elétricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas desde 2007.

Membro da Direção da União de Sindicatos do Porto e da sua Comissão Executiva desde 2012.

Membro do Conselho Nacional da CGTP-IN desde 2012 (XII Congresso).

Coordenador da União de Sindicatos do Porto desde 2016.

Membro Comissão Executiva do CN da CGTP-IN desde 2016 (XIII Congresso).

Eleito Secretário-Geral pelo Conselho Nacional eleito no XV Congresso da CGTP-IN, realizado a 23 e 24 de fevereiro de 2024.

Vice-Presidentes

Álvaro Mendonça e Moura

É licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.
1975 Aprovado concurso admissão ao Ministério Negócios Estrangeiros;
1979 Delegação Permanente junto da EFTA ,Genebra;
1985 Embaixada Pretória; encontro com Nelson Mandela 1990;
1990 Diretor de Serviços África; membro negociações Bicesse;
1991 Chefe Gabinete Secretário de Estado MNE;
1992 Chefe Gabinete Ministro dos NE;
1995 Embaixador Representante Permanente junto organizações das NU,Viena;
1999 Representante Permanente junto das Organizações Internacionais,Genebra; Presidência portuguesa da UE 2000;
2002 Representante Permanente junto UE;reforma da Política Agrícola Comum de 2003;alargamento de 2004 e eleição do Presidente da Comissão Europeia Dr. Durão Barroso;quadro financeiro 2007-2013;aprovação plano nacional barragens ; em 2007, condução em Bruxelas da Presidência portuguesa UE e negociações Tratado de Lisboa;
2008 Embaixador Madrid;
2013 Representante Permanente junto da ONU;eleição do Secretário-Geral, António Guterres;
2017 Secretário-Geral Ministério dos Negócios Estrangeiros;
2023 Presidente da CAP.
Originário de família transmontana, acompanhou a criação do Complexo agroindustrial do Cachão. Assumiu condução dos negócios agrícolas da família e procedeu a reconversão dos mesmos tendo criado Sociedade familiar de que é principal sócio. Dedica-se ao olival, vinha e amendoal. É sócio da APPITAD e da AMÊNDOACOOP.
Membro do Círculo Estudos do Centralismo.

Cristina Vieira

...
Governo

Efetivos/as

Eduardo Correia Diniz

Licenciatura em Engenharia Agronómica, especialidade Economia Agrária e Sociologia Rural, Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa.

Diretor Geral do Gabinete de Planeamento e Políticas e Administração Geral (GPP) do Ministério da Agricultura e da Alimentação desde 2012.

Exercício de diversos cargos na área coordenação técnica das atividades do ministério de âmbito estratégico, das relações internacionais e no acompanhamento dos mercados agroalimentares, bem como, as funções de coordenador do programa orçamental e de assessoria a membros do governo.

Longa experiência no acompanhamento e representação na União Europeia e a nível multilateral, nomeadamente na negociação, coordenação técnica e avaliação das regras da Política Agrícola Comum (PAC), na elaboração do Programa de Desenvolvimento Rural, do Plano Estratégico da PAC, da Presidência portuguesa da UE de 2021 na área da agricultura.

Coordenador da Comissão Nacional do Combate ao Desperdício Alimentar ; Presidente da Comissão de Planeamento de Emergência da Agricultura e Alimentação; Coordenação do Secretariado Técnico da Plataforma de Acompanhamento das Relações da Cadeia Alimentar ; Co-coordenação da Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca.

Apresentação de módulos, como convidado, de aulas sobre Economia Agrária no ISA e de pós graduações na UL sobre Sistemas Alimentares e no ISEG, AESE e UCP sobre agronegócio .

Helena Maria Rodrigues Malcata

licenciada em Direito pela Universidade Católica Portuguesa (UCP);

pós-graduada em Estudos Europeus pela UCP;

aprovada no concurso de admissão aos lugares de adido de embaixada, aberto em 30 de agosto de 1991;

na Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia, em Bruxelas, em 5 de janeiro de 1998;

adjunta no Gabinete do SEAE, em 17 de setembro de 2002; adjunta no Gabinete do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, em 12 de março de 2005;

Chefe do Gabinete do Subsecretário de Estado Adjunto do Ministro dos Negócios Estrangeiros, em 4 de janeiro de 2006;

conselheira de embaixada, em 21 de junho de 2006; na Secretaria de Estado, em 3 de julho de 2006;

na Missão Permanente de Portugal junto da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, em 23 de outubro de 2006;

Diretora de Serviços de Política Externa e Segurança Comum, da DGPE, em 24 de março de 2011;

Subdiretora -Geral da DGPE, em 30 de abril de 2012;

ministra plenipotenciária de 2.ª classe, em 8 de agosto de 2013;

Vogal Executivo do Conselho de Administração da AICEP, em 10 de agosto de 2015;

ministra plenipotenciária de 1.ª classe, em 8 de agosto de 2016; na Embaixada em Adis Abeba, com credencias de Embaixadora, em 22 de janeiro de 2018;

acreditada, simultaneamente, como embaixadora não -residente no Ruanda, no Djibouti e no Sudão do Sul; Diretora-Geral dos Assuntos Europeus, em 26 de novembro de 2021.

José Manuel Passos

Doutorado em Economia pela Universidade de Bristol, Inglaterra;
Mestrado em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão pelo ISE-UTL;
Licenciatura em Economia pelo ISE-UTL.

Presidente do Instituto de Gestão Financeira da Educação, I.P., desde junho de 2015;
Diretor-Geral da Direção Geral de Planeamento e Gestão Financeira do Ministério da Educação e Ciência, de 2013 a 2015;
Diretor-Geral do Gabinete de Planeamento Estratégico e Relações Internacionais do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e do Ministério da Economia e Emprego, de 2010 a 2012;
Adjunto do Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, de 2009 a 2010;
Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2007 a 2009;
Vogal do Conselho Diretivo do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2001 a 2003;
Vice-Presidente da Assembleia de Representantes do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2000 a 2001;
Vogal da Comissão Executiva do Departamento de Matemática do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 1999 a 2000;
Docente do Instituto Superior de Economia e Gestão, desde 1988, em disciplinas das áreas da estatística e da econometria de licenciatura, mestrado e doutoramento, sendo também responsável por diversas disciplinas;
Investigador do CEMAPRE/ISEG, desde 1991, com publicação de diversos trabalhos científicos em revistas internacionais e participação em congressos e conferências.

Paulo Simões Areosa Feio

Desde julho de 2021, diretor do Centro de Competências de Planeamento, de Políticas e de Prospetiva da Administração Pública.
Dedica-se há mais de 20 anos a políticas públicas. Participou na Missão para a Reforma da Organização Territorial da Administração do Estado, foi chefe de projeto do Observatório do QCA III e coordenador do Observatório do QREN, com responsabilidades na programação, na coordenação e na avaliação dos instrumentos financiados por fundos europeus. Foi conselheiro na Delegação de Portugal junto da OCDE e consultor no Ministério do Planeamento em Angola. Foi professor convidado no mestrado “Economia e Políticas Públicas” do ISCTE-IUL.
Geógrafo de formação, estudou na Faculdade de Letras de Lisboa (licenciatura e mestrado), onde depois lecionou de 1990 a 2001. É autor individual ou em parceria de algumas dezenas de publicações técnicas ou científicas, essencialmente nas áreas do planeamento e do desenvolvimento.
Suplentes

Ana Sofia da Cunha Miguel

...

Armanda Amélia Fonseca

Licenciada pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
Diretora-geral da Administração e do Emprego Público, desde 26 de abril de 2022.
É inspetora de carreira na Inspeção-Geral das Atividades em Saúde.
De 3 de agosto de 2009 a 25 de abril de 2022, coordenou nos serviços do Provedor de Justiça a área responsável pelas matérias relacionadas com os direitos dos trabalhadores. Exerceu funções em vários serviços da Administração Pública como técnica superior e como dirigente, em Portugal e em Macau. Entre outros cargos exercidos, foi subdiretora-geral da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público entre 2 de abril de 2008 a 19 de março de 2009.
Exerceu também funções em gabinetes de apoio junto de órgãos de soberania, quer na Assembleia da República, quer no Governo. No XVII Governo Constitucional, foi adjunta do Gabinete do Secretário de Estado da Administração Pública, de 15 de março de 2006 a 1 de abril de 2008.
Ao longo do seu percurso profissional dedicou-se, sobretudo, às questões relacionadas com o trabalho, o emprego público e a organização e atividade administrativas.
Foi vice-presidente da Academia de Amadores de Música entre 2018 e 2021.

Domingos Jorge Ferreira Lopes

Licenciado em Economia pela Universidade Lusíada (1991), pós-graduado em Estudos Europeus pela Universidade Lusíada (1993), conclusão da parte escolar do mestrado em Administração e Políticas Públicas do ISCTE (2000).
Presidente do conselho diretivo do IEFP, I. P. Foi presidente da Comissão Diretiva do Programa Operacional Temático Inclusão Social e Emprego. Entre fevereiro de 2012 e dezembro de 2014 foi presidente da Comissão Diretiva do Programa Operacional Potencial Humano (POPH). Entre fevereiro de 2009 e fevereiro de 2012 foi secretário técnico do POPH. Entre março de 2003 e janeiro de 2009 foi chefe de projeto do Programa Operacional do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), em acumulação com o cargo de chefe de projeto da Intervenção Setorial Desconcentrada do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social de Lisboa e Vale do Tejo. Entre maio de 2001 e janeiro de 2009 foi chefe de projeto (equiparado a diretor de serviços) da Estrutura de Projeto de Gestão e Análise da Intervenção Setorial Desconcentrada do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social de Lisboa e Vale do Tejo. Entre maio de 1995 e maio de 2001 foi chefe de divisão da Unidade Técnica de Análise da Região de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, I. P. Entre janeiro de 1992 e maio de 1995 foi técnico superior no Instituto do Emprego e Formação Profissional/Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo - Direção de Serviços de Análise e Acompanhamento de Projetos (DL-SAAP).

Sónia Alexandra Mendes Ramalhinho

...
Organizações Sindicais

CGTP-IN - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses Intersindical

Efetivos/as

Andrea Isabel Araújo Doroteia

Membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN, responsável pela Área do Emprego e Formação Profissional e pelo Departamento de Informação e Propaganda Sindical da CGTP-IN.

Membro da Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN.

Membro da Comissão Executiva do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Funções que desempenhou:

1999 – integrou a Direção Nacional do CESP

2006 – Coordenou a Direção Regional da Beira Litoral do CESP

2016 – integrou o Conselho Nacional da CGTP-IN

2020 - integrou a Comissão Executiva da CGTP-IN.

Tiago Daniel da Costa Oliveira

Mecânico de profissão, é dirigente sindical desde 2006.

Eleito Delegado Sindical em 2003 na Auto-Sueco.

Membro da Direção do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgicas e Metalomecânicas do Distrito do Porto de 2006 a 2010 e depois da Direção do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte - SITE-NORTE desde a sua constituição em Maio de 2010.

Membro da Direção da Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Elétricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas desde 2007.

Membro da Direção da União de Sindicatos do Porto e da sua Comissão Executiva desde 2012.

Membro do Conselho Nacional da CGTP-IN desde 2012 (XII Congresso).

Coordenador da União de Sindicatos do Porto desde 2016.

Membro Comissão Executiva do CN da CGTP-IN desde 2016 (XIII Congresso).

Eleito Secretário-Geral pelo Conselho Nacional eleito no XV Congresso da CGTP-IN, realizado a 23 e 24 de fevereiro de 2024.

Suplentes

José Joaquim Miranda Correia

Técnico Superior de Desporto na Câmara Municipal de Évora. Licenciado em Ensino da Educação Física. Mestrado em Gestão e Organização Desportiva. Presidente do STAL de 2016 a 2024. Membro do Secretariado e da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN com a responsabilidade de direção da Área das Políticas Sociais e do Gabinete de Estudos da CGTP-IN.

 

Maria Helena da Graça Freitas Martins

Trabalha numa IPSS desde 1990. Foi eleita Delegada sindical no ano 1996 e Dirigente Sindical no Sindicato dos Trabalhadores em Funções Publicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas no ano 2012 até atualidade. Em 2015, tornou-se coordenadora do departamento do setor social no sindicato e em 2017 foi eleita Dirigente da Direção da União dos Sindicatos de Lisboa. Tornou-se dirigente da CGTP, em 2024. É militante da Liga Operária Católica (LOC) e secretária da Direção Diocesana de Lisboa da LOC.
UGT - União Geral de Trabalhadores

Efetivos/as

Catarina Maria Branco Ferreira Tavares

Secretária-geral Adjunta da UGT
Membro Adjunto do Conselho de Administração da OIT (eleita pelo Grupo de Trabalhadores) mandato 2021-24
Professora do QND - 2° Ciclo
Concluíu o Curso Conducente ao Mestrado em Estratégia (ISCP)
Licenciada História na Faculdade de Letras (UL)
Foi autarca (deputada municipal na AM do Seixal, membro da AF de Amora e vogal da JF de Amora entre finais dos anos 90 e 2017).

Maria da Graça Rio Patrício

•Bacharelato em Gestão de Empresa Agrícola na Escola Superior Agrária do Inst. Politécnico de Bragança
• CESE em Contabilidade e Administração de Empresas, na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Bragança
•Mestrado em Gestão das Organizações, Gestão de Empresas, (APNOR) Assoc. Politécnicos do Norte.
Experiência e Atividade Profissional:
•Lecionou as disciplinas de Físico-Química, Química, Matemática e Técnicas Laboratórios, na Escola Secundária Emídio Garcia em Bragança, Escola C+S de Vimioso, Escola C+S de Izeda e Escola Secundária Miguel Torga em Bragança;
•Realizou um estágio de 6 meses na CORANE (Associação de Desenvolvimento Local dos Concelhos das Raias Nordestinas);
•Trabalhou no Banco Expresso Atlântico de Bragança, Gerente de Loja Supervisora dos Balcões de Bragança e Mirandela);
•Trabalhou no Millennium BCP-Gestora de Relações Comercias na área de Crédito Habitação nos balcões de Bragança, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Alfândega da Fé, Vila Flor, Vimioso, Miranda do Douro, Mogadouro, Valpaços, Chaves, Boticas, Montalegre, Salto, Vidago e Vila Pouca;
•Gestora Prestigie em Millennium BCP Bragança;
•Presidente da União UGT- Bragança;
•Em exercício no SBN Delegação de Bragança (Sindicato dos Bancários do Norte)
•Vereação - Mandato Autárquico 2017-2021 - Vereadora sem pelouro na Câmara Municipal de Bragança.
•Eleita - Mandato 2022-2026 – Secretária Executiva da UGT Nacional.
"
Suplentes

Dina Carvalho

LICENCIATURA EM RADIOLOGIA | 1999/2000 | ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIAS DA SAÚDE DE LISBOA

BACHARELATO EM RADIOLOGIA | 1980/1983 | ESCOLA TÉCNICA DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DE LISBOA

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE | 2003/2004 | ISTITUTO SUPERIOR DA MAIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIOS EM SAÚDE | 2005/2006 | INSTITUTO SUPERIOR DA MAIA

TÉCNICA DE RADIOLOGIA | CENTRO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DE LISBOA CENTRAL | 1983 - ACTUALIDADE

SECRETÁRIA-GERAL | SINDITE | 2008 - ACTUALIDADE
· Eleita no IX Congresso Extraordinário, realizado a 31 de Maio de 2008, no Porto, Secretária-Geral do SINDITE – Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica. Publicado em Boletim do Trabalho e Emprego, nº30 de 15/8/2008

VICE-PRESIDENTE DA UGT | 2009-2013

SECRETÁRIA-GERAL ADJUNTA DA UGT – (PELOURO DA SAÚDE) – 2013/2021

SECRETÁRIA-EXECUTIVA DA UGT – (PELOURO DA SAÚDE) – 2021-ACTUALIDADE

REPRESENTANTE DA UGT NO CES – CONCELHO ECONOMICO E SOCIAL | 2013 – ACTUALIDADE

REPRESENTANTE DO CES PELA UGT NO CONCELHO NACIONAL DA SAÚDE | 2013 - ACTUALIDADE

Vanda Cruz

...
Organizações Empresariais

CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal

Efetivos/as

Álvaro Mendonça e Moura

É licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.
1975 Aprovado concurso admissão ao Ministério Negócios Estrangeiros;
1979 Delegação Permanente junto da EFTA ,Genebra;
1985 Embaixada Pretória; encontro com Nelson Mandela 1990;
1990 Diretor de Serviços África; membro negociações Bicesse;
1991 Chefe Gabinete Secretário de Estado MNE;
1992 Chefe Gabinete Ministro dos NE;
1995 Embaixador Representante Permanente junto organizações das NU,Viena;
1999 Representante Permanente junto das Organizações Internacionais,Genebra; Presidência portuguesa da UE 2000;
2002 Representante Permanente junto UE;reforma da Política Agrícola Comum de 2003;alargamento de 2004 e eleição do Presidente da Comissão Europeia Dr. Durão Barroso;quadro financeiro 2007-2013;aprovação plano nacional barragens ; em 2007, condução em Bruxelas da Presidência portuguesa UE e negociações Tratado de Lisboa;
2008 Embaixador Madrid;
2013 Representante Permanente junto da ONU;eleição do Secretário-Geral, António Guterres;
2017 Secretário-Geral Ministério dos Negócios Estrangeiros;
2023 Presidente da CAP.
Originário de família transmontana, acompanhou a criação do Complexo agroindustrial do Cachão. Assumiu condução dos negócios agrícolas da família e procedeu a reconversão dos mesmos tendo criado Sociedade familiar de que é principal sócio. Dedica-se ao olival, vinha e amendoal. É sócio da APPITAD e da AMÊNDOACOOP.
Membro do Círculo Estudos do Centralismo.
Suplentes

Gonçalo Santos Andrade

Engenheiro Agrícola, é Administrador Executivo da Lusomorango, S.A. e Diretor do Programa GAIN – Direção de Empresas da cadeia agroalimentar da AESE Business School. Ao longo da última década tem estado ativamente envolvido no mundo associativo do setor agroalimentar e é desde 2017 Presidente da Portugal Fresh – Associação para a Promoção das Frutas, Legumes e Flores de Portugal e Vice Presidente da CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal desde 2020. É Conselheiro do CNADS - Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. É sócio da Casa Prudêncio, sociedade Agropecuária, Lda.
CCP - Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

Efetivos/as

João Vieira Lopes

João Manuel Lança Vieira Lopes

Indicado pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Presidente da Direção da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Nota Biográfica

Percurso Profissional:

Iniciou a sua actividade na Nielsen (estudos de mercado). Desempenhou cargos de Direcção e Administração na indústria de produtos de grande consumo em empresas como a Compal, Nabisco, Benckiser e Knorr. Nos últimos 25 anos, esteve no Comércio Alimentar, como Administrador/Director Geral de várias empresas. Desde 2005 é  Administrador/Director Geral da central de compras Unimark que agrupa 25 PMEs, grossistas e retalhistas independentes.

Actividade Associativa:

É Presidente da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) desde 2010. A CCP integra mais de uma centena de entidades associativas empresariais. Através das suas associações do comércio, dos serviços e regionais representa próximo de 200 000 mil empresas, sendo membro da Comissão Permanente da Concertação Social (CPCS) e do Conselho Económico e social (CES).

Preside igualmente à Direcção da Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares (ADIPA), desde 2011. A ADIPA engloba o sector grossista  e na sua divisão retalhista o comércio de proximidade (PME).

Formação Académica:

Engenharia Eletrotécnica

Suplentes

Ana Vieira

Ana Cristina Coelho Vieira

Indicada pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Secretária-Geral da CCP

Nota Biográfica

Habilitações literárias:

Licenciatura em Direito pela Universidade Católica Portuguesa (1984-1989);
Curso de pós-graduação em Estudos Europeus pela Universidade Católica Portuguesa (1989-1990);
Frequência do Curso de pós-graduação em Relações Laborais e Diálogo Social pela Universidade Autónoma (2000-2001).

Outras habilitações:

Frequência no American Language Institute (1980-1983);

Curso de informática em Windows, Word for Windows e Superbase;

Estágio de advocacia.

Experiência profissional:

2007 (Maio) Secretária Geral da CCP

2004 (Março) – 2007 (Abril) – Subdirectora - geral da Direcção Geral da Empresa

2003 (Março) – Subdirectora - geral da Direcção-Geral do Comércio e da Concorrência e Direcção-Geral da Indústria;

2001 – 2003 (Fevereiro) Secretária-geral da CCP;

1997- 2001 - Secretária-geral-adjunta da CCP;

1991 – Técnica da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, CCP;

Dados diversos:

Membro do Conselho de Administração do Centro Protocolar para o Comércio e Afins, CECOA

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho;

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho;

Membro do Conselho Sectorial para a Qualificação “Comércio e Marketing”;

Membro do Conselho Nacional do Consumo, CNC;

Membro do Centro de Relações Laborais, CRL

Conselheira técnica da delegação de empregadores portugueses em várias sessões da Conferência Internacional de Trabalho, em Genebra (OIT);

Participação nas discussões, em sede da Comissão Permanente da Concertação Social, de vários acordos de concertação social;

Membro do Comité de Acompanhamento do PO Norte 2020;

Secretária Geral do Fórum dos Serviços

CIP - Confederação Empresarial de Portugal

Efetivos/as

Armindo Monteiro

Armindo Monteiro é licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade de Évora e concluiu a componente lectiva do mestrado em Estatística e Sistemas de Informação da NOVA IMS.

Foi Presidente da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários e Vice-Presidente da Confederação Europeia de Jovens Empresários.

Foi membro do CES - Conselho Económico e Social.

Foi Presidente da ANETIE – Associação Nacional das Empresas das Tecnologias de Informação e Eletrónica.

Foi Presidente do Conselho Geral da Universidade de Évora.

É Presidente do Conselho de Administração do Grupo LEVON.
O Grupo LEVON desenvolve a sua atividade nas áreas de Engenharia e Construção, Ambiente e Serviços, IT e Advertising e Gestão Imobiliária.

É Vice-Presidente da CIP.

Suplentes

Óscar Gaspar

Licenciado em Economia (FEP). Pós –graduação em gestão pública pela Universidade de Aveiro. Trabalhou na banca (Millennium-BCP) entre 1992 e 1997, foi assessor do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 1999 e assessor e chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento entre 1999 e 2001. Administrador da Metro-Mondego, SA entre 2001 e 2004. Assessor Económico do Primeiro-ministro de 2005 a 2009.
Secretário de Estado da Saúde (2009-2011).
Foi assessor económico do Secretário-Geral do PS e desde setembro 2014 até 2016 foi Diretor de External Affairs da MSD Portugal.
É presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada e vice-Presidente da União Europeia da Hospitalização Privada (UEHP). Membro da Comissão Executiva da CIP e membro do Conselho Económico e Social. É Vice-Presidente do Conselho Estratégico de Saúde da CIP, membro do Conselho Nacional de Saúde e do Conselho Nacional de Saúde Pública, dos Conselhos Consultivos do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e da Faculdade de Farmácia UL e do Conselho Geral e de Supervisão da Dignitude. Presidente do Conselho Fiscal do ISBE e administrador da Fundação do Gil.
CTP - Confederação do Turismo Português

Efetivos/as

Francisco Calheiros

Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.
Com mais de 30 anos de experiência no sector do Turismo, foi condecorado, pelo então Primeiro Ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Comenda de Mérito Comercial.
O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e activa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA – Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1998 e 2005, da qual foi Presidente durante 3 anos.
Enquanto gestor, foi administrador no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group, Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.
Foi Vice-Presidente da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Presidente da Assembleia-Geral durante vários mandatos.
Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP – Confederação do Turismo de Portugal há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovando o mandato em Março de 2015 e Março de 2018.
A participação associativa estende-se igualmente, à Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa da qual foi Presidente entre 2001 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração , até 2013.
Suplentes

Nuno Bernardo

Jurista, actualmente Vogal da Comissão Executiva da CTP, coordena a área do Diálogo Social e das Relações Laborais em estreita ligação com o âmbito da CPCS - Comissão Permanente de Concertação Social e do CES – Conselho Económico e Social. É Licenciado em Direito com duas Pós-Graduações em Direito do Trabalho, no âmbito do Instituto do Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Lisboa, tendo igualmente iniciado também na Faculdade de Direito de Lisboa, e com aproveitamento na componente escolar (1.ª Fase), o Mestrado em Ciências Jurídicas (pré-Bolonha). Destaca-se também, a conclusão do Programa Avançado de Gestão para o Turismo (PAGETUR) conferido pela Católica Lisbon School of Business & Economics. Foi Director de Recursos Humanos num Grupo Hoteleiro nacional (SANA Hotels) e tem mais de 18 anos de experiência profissional no âmbito das relações laborais. É conselheiro do CES, participa regularmente nas Conferências da OIT - Organização Internacional do Trabalho, fazendo parte da Delegação de Empregadores nacionais, tendo igualmente integrado o Comité de Redacção da “Declaração de Oslo” por ocasião da 9ª Reunião Regional Europeia da OIT. É Árbitro da lista de árbitros de Empregadores do Conselho Económico e Social (CES), designadamente, para efeitos de realização de arbitragem de serviços mínimos em caso de greve. É Associado da APODIT - Associação Portuguesa Direito do Trabalho e da AJJ – Associação de Jovens Juslaboralistas.
Setor Cooperativo

Efetivos/as

Idalino José da Silva Leão

Licenciado em Sociologia na Universidade da Beira Interior.
Iniciou a sua atividade profissional como Produtor em 2004, defendendo que ser agricultor é mais do que uma profissão, é uma forma diferente de estar na vida.
Presidente da Cooperativa Agrícola “ A Lavoura do Concelho de Paços de Ferreira” desde fevereiro de 2012.
Preside ainda algumas federações do setor pecuário, esperando contribuir ativamente e com espírito de perseverança para a sustentabilidade do setor agrícola.
A 18 de Janeiro de 2022 assumiu a presidência da Fenalac (Federação Nacional das Uniões das Cooperativas de Leite e Lacticínios).
Desde o dia 21 de março de 2022, assumiu a presidência da AGROS, a que se somou a presidência da CONFAGRI, desde o dia 24 de maio. São dois desafios que assume com misto de orgulho e responsabilidade, com perfeita noção das enormes dificuldades que o setor enfrenta.
É com espírito de missão e ambição que pretende executar estes mandatos.
Suplentes

Nuno Rafael Carvalho Serra

Formação Académica

1999/2000 MBA, ISCTE/INDEG.

1993/1997 Engenharia e Gestão Industrial, Universidade do Minho.

Atividade Profissional

2023/... - Secretário Geral CONFAGRI

2019/2022 - Conselho de Administração, CNEMA SA.

2020/2023 - Business Cloud and Sales Marketing Manager, INETUM;

2016/2020 - Head of Business Cloud and Sales Marketing, ROFF;

2008/2016 - SAP Sales Manager, ROFF;

2006/2009 - Public Sector Business Developer, ROFF;

2004/2008 - SAP New Business Developer , ROFF;

2001/2004 - Project Manager/ Senior Consultant, ROFF;

1997/2001 - Planning and Production Director, Silvex.

Outra Atividades

2011/2019 - Deputado na Assembleia da República.

2015/2018 - Vice-Presidente Bancada da Assembleia da República do PSD.

2013/2015 - Coordenador dos Deputados do PSD na área da Agricultura e Florestas.

2012 Presidente do Grupo de Trabalho Parlamentar: “ Relação entre o setor da Grande Distribuição e Produção Nacional.”

2015/2017 - Membro do AH DOC Working Group on the Future of the Common Agricultural Policy, sediado em Bruxelas e da responsabilidade do PPE.

2017 Co-Fundador da Startup Nextreality.

Atividade Associativa

2017/… - Presidente do Rugby Clube de Santarém.

2012/2015 - Presidente do Conselho Fiscal do Rugby Clube de Santarém.

Ciência e Tecnologia

Efetivos/as

José Manuel Mendonça

José Manuel Mendonça é Presidente do Conselho de Administração do INESC TEC e Professor Catedrático no Departamento de Engenharia e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.
É Presidente do Conselho Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CNCTI), Diretor Nacional do Programa UT Austin Portugal e Presidente do Painel de Avaliação Independente do Programa Eureka Eurostars.
Licenciou-se em Engenharia Eletrotécnica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e obteve o Ph.D. em Engenharia Eletrotécnica no Imperial College of Science and Technology, Reino Unido. É atualmente Fellow do IC2 Institute da Universidade do Texas em Austin e membro do High-Level Group da Plataforma Tecnológica Europeia Manufuture.
Suplentes

António Bob Santos

Doutorado em Economia pelo ISCTE-IUL. Desde julho de 2022 é vogal do Conselho Diretivo da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia. Entre maio de 2021 e junho de 2022 foi Coordenador-executivo dos Programas “Impulso Jovens STEAM” e “Impulso Adultos” (Plano de Recuperação e Resiliência), na Direção-Geral do Ensino Superior. Integrou o Conselho de Administração da ANI – Agência Nacional de Inovação (2018-2021), bem como a Comissão Executiva do FITEC – Fundo de Inovação, Tecnologia e Economia Circular.
Desde 2001 que colabora com vários membros do Governo na área da Política de Inovação, tendo integrado as equipas de conceção, gestão e monitorização do PROINOV (Programa Integrado de Apoio à Inovação), como Adjunto do Gabinete do Primeiro-Ministro, do XIV Governo Constitucional (2001-2002); do Plano Tecnológico e da Estratégia de Lisboa (2006-2009); da Agenda Digital (2015) e Plano Nacional de Reformas (2009-2011); da Agenda Portugal Digital e do Programa Nacional para o Empreendedorismo e Inovação, (2011-2013).
Foi ainda gestor de projetos de inovação na UMIC - Unidade de Missão Inovação e Conhecimento, Presidência do Conselho de Ministros e colaborou com o CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto na área das Smart Cities. Tem ainda experiência como docente no Ensino Superior, sendo autor de vários artigos em publicações científicas e em livros académicos e de artigos de opinião na área da inovação, tecnologia e digital.
Profissões Liberais

Efetivos/as

Fernando de Almeida Santos

FORMAÇÃO:
 Engenheiro Civil, Sénior e Especialista, pela Ordem dos Engenheiros, (em Segurança do Trabalho na Construção);
 Licenciado em Engenharia Civil pela Universidade do Minho (UM), em 1991;
 MBA - Mestre em Gestão da Construção e do Património Imobiliário [UM, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e Universidade Católica, 2000];
 Especialização em Gestão e Coordenação de Segurança na Construção [InstitutoSuperior Técnico (IST), 2001];
 Pós-Graduação em PADE – Programa de Alta Direção Empresarial (AESE Business School, Lisboa, 2009).

PERCURSO PROFISSIONAL:
 Técnico Superior na construtora ENGIL entre 1991 e 2000, com diversas funções ao longo dos anos, nomeadamente Planeamento, Controlo de Custos, Seguros, Direção de Obra e Direção de Formação e do Departamento de Segurança na Construção;
 Fundador e CEO da TABIQUE, empresa de serviços de Engenharia Civil - Gestão de Projeto, Fiscalização, Coordenação de Segurança e Ambiente (mais de 50 engenheiros e em grandes obras), com sede e principal volume de negócios em Portugal e forte presença internacional;
 Professor convidado em cursos de Gestão da Construção na UM, IC-FEUP e FUNDECIST, entre 2003 e 2010, e no Mestrado em Gestão Integrada de Ambiente, Qualidade e Segurança no IPCA entre 2009 a 2018.

DIRIGENTE DA ORDEM DOS ENGENHEIROS:
 Atual Bastonário da OE (2022-2025);
 Foi Vice-Presidente Nacional da OE (2016-2022);
 Foi Presidente (2010-2016) e Secretário (2004-2010) do Conselho Diretivo da Região Norte da OE;
 Foi Delegado Distrital (2001-2004) e Delegado-Adjunto (1997-2001) da Delegação Distrital de Braga da OE.

Suplentes

António Mendonça

Professor Catedrático do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa.
Coordenador do Mestrado em Economia Internacional e Estudos Europeus.
Coordenador do Mestrado em Cooperação e Desenvolvimento (2012 – 2018)
Ministro das Obras Publicas, Transportes e Comunicações do XVIII Governo Constitucional de Portugal (26.10.2009 – 22.06.2011).
Presidente do Conselho Nacional das Ordens Profissionais de Portugal (2022 - ...)
Bastonário da Ordem dos Economistas de Portugal (2021 – 2024).
Membro do Conselho Económico e Social de Portugal (Relator do Parecer sobre a Proposta de Orçamento de Estado para 2023).
Presidente do Conselho de Escola do ISEG-ULisboa (2014-2018).
Presidente do Conselho Diretivo do ISEG-ULisboa (1999-2002 e 2007-2009).
Presidente do Conselho Pedagógico do ISEG-ULisboa (1993-1994).
Presidente do CESA-Centro de Estudos sobre África, Ásia e América-Latina (2013-2021).
Presidente do CEDIN-Centro de Estudos de economia Europeia e Internacional (1995-2006).
Professor convidado das Universidades de Orléans (França), Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal da Bahía e Universidade Federal da Paraíba (Brasil), Universidade Agostinho Neto (Angola-Luanda, Benguela e Lubango), Universidade Mandume Ya Ndemufayo (Angola-Lubango).
Várias missões de ensino e formação em França, Brasil, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Bulgária.
Consultor em diversos projetos e estudos económicos, nacionais e internacionais.
Setor Empresarial do Estado

Efetivos/as

Nuno Martins

Nuno Martins é Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos S.A. desde Fevereiro de 2017.
Nuno possui 20 anos de experiência profissional no sector financeiro português. Foi responsável pela área de mercados para Portugal no Citigroup, onde ingressou em 2011, cobrindo os mercados de ações e dívida e posteriormente técnico especialista do gabinete no Ministério das Finanças em 2016. Entre 2005 e 2011 foi diretor do Barclays Capital na equipa de distribuição para instituições financeiras na Península Ibérica. Foi também analista sectorial e de mercados para Zacks Investment Research Inc., Chicago, e em 2000 consultor para o International Finance Corporation, IFC, parte do Banco Mundial.
É licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa na área de Economia Industrial. Doutorou-se em Economia pela Northwestern University, Chicago, Illinois, em 2000, área de Finanças e Econometria. Entre 2000 e 2005, foi professor na Universidade Nova de Lisboa e na Universidad de Navarra e economista no Grupo de Mercados Financeiros, Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal.
Nuno tem a distinção de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
Suplentes

Alexandra Sofia Barbosa

Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1994, tendo complementado a sua formação com programas na área da Gestão e Liderança, nomeadamente o Programa Avançado de Gestão para Executivos da Universidade Católica.
Inicia a sua atividade profissional em 1996 como Advogada, com patrocínio de processos nos ramos de direito comercial, penal e laboral.
Em 2000 principia a sua colaboração com a Refer Telecom, SA, tendo sido nomeada Diretora de Recursos Humanos.
Em 2004 integra o quadro da Rede Ferroviária Nacional, REFER - E.P.E. com a responsabilidade da área de Relações de Trabalho e Contencioso Laboral, empresa onde vem a assumir a Direção de Capital Humano, além de funções na Comissão de Supervisão de Gestão de Riscos.
Com a criação da Infraestruturas de Portugal, S.A., é nomeada Diretora de Capital Humano.
Em 2018 é nomeada para o Conselho de Administração Executivo da Infraestruturas de Portugal, S.A. e, em 2019, para o Conselho de Administração da IP Engenharia, S.A. e da IP Património, S.A., empresas do Grupo IP.
Regiões Autónomas - Açores

Efetivos/as

Anabela Rafael Silveira de Borba

Mestrado em Produção Animal, Centre International de Hautes Etudes Agronomiques Méditerranéennes - Instituto Agronómico Mediterrâneo de Zaragoza, 1991.

1984. Contratada além Quadro como Técnico Superior de 2ª Classe, do Gabinete de Planeamento da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, integrando os quadros da Direcção de Serviços Veterinários desde 1987.

1989. Nomeada em Comissão de Serviço, Chefe de Divisão de Experimentação, Vulgarização e Formação Profissional, do Quadro do Serviço de Desenvolvimento Agrário da Terceira, tendo sido 1993. Nomeada em Comissão de Serviço, como Directora de Serviços, do Serviço de Desenvolvimento Agrário da Terceira, até ser exonerada do cargo em 1997.

1999. Nomeada Técnica Superior Assessora Principal do Quadro do Serviço de Desenvolvimento Agrário da Terceira, lugar que ocupa até 2009, altura em que é integrada nos quadros de Ilha como Técnica Superior.

OUTRAS OCUPAÇÕES PROFISSIONAIS

1984 - 1989. Exerce funções no Programa de Maneio das Explorações Leiteiras, no âmbito da gestão técnico- económica e no Gabinete de Economia Agrária no âmbito da Contabilidade e Gestão. Monitora e coordena diversos cursos de Formação profissional para agricultores e para Técnicos.

1997-2015. Exerce as suas funções de Técnica Superior na Divisão Desenvolvimento Rural, no âmbito da elaboração de contabilidades agrícolas e na análise os elementos contabilísticos produzidos pela RICA. Assegura a elaboração Valores de produção Padrão e colabora nas Contas de Cultura. Executa as tarefas de coordenador estatístico na Ilha Terceira.

Suplentes

Eunice Dora Tavares de Melo

Empresária, empreendedora, sócia-gerente atualmente de várias atividades económicas nos Açores:
Eunice Melo - Distribuição Alimentar, Lda
Sailazores - Atividades Náuticas, Lda
Sailpico, Lda

É representante suplente da ALRAA em órgãos externos
É membro da Rede Mulher Líder, os membros são mulheres gestoras executivas de empresas de elevado desempenho, PME Líder ou PME Excelência, em setores de bens transacionáveis, tem como vocação a ligação a redes internacionais de facilitação de negócios de mulheres
É 2º Secretária, do Conselho Fiscal, da Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIP)
É vogal, da Direção da Assembleia Geral da CCIH, Associação Comercial e Industrial das Ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo
Foi vice-Presidente da Direção da Câmara do Comércio e Indústria da Horta 2016
Foi vice-Presidente do Conselho Fiscal, Grupo Desportivo da Casa do Povo de Santo António do Pico 2010 a 2020
É sócia-fundadora, Grupo Desportivo da Casa do Povo de Santo António do Pico
Foi representante da Associação de Pais da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico 2007 a 2009
Tem formação de base em empreendedorismo, design e decoração de interiores, é Skipper profissional tendo efetuado travessias atlânticas
Foi mentora convidada no projeto, ‘’ Vamos erguer Cabo Verde com Coaching Solidário’’
Capacitação em Economia do Mar Sustentável e Regenerativa, programa de Liderança em Economia Azul.

Regiões Autónomas - Madeira

Efetivos/as

Sérgio Miguel Sousa Gonçalves

Licenciado em economia pela Nova SBE, tendo pós-graduação em Corporate Finance e Mestrado em Gestão Internacional pelo ISCTE Business School.
Iniciou a carreira profissional pela área financeira na PWC Portugal, tendo depois passado pelo setor da energia e pelo CINM enquanto quadro da SAIPEM, do grupo ENI. Em 2006 passou a integrar a ANA Aeroportos, como responsável pelo desenvolvimento de novas rotas no departamento de marketing aviação, iniciando assim um percurso pelo setor do turismo e transportes. Em 2011, torna-se administrador executivo de diversas empresas do Grupo Sousa, das quais se destacam a Porto Santo Line e os hotéis do grupo no Porto Santo.
A sua experiência no setor do turismo não se limitou à vida empresarial, tendo desempenhado um papel ativo em termos de associativismo, como vice presidente da ACIF – Câmara de Comercio e indústria da Madeira, Vice-presidente da Associação de Promoção da Madeira e membro dos órgãos sociais da Confederação do Turismo de Portugal, da Associação Nacional de Turismo e do Conselho de Turismo da CIP.
É desde 2019 deputado do PS na Assembleia Legislativa da Madeira, sendo desde Fevereiro de 2022, presidente do PS-Madeira.
Suplentes

Rui Alberto Pereira Caetano

Licenciatura em Humanidades. Mestrado em Línguas e literaturas modernas e contemporâneas.
Autarquias Locais - Norte

Efetivos/as

Cristina Vieira

...
Suplentes

Pedro Machado

Licenciado em Direito em 1997, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Pós-graduado em Direito do Ordenamento, Urbanismo e Ambiente em 2002, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Exerceu a profissão de Advogado entre 1998 e 2002. Técnico superior em 1998 e 1999 na Associação de Municípios do Vale do Sousa. Técnico superior entre 1999 e 2004 na Câmara Municipal de Lousada, onde exerceu funções de chefe da divisão de licenciamento, gestão e planeamento urbanístico entre 2004 e 2005.
Foi vice-presidente da Câmara Municipal de Lousada de 2005 a 2013, tendo como pelouros do urbanismo, ambiente, obras municipais, licenciamento de atividades económicas, proteção civil, energia, transportes, trânsito, feiras e mercados.
Em 2013, numa das eleições mais intensas de sempre, conseguiu conquistar a presidência da Câmara Municipal de Lousada, obtendo a maioria dos votos dos eleitores deste concelho, em 2017 e 2021 voltou a vencer, reforçando a maioria.
Na sua governação municipal colocou Lousada como o primeiro concelho do país com iluminação pública 100% LED, sendo considerado também um dos municípios mais transparentes do país a nível de gestão autárquica.
Em 2019, graças às políticas de sustentabilidade e envolvimento social, implementadas nos anos anteriores, Lousada recebeu o prémio europeu de sustentabilidade ambiental Transformative Action Award.
Autarquias Locais - Centro

Efetivos/as

Nuno Moita da Costa

Licenciado em economia pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC e mestre em Gestão pela mesma Faculdade). Possui, ainda, o MBA em Gestão e é pós - graduado em Ciências Empresarias pela FEUC.
Exerceu as funções de professor adjunto do Instituto Superior de Ciências da Administração-Grupo Lusófona, responsável pela cadeira de Economia pública e de Professor Adjunto do Instituto Politécnico de Coimbra/ Oliveira do Hospital, responsável pelas cadeiras de Gestão Orçamental e Auditoria às Instituições Públicas. Professor convidado do ISCAC- Instituto Superior de Ciências da Administração de Coimbra, de 2015 a 2018.
Publicou diversos artigos em revistas da área da contabilidade e auditoria, e foi autor e coautor de diversos livros técnicos.
Desempenhou as funções de técnico superior- auditor e de coordenador no Gabinete de Auditoria Interna da EP - Estradas de Portugal, S.A; de 2003 a 2009 e de vogal do Conselho Diretivo do Instituto Gestão Financeira e Infra - Estruturas da Justiça, de 2009 a 2012, bem como Administrador não executivo da empresa Pública Metro Mondego, S.A. de 2007 a 2009. Desde 2013 é Presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova e desde 2021, membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra e membro da Direcção da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP).
Suplentes

Maria Helena Teodósio Gomes de Oliveira

Helena Teodósio possui duas licenciaturas, uma em Gestão e Administração Pública, outra em História, e é pós-graduada em Direito da Banca, Bolsa e Seguros. Do ponto de vista profissional, integra os quadros do Banco de Portugal, tendo interrompido a sua carreira na instituição para abraçar a atividade autárquica na Câmara Municipal de Cantanhede, no mandato de 2002/2005. Seguiram-se 12 anos como vice presidente, percurso que culminou com a sua eleição como presidente da autarquia, em 2017, tendo sido reeleita para o cargo nas eleições autárquicas de 2021. Tem a seu cargo os pelouros de Planeamento Estratégico e Desenvolvimento Económico, Gestão Financeira, Planeamento e Contratação Pública, Gestão de Recursos Humanos, Obras Municipais e Inovação e Modernização Administrativa, entre outros. Atualmente, é vogal do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses, presidente do Conselho de Administração da Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia, presidente do Conselho Fiscal da AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, presidente do Conselho Fiscal da Fundação Ferreira Freire, vice-presidente do Conselho de Administração do CESAB – Centro de Serviços do Ambiente, vice-presidente da Associação Rota da Bairrada, vice presidente dos ASD - Autarcas Social Democratas. A nível partidário, integra a Comissão Política Concelhia de Cantanhede do PSD.
Autarquias Locais - Lisboa e Vale do Tejo

Efetivos/as

Ricardo Jorge Colaço Leão

Licenciado em Gestão de Empresas, é Contabilista Certificado e membro da Ordem dos Contabilistas Certificados.
Presidente da Câmara Municipal de Loures desde outubro de 2021 e membro do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses.
Foi deputado à Assembleia da República nas XIII e XIV legislaturas. Neste exercício, integrou as comissões de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação; Orçamento e Finanças e de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local.
No Município de Loures, exerceu os cargos de Presidente da Assembleia Municipal (2017 a 2021) e Vereador da Câmara Municipal com pelouros atribuídos (2001 a 2013) nas áreas das Finanças, Educação, Cultura, Desporto e Juventude, assim como de Administrador dos Serviços Municipalizados de Loures (2012 a 2013).
Desempenhou funções de Técnico Superior do Programa Operacional da Cultura, III Quadro Comunitário de Apoio, Ministério da Cultura (2000 a 2001) e Técnico do Ministério da Administração Interna, Gabinete de Estudos, Planeamento e Instalações (1996 a 1997).
Suplentes

Autarquias Locais - Alentejo

Efetivos/as

João Palma

Funcionário da Administração Tributária e Aduaneira (AT), desde setembro de 1982, com a categoria de Inspetor Tributário.
Foi Chefe de Finanças Adjunto e de Chefe de Finanças, em Serpa e Ferreira do Alentejo, chefiou equipa de recuperação de serviços, no Serviço de Finanças de Cascais e desempenhou tarefas de apoio a Serviços de Finanças do Distrito de Beja. Foi Representação da Fazenda Pública, junto do Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja.
Foi formador de IRS e e de Impostos sobre o Património, esta última, nos distritos de Beja e Faro. Foi formador da OTOC (Contabilistas Certificados) para o distrito de Beja.
É licenciado em Direito, detentor de formação para dirigente intermédio da Função Pública (FORGEP, ministrado pelo INA), detentor do CAP.
Com ligações ao movimento associativo, foi, com outros, fundador do Centro de Cultura Popular de Serpa, fazendo, ao longo dos anos, parte dos seus corpos dirigentes.
Foi membro da Direção Nacional do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos.
Integrou em diversas ocasiões as listas da CDU, candidatas à Assembleia Municipal e Junta de Freguesia de Salvador. Foi, enquanto independente eleito nas listas da CDU, Presidente da Assembleia Municipal de Serpa.
É membro do conselho executivo da Associação de Municípios para a Gestão Pública da Água e membro substituto do Conselho Geral da Associação Nacional de Municipios.
Suplentes

Carlos Teles

Bacharel em Gestão de Empresas, iniciou o seu percurso profissional como gestor de projetos de desenvolvimento local. Assumiu, durante vários anos, funções no departamento financeiro em empresas no Concelho de Aljustrel. Em 2009 foi eleito vereador e vice-presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, onde exerceu os pelouros da Gestão Financeira, Recursos Humanos e Cultura. Em 2021 foi eleito presidente da Câmara Municipal de Aljustrel. É membro do Conselho Executivo da Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública no Alentejo e membro do Conselho Diretivo da Associação de Municípios Alentejanos para a Gestão Regional do Ambiente.
Autarquias Locais - Algarve

Efetivos/as

Suplentes

Francisco Caimoto Amaral

Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim. É licenciado em Medicina. Foi presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, entre 1993 e 2013. Atualmente é presidente da Câmara Municipal de Castro Marim. É também médico voluntário no Hospital de Faro. De 1982 a 1993 foi médico de família no Centro de Saúde de Alcoutim. Foi deputado da Assembleia da República e membro do Comité das Regiões da Europa. Foi ainda membro do Conselho de Administração da AMAL – Associação de Municípios do Algarve e presidente da Assembleia-geral do Grupo Desportivo de Alcoutim. Além de autarca e médico voluntário, Francisco Amaral é presidente da Assembleia-geral dos Bombeiros Voluntários de Alcoutim, membro do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses, dirigente da Associação ODIANA (Municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António) e membro da Junta Metropolitana do Algarve.
Associações Nacionais de Defesa do Ambiente

Efetivos/as

Cármen Sofia Lima

É licenciada em Engenharia do Ambiente, com especialização em Gestão Ambiental, pós-graduação em Construção Sustentável e mestrado em Planeamento e Construção Sustentável.

É doutoranda em Engenharia do Ambiente no Instituto Superior Técnico a investigar a área do Amianto.

Os mais de 20 anos de experiência nas áreas da sustentabilidade, gestão de resíduos e amianto, assim como a ligação ao movimento ambientalista e cívico, levou a quem tenha sido uma voz ativa na divulgação destes temas, bem como à participação como organizadora, oradora e moderadora em diversas conferências, audições e seminários, a nível nacional e internacional. É autora do livro “Não Há Planeta B: dicas e truques para um Ambiente Sustentável”.

É Conselheira do CES – Conselho Económico e Social, em representação das Associações Nacionais de Defesa do Ambiente. Fundadora e Presidente da Associação SOS AMIANTO – Associação Portuguesa de Proteção Contra o Amianto. Vogal do Conselho Executivo da Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente e Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta. Colabora com a Direção de Diálogo e Proximidade da Jornada Mundial da Juventude em Portugal (JMJ Lisboa 2023), para a área da Sustentabilidade.

Foi coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, Criativa e Coordenadora da Wasteapp (www.wasteapp.pt). Foi apresentadora da rubrica “Querido Ambiente” transmitida no programa da “Queridas Manhãs” da SIC, e Co-apresentadora da rubrica “Minuto Verde” transmitida no programa “Bom Dia Portugal” da RTP.

Suplentes

José Manuel Caetano

Empresário e gestor, fundou em setembro de 1987 a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, de que é Presidente e Membro Honorário.
Da sua vasta atividade associativa, destaca-se a introdução do BTT (bicicletas de todo-o-terreno) em Portugal (1987) e do cicloturismo no Algarve (Alcantarilha, 1988).
No âmbito da Presidência Aberta pelo Ambiente do Presidente da República Mário Soares (Sintra, 1994) coordenou a ação dedicada à bicicleta, com a participação de mais de 2.500 pessoas e utilizadores de bicicleta.
Tem coordenado ações no âmbito do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade.
Na área Ambiental tem tido um especial enfoque no trabalho impulsionador da organização e do movimento ambientalista nacional, tendo organizado o Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, do Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira, das I e II Cimeiras Ecologistas Ibéricas, da Conferência “Os desafios Estratégicos para o Turismo Sustentável” e do “Encontro Nacional de Jovens para o Ambiente”, ambos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
É Presidente da Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (que fundou em 1987).
Foi nomeado em 2012 pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para integrar a Unidade de Missão para a Elaboração da Carta de Mobilidade Ligeira.
Associações Nacionais de Defesa dos Consumidores

Efetivos/as

Luis Silveira Rodrigues

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
É advogado. Presidente da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO. Vice-Presidente do BEUC, a organização europeia das associações de consumidores. Membro do CPAG - Consumer's Policy Advisory Group. Representante da DECO no Conselho Nacional de Consumo. Juiz Arbitro no Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Seguros (CIMPAS). Presidente da Associação HighScope Portugal. Diretor da RAIZ International Active Learning School. Formador. Diretor do Vitamina P, Psicologia Saúde e Bem-Estar.
Publicou em coautoria com Manuel. Ataíde Ferreira o livro “Cláusulas Contratuais Gerais – Anotações ao Diploma”, DECO 2011. Publicou igualmente o livro “Walkabout – Sara e Jeremias na Austrália” Chiado Editora 2016. Foi co-coordenador dos dois volumes publicados em Homenagem a Manuel Cabeçadas Ataíde Ferreira, DECO 2016.
Suplentes

Paulo André Fonseca

Licenciado em Direito e pós graduado em ciência da legislação, colabora com a DECO desde 2006. Representa a DECO em diversos conselhos consultivos e plataformas nacionais e internacionais. Perito do Comité Económico e Social Europeu em diversas iniciativas. Especialista nas áreas do mercado digital, serviços de interesse geral, concorrência e regulação.
Setor Social

Efetivos/as

Paula Roseira

Licenciada em Letras e Pós-Graduada em Gestão Empresarial. É atualmente Presidente do Conselho de Administração da Associação Mutualista Benéfica – Previdente e Presidente do Conselho de Administração da APM-RedeMut - Associação Portuguesa de Mutualidades.
Suplentes

José António Pinto Rabaça

Licenciado em Contabilidade e Administração e em Gestão
Conclusão da parte curricular do Mestrado em Fiscalidade
Contabilista Certificado a exercer desde 1981 inscrito na respetiva Ordem dos Contabilistas Certificados.
Associado da Associação Fiscal Portuguesa e da International Fiscal Association
Com um percuso de mais de 40 anos no setor privado atualmente é Administrador e Consultor em várias Empresas
Membro suplente do Conselho Económico e Social
Colabora há 20 anos com a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) sendo nos últimos 13 anos membro dos Órgãos Sociais, tendo sido Vogal e Presidente do Conselho Fiscal e nos últimos 7 fazendo parte do Secretariado Nacional e Executivo com o cargo de Tesoureiro.
Exerce outros cargos em diversas organizações da sociedade civil.
Associações de Família

Efetivos/as

João Pedro Galhofo

Habilitações Académicas: Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa; Mestrando em Direito e Prática Jurídica na especialidade de Economia e Políticas Públicas pela Faculdade de Direito de Lisboa; Advogado estagiário a preparar agregação à Ordem dos Advogados.

Funções Académicas: Assistente de Economia Política na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Luís Vaz da Silva); Assistente de Finanças Públicas na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Paulo Nogueira da Costa); Assistente de Teoria Geral do Direito Civil na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Teoria do Negócio Jurídico na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Moot Court na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Eduardo Vera- Cruz Pinto); Eleito à Assembleia da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira); Secretário da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa); Membro discente homenageado no Quadro de Gratidão da Faculdade de Direito de Lisboa pelo resultado da Avaliação A3ES (Diretor Prof. Doutor Jorge Duarte Pinheiro).

Experiência Autárquica: Deputado à Assembleia Municipal em Odivelas; Membro efetivo da Conferência de líderes da Assembleia Municipal de Odivelas;  Membro efetivo da CPOTA- Comissão especializada de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente da AM Odivelas; Membro efetivo da CAEF- Comissão especializada de Assuntos Económicos e Financeiros da AM Odivelas; Membro efetivo da Comissão especializada da CCSS- Coesão Social e Saúde da AM Odivelas; Membro efetivo da CEJD- Comissão especializada de Educação, Juventude e Desporto da AM Odivelas; Conselheiro Municipal da Educação de Odivelas.

Experiência Institucional: Membro efetivo do CES- Conselho Económico e Social; Membro efetivo da CEPES- Comissão especializada da Política económica e social do CES; Membro efetivo da CDROT- Comissão especializada de Desenvolvimento regional e ordenamento do território do CES; Membro efetivo da CEPIN- Comissão especializada interdisciplinar para a Natalidade do CES.

Experiência Associativa: Membro efetivo do Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto; Presidente do Conselho de Juventude CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Secretário do Conselho Consultivo CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Vice-presidente do Conselho Fiscal AAFDL- Associação Académica Faculdade de Direito de Lisboa.

Experiência de Voluntariado: Responsável pela equipa dos voluntários da segurança da JMJ- Jornada Mundial de Juventude 2023 (Lisboa); Advogado voluntário na Associação Pro Bono Portugal; Advogado voluntário no programa Clínicas Legais da Comunidade Vida e Paz; Voluntário social na Cáritas Portuguesa.

Suplentes

Teresa Costa Macedo

Maria Teresa Paulo Sampaio da Costa Macedo

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família

Nota Biográfica

Habilitações Académicas: Licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pós-graduada em Sociologia da Família na Université du Québec à Montréal, no Canadá.

Funções Políticas: Integrou o Gabinete do então Ministro da Educação Veiga Simão, sendo responsável pela equipa que procurava legislar novas políticas para a Juventude. Data dessa altura a primeira legislação de apoio ao Associativismo Juvenil. Nomeada para o Conselho Superior de Ação Social, onde foi Vogal, começou a participar em 1976/77 em missões internacionais de Associativismo Familiar (nomeadamente em França) de que veio a resultar em Portugal, em 1977, a fundação da CNAF. Foi com a sua liderança que a CNAF se tornou Parceiro Social e se integrou nas mais importantes estruturas internacionais, nomeadamente nas da então Comunidades Europeia. Em 1979 é nomeada Secretária de Estado da Família (integrando os VI, VII e VIII Governos Constitucionais) sendo dessa época a publicação da Lei- Quadro da Família, do Estatuto Social dos Pais e a criação da Direção-Geral de Família (primeira estrutura orgânica para o sector).

Foi eleita, em três Legislaturas, Deputada à Assembleia da República (tendo cumprido o mandato como membro do Governo); foi igualmente Presidente da Comissão Interministerial da Família nos VI, VII e VIII Governos Constitucionais; Vice-Presidente da União Europeia Feminina; e Membro do Comité Económico e Social da União Europeia. Em Setembro de 1980, no âmbito do 1º Sínodo da Família, é o único membro do Governo no Mundo a ser convidada para nele participar seguindo-se o convite para colaborar com o Comité para a Família  do Vaticano (atual Conselho Pontifício para a Família). Tendo sido então confirmada por Sua Santidade Bento XVI e Sua Santidade Francisco, como o único membro leigo português nos Dicastérios do Vaticano.

Funções Académicas: Professora de Cultura Portuguesa e de Literatura Brasileira na Universidade Livre e depois na Universidade Autónoma de Lisboa, Professora de Sociologia da Família na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias tendo sido Diretora do Centro de Estudos da Família da Universidade Lusófona; Neste âmbito foi fundadora e impulsionadora dos vários organismos e movimentos de que vieram a resultar, nomeadamente a COFAC, Cooperativa de Formação e Animação Cultural, o Instituto de Humanidades e Tecnologias (atual Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), ISMAG, Instituto Superior de Matemática e Gestão, o ISHT, a Escola Superior de Educação Almeida Garrett, bem como, ao nível do Ensino Profissional a EPCI- Escola Profissional de Comunicação e Imagem.

Experiência Associativa: Foi Presidente da "Mission Europa", com sede em Genebra; Vice-Presidente do Conselho das Associações da Europa, com sede em Bruxelas; e Vice-Presidente do Observatório Mundial da Vida Associativa, com sede em Genebra; Mercê da vasta experiência na área do associativismo e promoção da Família, é Presidente do Conselho Executivo do Centro Internacional de Projetos - CIP-UIOF, "Parceria para o Desenvolvimento e Ação Familiar", com sede em Lisboa, Paris e New York, é Vice-Presidente da Confederação das Mulheres Mediterrânicas - COFEMED, com sede em Paris; Presidente da União Internacional dos Organismos Familiares Lusófonos - UIOFL, com sede em Lisboa e Luanda; Presidente do Centro Lusófono de Projetos e Diretora do Bureau da Confederação das Organizações Familiares junto da União Europeia - COFACE, com sede em Bruxelas; Foi ainda representante do Comité Económico e Social da União Europeia (CESE) junto do Conselho Económico e Social (CESC) da República Popular da China, integrando diversas delegações europeias, e desde 1989, desenvolveu relações institucionais com os departamentos governamentais chineses ligados às Ações Sociais e da Educação e, especialmente, com a Comissão Nacional População e Planeamento Familiar (NPFPC). Liderou vários projetos de colaboração nas áreas da Família e Assuntos Sociais com a Região Autónoma Especial de Macau (RAEM) com relevância para os protocolos de cooperação com o Instituto de Ação Social (IAS) - no âmbito das políticas sociais em vigor desde Julho de 2007 - e com a Fundação Macau no quadro da concretização Projeto Observatório Sociedade e Família.

Condecorações e Títulos Honorários:

Portugal: Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique; Grande- Oficial da Ordem de Mérito; França: Medalha de Ouro da Cidade de Paris; Medalha de Ouro da Cidade de Saint Germain; Luxemburgo: Medalha de Mérito ao Serviço da Família do Luxemburgo; Grécia: Medalha de Ouro da Cidade de Atenas; Marrocos: Comendadora da Ordem de Mérito Alaouita; Tunísia: Medalha de Ouro da Tunísia; Dama da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém; Dama da Grã-Cruz da Ordem da Estrela da Etiópia do Conselho da Coroa da Etiópia; Dama da Grã-Cruz da Real Ordem do Leão de S.M. Nous Kigely V, Rei do Ruanda; Dama da Ordem dos SS Maurício e Lázaro - Ordem dinástica da Casa Real de Saboia; Dama Honorária da Ordem de São Miguel da Ala.

Prémios/ Títulos: Mulher do Ano do Brasil – 1982; Medalha de Mérito "Paul Harris Fellow" – The Rotary Foundation of Rotary International; Prémio da Paz "Women Peace Award", da Fundação "Together For Peace", Estados Unidos da América; "Mensageiro da Paz" atribuído pela Assembleia Geral das Nações Unidas à UIOF e à sua Presidente nas celebrações do Ano Internacional da Paz-1987; "IYF Patron" atribuído pela Nações Unidas no encerramento do Ano Internacional da Família-1994; "Membro Honorário" da MENTOR FOUNDATION, instituição presidida por S.M. a Rainha da Suécia, atribuído em 2004.

Universidades

Efetivos/as

António Fontainhas Fernandes

Professor Catedrático da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES); membro do Conselho Económico e Social (CES); membro do Conselho de Admissão e Qualificação da Ordem dos Engenheiros; tem integrado painéis de avaliação da A3ES.
No plano académico, é professor catedrático de Bioquímica Ambiental; avaliador de revistas científicas internacionais; membro do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais (CITAB-Laboratório Associado); participa em diversos júris académicos, de inovação e de empreendedorismo; publicou mais de uma centena de artigos em revistas nacionais e internacionais; participou em diversos projetos de I&D. Foi presidente da Associação Ibero-americana de Toxicologia e de Contaminação Ambiental.

Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (2013-2022); Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (2017-2020); coordenador da Fundação Centro de Estudos Euro-Regionais Galiza – Norte de Portugal (2018-2020); membro do grupo de trabalho “RIS3 Expert Group” da European University Association (EUA) em representação do CRUP; Comissão Permanente do Conselho Regional da CCDR-N; Conselho Consultivo do Instituto Nacional da Propriedade Industrial; Conselho Consultivo da A3ES; Conselho Geral do INESC; Direção do UNIVERSIA; Conselho Geral da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP, I.P.); e, Conselho Superior da Forestis.

Suplentes

Maria de Lurdes Rodrigues

É Reitora do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa desde março de 2018.
É investigadora no CIES-Iscte (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia) desde 1986, onde, entre outros cargos, integrou a Direção (1989-96) e foi Presidente do Conselho Científico (2004-2005).
Fez o doutoramento em Sociologia, no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, em 1996, onde é Professora Associada (com agregação) do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas.
Presidiu ao Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia, entre 1996 e 2003.
Foi Ministra da Educação no XVII Governo Constitucional, entre 2005 e 2009.
Foi Presidente do Conselho de Administração da FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, entre 2010 e 2013.
É autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e das Políticas Públicas.
Associação Nacional de Jovens Empresários

Efetivos/as

Luis Alexandre Aparício do Vale

Luís Vale integra a Direção Nacional da ANJE. É licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto e efetuou o Curso Geral de Gestão na EGP na Porto Business School. Desempenhou funções de psicólogo na Instituição Portas prá Vida (Lamego) e assumiu o cargo de Diretor Técnico da mesma instituição. Exerceu o De Assessor da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação e foi Adjunto da mesma Secretária de Estado, onde lhe coube o planeamento e implementação da Estratégia Nacional para a Deficiência. Atualmente, é CEO da ValeConsultores, empresa focada na melhoria e desenvolvimento da área social, com o propósito de apoiar Instituições, Autarquias e Empresas Públicas e Privadas a desenvolverem estratégias que produzam impactos significativos no funcionamento das suas estruturas, na prestação de serviços aos seus clientes e na melhoria da sua competitividade.
Suplentes

José Firmino Cordeiro

Licenciado em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Mestre em Economia Agrária e Sociologia Rural pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa.
Presidente Honorário da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, Foi Vice-Presidente do CEJA - Conselho Europeu de Jovens Agricultores entre 2001 e 2003 e membro de vários Comités de Representação de vários setores Agrícolas na Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia.
Diretor-Geral da AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, tendo sido Presidente da Direção entre 2000 e 2012.
Empresário Agrícola, desde 1991, nas áreas de olival e amendoal em Trás-os-Montes bem como em ovinos de leite na Beira Interior, é ainda sócio de uma empresa associada ao ramo agrícola em Moçambique.
Agricultura Familiar e do Mundo Rural

Efetivos/as

Miguel Torres

Animador cultural desde 1987 na ACERT em Tondela, com o Diploma Europeu de Gestão de Projectos Culturais da Fundação Marcel Hicter e do Conselho da Europa, desempenhou funções de Consultor de projectos da Fundação Cultural Europeia – Amesterdão, tendo sido prsidente da Animar entre 2006 e 2009 e vereador com funções executivas da Câmara Municipal de Tondela entre 2017 e 2021. É desde novembro de 2021 coordenador executivo da ADICES, e desde outubro de 2022 presidente da Minha Terra - Federação Portuguesa das Associações de Desenvolvimento Local.
Suplentes

Teresa Pouzada

Empreendedora social na promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades e dos territórios, com mais de 20 anos de experiência no Desenvolvimento Local.
Licenciada em Engenharia das Ciências Agrárias pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Pós-Graduada em Gestão pela Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa.
Desde 2017 assume a Presidência da ATA| Aldeias de Portugal, em representação da ADRITEM, entidade da qual é Diretora Executiva, desde a sua fundação, em 2007.
Desde novembro de 2022, é Vice-Presidente da Federação Minha Terra.
Foi ainda co-fundadora e diretora das seguintes entidades: Portic - Think Tank for Portuguese Internationalization (2008); Agrothink - Associação para a Promoção da Agricultura Portuguesa (2011); GAL Litoral Rural (2015); Tribo – Associação de Desenvolvimento (2020).
Organizações Representativas da Área da Igualdade de Oportunidades para Homens e Mulheres

Efetivos/as

Ana Sofia Fernandes

Ana Sofia Fernandes é Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM) em segundo mandato (2022-2024). Foi Vice-Presidente do Lobby Europeu das Mulheres entre junho 2019 e junho 2021. Foi membro do grupo de referência global da Sociedade Civil da UE/ONU no âmbito da Iniciativa “Spotlight” até 2022. É licenciada em Relações Internacionais e pós-graduada em Relações Internacionais e em Desenvolvimento e Cooperação Internacional. Tem numerosas comunicações / publicações na área dos direitos humanos das mulheres e da igualdade entre mulheres e homens. A sua experiência inclui o exercício de funções no EIGE – Instituto Europeu para a Igualdade de Género, num Gabinete Ministerial no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia em 2007, no Gabinete do Alto-comissário para as Migrações, e no Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, entre outros, detendo também experiência em consultoria técnica no âmbito do mainstreaming de género nas políticas públicas e nos orçamentos. Na área associativa foi cofundadora da Rede de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens e da EOS - Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Na PpDM, tem trabalhado para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres, tal como previsto na Convenção CEDAW, adotada em 1979 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, ratificada em 1980 pelo Estado Português, e considerada a Carta dos Direitos Humanos das Mulheres.
Suplentes

Alexandra Silva

É coordenadora de projetos na Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da prevenção e combate à violência masculina contra as mulheres e raparigas. Formadora em igualdade entre mulheres e homens. Licenciada em sociologia e pós-graduada em Estudos sobre as Mulheres. É membro do Observatório do Lobby Europeu das Mulheres sobre a violência contra as mulheres em representação da PpDM. Foi cofundadora e é atual Vice-Presidente da EOS – Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Foi vogal da Direção da AMCV – Associação de Mulheres Contra a Violência. Foi cofundadora e dirigente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens. Foi elemento de equipas de investigação em projetos europeus e nacionais nomeadamente no CESIS – Centro de Estudos para a Intervenção Social (2002-2016), e é coautora de publicações e relatórios de investigação europeus e nacionais.
Associações de Mulheres com Representatividade Genérica

Efetivos/as

Ana Benedita Ramos Caro

Foi chefe do Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Moura e sou membro do Conselho Consultivo da Comissão Nacional - Comissão para a Igualdade de Género desde o ano de 2001.

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Indicada pelo Graal-associação Social e Cultural

Nota Biográfica

Habilitações literárias (curso geral do comércio e Novas Oportunidades equivalência a 12º.Ano). Habilitações Profissionais: Administrativa e Técnica de Contabilidade. Área de trabalho profissional: Iniciativa privada. Exercício de Voluntariado em diversas estruturas de ação Cívica, Associativa e Apostólica, ao longo do meu percurso de Vida.

Maria Teresa Alvarez Nunes

Licenciada em História e Mestre em Comunicação Educacional Multimédia, é investigadora do Centro de Estudos em Migrações e Relações Interculturais (CEMRI) da Universidade Aberta, no Grupo de Investigação em Estudos sobre as Mulheres. Género, Sociedades e Culturas. É membro efetivo do Fórum de Especialistas do Instituto Europeu para a Igualdade de Género (União Europeia). Integra o Conselho Científico da revista ex æquo, da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres. Trabalhou na Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género - CIG (2020-2024). Foi interlocutora da CIG junto dos organismos centrais da administração pública, durante os II a V Planos Nacionais para a Igualdade, membro da equipa de apoio às Políticas Locais para a Igualdade. Coordenou vários projetos na área da educação e co coordenou o Projeto Interseções: Igualdade entre Mulheres e Homens e Educação para o Desenvolvimento (2022-2023), no quadro da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. Co coordenou em Portugal o Projeto Europeu Mobiliza-te contra o sexismo! apoiado pelo Conselho da Europa (2020). Especialista convidada pelo Conselho da Europa em diferentes Conferências Internacionais e autora de diversas publicações sobre Igualdade de Género na Educação e nas Políticas Públicas.

Sandra Esteves

Advogada e membro do secretariado nacional do MDM.
Suplentes

Ana Maria Charrama Farinho

Licenciou-se em Direito, em 1996, na Faculdade de Direito de Coimbra e, posteriormente, fez o estágio de advocacia.
Iniciou a sua atividade profissional em 1998 na Câmara Municipal de Moura como Técnica Superior na área do Direito, até aos dias de hoje tendo integrado órgãos de empresas municipais e associações de municípios. Desde 2001 eleita em vários órgãos autárquicos – assembleia de freguesia de Santo Agostinho (Moura), câmara municipal (Moura) e assembleia municipal (Moura).
Integrou em anteriores mandatos e integra os órgãos sociais de várias associações, incluindo na Direção da Moura-Salúquia – Associação de Mulheres do Concelho de Moura desde a data da sua fundação.

Ana Maria Parada da Costa

Ana Maria Parada da Costa. Licenciada em História e Mestra em Estudos Europeus pela Universidade de Coimbra. Nascida em 1957, em Coimbra onde vive. Os seus interesses são os Direitos Humanos com especial incidência nos Direitos das Mulheres e Raparigas. Nesse âmbito, pertenceu a diversas estruturas internacionais, nomeadamente ao Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres e representou as ONG de Portugal na CEDAW-ONU em 2008. É Conselheira do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, representando o Graal, do qual é membro, tendo integrado o Conselho Coordenador do Graal em Portugal. É Formadora na área da Cidadania, Igualdade de Género e Estudos Europeus. Tem interesse pela área cultural, pertencendo a uma Associação artística.

Tânia Cristina Mateus

Técnica Superior Administração Local. Foi Presidente da Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada (ACIJR) e Vice-Presidente da Associação de Pais Bússola da Brincadeira, em Loures. Eleita na Assembleia Municipal de Loures. Membro do Conselho Nacional da sua Direcção e do Secretariado Nacional do MDM.

Virgínia Ferreira

Doutorada em Sociologia pela Universidade de Coimbra; Professora Associada Aposentada da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC); Investigadora Permanente do Centro de Estudos Sociais da mesma Universidade. Com recurso a metodologias qualitativas e quantitativas, tem estudado o modo como as relações sociais de género se expressam em vários fenómenos e processos e estruturas sociais, tendo em conta, nomeadamente: as mudanças económicas e políticas; a regulação do mercado de trabalho; as transformações tecnológicas; os regimes de bem-estar e outras instituições sociais; e as atitudes e práticas das mulheres e dos homens no trabalho, no emprego e na esfera doméstica. Membro do Conselho Editorial de algumas revistas nacionais e internacionais, é membro fundador da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (1991) e sua presidente desde 2014. Desde 2004 que é membro da European Commission Expert Group on Gender and Employment. Membro do Grupo Técnico-Científico do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, na qualidade de especialista, a convite de várias/os Secretárias/os de Estado. Dirige a revista científica ex ?quo - Revista da APEM (indexação na SCOPUS e na SCIELO), desde 2014. A sua obra publicada inclui artigos e ensaios em revistas e em coletâneas nacionais e internacionais. Coordena o Projeto ENGENDER: Integração dos Estudos de Género nos curricula e práticas pedagógicas no ensino superior em Portugal (2021-2024).
Associações de Mulheres Representadas no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género

Efetivos/as

Lina Coelho

Professora Auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Doutorou-se em Economia, na especialidade de Estruturas Sociais da Economia, com uma tese intitulada Mulheres, Família e Desigualdades em Portugal.

Vice-Diretora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), no qual é investigadora desde 1995. Os seus interesses de investigação centram-se em temas de economia feminista, economia da família, economia da desigualdade e economia portuguesa. Tem-se dedicado, em particular, à análise das desigualdades entre homens e mulheres, na família e no mercado de trabalho, em Portugal.

MEMBRO DA DIREÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESTUDOS SOBRE AS MULHERES (APEM), ASSOCIAÇÃO QUE FAZ PARTE DO CONSELHO CONSULTIVO DA COMISSÃO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE DE GÉNERO (CIG).

Tem colaborado como perita em igualdade de género com mecanismos oficiais para a Igualdade e agências e organizações não governamentais, nacionais e europeias. Em 2018 fez parte da equipa técnica que coadjuvou a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na elaboração do relatório geral sobre a implementação de orçamentos com impacto de género em Portugal.

Ao longo dos anos, tem desempenhado múltiplas funções de gestão universitária. Atualmente é membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra.

Foi Vice-Presidente (1999-2003) e Diretora de Serviços de Planeamento e Desenvolvimento da Comissão de Coordenação da Região Centro (1997-1999).

Organizações Representativas das Pessoas com Deficiência

Efetivos/as

José de Sá Marques

Curso Montador Eletricista, 1º Ano Curso Complementar Eletrotecnia, Técnico de Manutenção de Aeronaves na TAP, Membro de Associação de Pais e Membro de Corpos Socais no Movimento Associativo.

Suplentes

Rodrigo Santos

Licenciado em Direito, pós-graduação na área dos direitos das pessoas com deficiência, curso de especialização em direito administrativo e administração pública. Técnico superior (assessoria jurídica) da FCT, I. P. desde 2010, presentemente Chefe da Divisão de Apoio a Bolsas desde 2017. Dirigente associativo voluntário desde 2008 em órgãos nacionais da ACAPO, presentemente Presidente da Direção Nacional. Membro de órgãos executivos da European Blind Union e da World Blind Union desde 2019. Vice-Presidente do Me-CDPD – Mecanismo Nacional de Monitorização da Implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência desde 2021. Membro do Conselho de Administração da SAS – Sociedade de Apostas Sociais, S. A., designado pela ACAPO, desde 2021. Formador para diversas entidades sobre as temáticas da autorrepresentação e dos direitos das pessoas com deficiência, com artigos publicados sobre estas matérias. Orador em diversos eventos, académicos e não académicos, sobre as referidas temáticas. Membro de diversas Comissões, Conselhos e Grupos de Trabalho, nacionais e internacionais, em representação ou por designação da ACAPO, desde 2011.
Organizações Representativas do Setor Financeiro e Segurador

Efetivos/as

José Galamba de Oliveira

licenciado em Engenharia Mecânica, pela Universidade de Manchester (UK), frequentou ainda alguns cursos de pós-graduação na Universidade Católica e no INSEAD, e tem uma vasta experiência de mais de 30 anos na área de consultoria de gestão e tecnologia em diversos sectores, com especial ênfase no sector financeiro (banca, seguros e mercado de capitais), em instituições nacionais e internacionais.

Desde setembro de 2016 é o Presidente do Conselho de Direção da Associação Portuguesa de Seguradores.

Tem liderado seminários, escrito artigos de opinião, participado em conferências, e ministrado aulas e programas de pós-graduação em tópicos relacionados com temáticas relativas aos desafios do sector financeiro ou da gestão em geral.

Suplentes

Alexandra Queiroz

Licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa. Entre 1989 e 1992 trabalhou no setor segurador. Posteriormente, entre 1992 e 1994 foi Adjunta do Gabinete do Secretário de Estado do Tesouro. Desde 1994 trabalha na Associação Portuguesa de Seguradores, como Diretora Geral desde 1999.
De 1989 a 1991 foi Professora na cadeira “Direito do Trabalho” na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto

Efetivos/as

João Bernardino

Bancário/Aposentado.
Dirigente de IPSSs e ex-Vice Presidente da UDIPSS-Lisboa
Dirigente Associativo em várias Associações.
Suplentes

Regina Janeiro

Psicóloga
Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Gago Coutinho, em Alverca, nos anos lectivos de 1985/1986 e 1986/1987.
Eleita na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 1993/1997.
Eleita na Assembleia de Freguesia Alverca do Ribatejo em 1998 e 1999.
Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Évora de 1998 a 2002
Adjunta do Presidente da Câmara Municipal da Moita de 2002 a 2005
Vereadora da Câmara Municipal do Barreiro de 2005 a 20017 das áreas da Educação e Bibliotecas, Acção Social, Cultura, Património Histórico – Museológico, Desporto, Movimento Associativo, Juventude e Comissão de Protecção de Crianças e Jovens.
Vereadora na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 2017-2021
Presidente do Conselho de Administração da Loures Parque entre 2017 e 2019
Presidente do Conselho de Administração da GesLoures entre 2019 e 2011
Diretora Geral da Associação Baía de Setúbal desde setembro de 2022.
Organizações Representativas de Imigrantes

Efetivos/as

Anabela Lopes Rodrigues

Anabela Rodrigues é Mediadora Cultural e faz parte dos corpos gerentes da Solidariedade Imigrante. É coordenadora da Associação de Imigrantes do Grupo Teatro do Oprimido de Lisboa. É membro da rede internacional de Organizações de Teatro do Oprimido da Europa “Together“ (Portugal, França, Espanha, Alemanha, Itália, Croácia e Reino Unido); Foi coordenadora de atividades de educação não formal na Associação Cultural Moinho da Juventude (1997-2008) e da Fundação Francis Obikwelu (2008-2009).
Suplentes

Timóteo Rodrigues Macedo

Timóteo Rodrigues Macedo

Indicado pela Associação Solidariedade Imigrante

Nota Biográfica

Líder do movimento associativo e professor em Luanda após o 25 de Abril e até Agosto de 1980, Bacharel em engenharia do curso de Eletrotecnia e Máquinas do antigo Instituto Industrial de Luanda.

Trabalhador fabril, membro de Comissão de Trabalhadores e dirigente sindical em Lisboa desde 1981 até 1998.

Dirigente do movimento associativo na área dos direitos humanos e imigração de 1998 até ao presente momento.

Presidente da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Conselho das Comunidades Portuguesas

Efetivos/as

Paulo Marques

Habilitações Literárias

Diplomado em Contabilidade
DEUG sciences économiques

Cargos eleitivos

Vice-Presidente da Câmara Municipal de Aulnay-sous-Bois
Conselheiro Territorial Paris, Terres d’Envol
Presidente da Comissão dos Concursos Públicos Territoriais
Presidente Associação de Autarcas Portugueses em França (CIVICA)
Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas de França
Presidente da Associação Cultura Portuguesa de Aulnay-sous-bois

Outros Cargos

Membro do Conselho de Opinião da RTP desde 2016
Membro titular do CES Portugal
Administrador do Teatro Jacques Prévert de Aulnay-sous-bois

Cargos exercidos & diversos

1989 - Candidato na Autarquia de Aulnay-sous-Bois (França)
1992/1995 – Membro eleito ao Conselho das Comunidades Portuguesa (Conselho de País)
1995/2026 - Autarca de Aulnay-sous-Bois
1998/2003 - Membro do Conselho Consultivo da Juventude
2003/2008 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas
2008/2015 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas, membro permanente,
2008/2015 - Presidente da Comissão da participação cívica e política (CCP)
2015 – Eleito Conselheiro das Comunidades membro permanente
2016/2020– Conselheiro eleito ao Território da Metrópole da Grande Paris

Condecorações e Louvores

Comendador Ordem de Mérito (Portugal, 10 junho 2010)
Medalha honorífica da Assembleia da república Francesa (5 novembro 2022)
Medalha honorífica do Senado Francês (05 novembro 2022)

Suplentes

Manuel Coelho

Escola Primaria do Carmo — Faro, Portugal (1954/1959)
Liceu Nacional de Faro — Portugal (1960/1961)
EMIGROU COM SEUS PAIS PARA A NAMÍBIA (1962)
Centaurus High School - Windhoek, Namibia — (1962/1965)
Graduate Business School — Universidade da Cidade do Cabo, Africa do Sul (1974)
Barlow's Appliance co. - Windhoek, Namibia (1966/1991)
Director: Sonnex Investments — Windhoek, Namibia (1987/1991)
Conselho de Administração: Barlow Rand Group — África do Sul (1991/1993) Director: Extram Europe - Londres, Inglaterra (1991/1992)
Director: Santos & Associates — Lisboa, Portugal (1993/1994)
Proprietário/Director: Cool Center & Spairnet — Windhoek, Namíbia (1994/1998)
Proprietário/Director: Manrico International- Windhoek, Namíbia (1998/ -) Manrico Select — Windhoek, Namíbia (2012/ -)
Express investments — Windhoek, Namibia (1999/ -)
Fundador, proprietário e director: Jornal ""O Emigrante"" —Namibia (1975/1984)
Proprietário e director: South West Africa Portuguese Services (1974/1985)
Fundador e presidente - South West Africa Portuguese Association ""SWAPA"" (1968/1972)
Fundador e presidente — Associação Portuguesa de Windhoek (1978/1984 Fundador e Presidente Honorário - Academia do Bacalhau da Namíbia (1978/-)
Presidente Honorário - Ramblers Football Clube, Windhoek, Namibia (1983/ -)
Fundador e Membro da Câmara de Comercio e Industria - Portugal/Namibía (1993)
Personalidades de Reconhecido Mérito

Miguel Poiares Maduro

Luis Miguel Poiares Pessoa Maduro

Personalidade de Reconhecido Mérito

Nota Biográfica

É licenciado pela Faculdade de Direito de Lisboa e doutorado pelo Instituto Universitário Europeu de Florença, onde obteve os prémios para a melhor tese de Doutoramento e de melhor investigador do Departamento de Direito.

Professor da Catédra Vieira de Almeida da Global School da Universidade Católica de Lisboa. É, igualmente, Diretor do Fórum Futuro da Fundação Gulbenkian. Foi, até ao verão de 2020, Diretor e Professor da School of Transnational Governance do Instituto Universitário Europeu, onde continua a ser Professor Convidado.

Foi Professor Convidado da Yale Law School, do Centro de Estudos Constitucionais (Madrid), Universidade de Chicago e London School of Economics. Lecciona igualmente na Universidade Católica e no Colégio da Europa. Foi Presidente do Comité de Governação da FIFA de Maio de 2016 a Abril de 2017.

Foi Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, de 2013 a 2015, e foi Advogado Geral no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias, até outubro de 2009. Agraciado com a Comenda da Ordem de Santiago da Espada e, em 2010, foi distinguido com o Prémio Gulbenkian de Ciência. Autor de numerosas publicações, sendo este o seu livro mais recente: Democracy in Times of Pandemic (com Paul Kahn).

Susana Peralta

Susana Peralta é doutorada em Economia pela Université catholique de Louvain e Professora Associada, com Agregação, na Nova SBE, com investigação publicada em várias revistas científicas de topo. Já teve vários projetos financiados pela FCT, enquanto investigadora principal, e é coordenadora da Portugal, Balanço Social, uma iniciativa conjunta da Fundação La Caixa e da Nova SBE. Escreve semanalmente no jornal Público, é comentadora da RTP e da rádio Observador.
Conselho Nacional de Juventude

Efetivos/as

André Marafona Cardoso

O André é advogado, inscrito na Ordem dos Advogados, tendo sido Associado Júnior da Sociedade de Advogados "Telles de Abreu e Associados- Sociedade de Advogados, SP, RL", sociedade onde também realizou o seu estágio. É licenciado em Direito pela Escola de Direito da Uni. do Minho, tem mestrado em Direito Administrativo pela Escola do Porto da Faculdade de Direito da Uni. Católica Portuguesa e está a concluir Pós-Graduação em Justiça Administrativa pelo Centro de Estudos de Direito Público e Regulação da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
A par do seu percurso académico, o André foi presidente da Direção da Associação de Estudantes de Direito da Universidade do Minho; presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos da Associação Académica da Universidade do Minho; Fundador e Diretor do Departamento de Relações Externas da Visiona Minho Legal La e Membro do Conselho Pedagógico e da Comissão de Curso na Escola de Direito da Universidade do Minho.
Tem experiência de voluntariado internacional na Guiné-Bissau, tendo trabalhado num orfanato durante 5 semanas em 2018, no âmbito do "Projeto Sementes - Missão África". Foi, até janeiro de 2023, um membro ativo do Projeto "Os 230" e é escuteiro do Corpo Nacional de Escutas desde 2005, no Agrupamento 813-Marinhas, Região de Braga.
Desde maio de 2024 assume a presidência do Conselho Nacional da Juventude, a única estrutura, reconhecida pela Assembleia da República, que representa a Juventude Portuguesa.
Suplentes

Afonso Manuel Beirão dos Santos

Afonso Manuel Beirão dos Santos 

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)

Federação Nacional das Associações Juvenis

Efetivos/as

Marco Santos

Licenciado em Economia e mestre em Economia e Finanças pela Universidade de Aveiro, foi também nesta instituição que foi bolseiro de investigação e desenvolveu várias publicações no âmbito da Indústria 4.0, da transformação digital e das criptomoedas. Em 2020 estagiou no Banco de Portugal e atualmente trabalha como Analista de Risco no banco de investimentos francês Natixis. Durante os últimos anos somou várias participações no associativismo juvenil de base local, estudantil e numa júnior empresa, destacando-se as presidências da Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto e da Federação Nacional de Associações Juvenis.
Suplentes

Miguel Carvalho

Profissionalmente sou Secretário da Vereação na Câmara Municipal de Coruche, desempenhando funções no Gabinete de Apoio à Vereação e no Gabinete de Apoio ao Presidente. Exerço funções de assessoria nas áreas da comunicação, juventude, cultura, eventos e associativismo. Academicamente sou licenciado em Ciências da Comunicação pelo ISCSP-ULisboa. Profissionalmente desempenhei funções de Gerente e Gestor Financeiro durante 2 anos, sendo responsável pela administração, gestão financeira, contacto com fornecedores e planeamento da REGAGRI LDA. Colaborei cerca de 7 anos como locutor na RVS - Rádio Voz do Sorraia e também como responsável comercial durante 1 ano. Tenho ainda experiência em relações públicas e assessoria de imprensa, fruto da minha formação académica e dos cargos que desempenho. Interesso-me pelo movimento associativo juvenil e académico, desempenhando funções como: Secretário da Direção da FNAJ – Federação Nacional de Associações Juvenis; Presidente da direção da FAJUDIS - Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém; Presidente da AJDC - Associação de Jovens Dinâmicos de Coruche.
Organizações Representativas dos Reformados, Pensionistas e Aposentados

Efetivos/as

Maria Eduarda Sousa Neves

Professora aposentada, licenciada em Filosofia pela Universidade do Porto, com uma pós-graduação em Educação para Adultos da Escola Superior de Educação do Porto, exerceu a docência no ensino público entre 1971 e 2011, tendo sido professora de Português e História de Portugal do 2º Ciclo. Exerceu, também, funções no Instituto de Inovação Educacional no âmbito do desenho e desenvolvimento de projetos na área da educação. Em 2012 foi, com mais um grupo de pessoas, fundadora da APRe! - Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados. Atualmente integra a Direção dessa Associação.
Suplentes

Casimiro Menezes

Médico licenciado em 1969 e inscrito no Colégio da Especialidade de Medicina Interna da Ordem dos Médicos.

Chefe de Serviço de Medicina Interna em 1979 e Diretor do Serviço de Medicina Interna do Hospital Distrital de Portalegre de 1975 a 2005.

Vereador da Câmara Municipal de Portalegre 1982/86.

Participou no projeto europeu (EURODIAB) epidemiológico de incidência da diabetes mellitus tipo 1.

Presidente da Comissão de Ética da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal de 2015/18 e 2018/21.

Medalha Municipal da Câmara Municipal de Portalegre em 2006.

Medalha de mérito da Ordem dos Médicos em 2018.

Presidente da Direção da Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos MURPI desde 2006.

Membro do Movimento de Utentes dos Serviços Públicos.

Membro do Conselho Económico e Social em 2018.

Membro do Conselho Nacional da Saúde 2019/21.

Comissão Especializada Permanente Interdisciplinar para a Natalidade

A Comissão Especializada Permanente Interdisciplinar para a Natalidade (CEPIN) é composta por quatro representantes do Governo, das Confederações Patronais, das Confederações Sindicais e das autarquias locais, um/a representante de cada uma das regiões autónomas e um/a representante de cada um dos demais sectores representados no CES, podendo ainda ser integrada por uma ou duas personalidades de reconhecido mérito.

A CEPIN é dirigida por um/a Presidente, coadjuvado/a por dois/duas Vice-Presidentes a eleger de entre os/as seus membros, na primeira reunião que se realizar após a sua composição.

As reuniões da CEPIN não têm uma periodicidade fixa, realizando-se por iniciativa do/a respetivo/a Presidente ou a pedido fundamentado de um terço dos Conselheiros e das Conselheiras em efetividade de funções que a compõem.

Composição da CEPIN

Presidente

Manuel Lemos

Licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 1973.

Iniciou a sua actividade profissional em 1974, como Chefe de Secção de Contribuintes na Caixa de Previdência e Abono de Família da Indústria do Distrito do Porto sendo, desde 1993, Assessor Principal da Função Pública.

De entre as inúmeras actividades profissionais que tem exercido, destacam-se algumas que desempenhou na área da Saúde – Presidente da Administração Regional de Saúde do Porto, entre 1986 e 1987 e 1990 a 1991, e Chefe de Gabinete da Ministra da Saúde, entre 1987 e 1990, Presidente do Conselho de Administração dos Hospitais de Sant’Ana e do Alcoitão, Membro do Conselho de Administração da Fundação para a Saúde – na área Social - Vogal do Conselho Directivo do Centro Distrital de Segurança Social do Porto, Fundador da Associação Portuguesa de Segurança Social, Comissário Regional do Norte da Luta Contra a Pobreza, Representante de Portugal no Comité de Acompanhamento dos Programas Europeus de Luta Contra a Pobreza, Assessor do Ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vice-Presidente do Comité «Poverty Alleviation» das Nações Unidas, e Vice-Provedor das Santas Casas de Misericórdia do Porto e de Lisboa, e no Sector Privado – Professor no Instituto Superior da Maia e Presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento Regional da Área Metropolitana do Porto (PRIMUS).

Actualmente, é Presidente da União das Misericórdia Portuguesas, cargo que ocupa desde 2007, é membro do Conselho Coordenador do Conselho Económico e Social (CES) desde 2010, Presidente da Confederação Mundial de Misericórdias e Entidades Filantrópicas e Presidente da Confederação Portuguesa para a Economia Social (CPES).

Vice-Presidentes

Andrea Isabel Araújo Doroteia

Membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN, responsável pela Área do Emprego e Formação Profissional e pelo Departamento de Informação e Propaganda Sindical da CGTP-IN.

Membro da Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN.

Membro da Comissão Executiva do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Funções que desempenhou:

1999 – integrou a Direção Nacional do CESP

2006 – Coordenou a Direção Regional da Beira Litoral do CESP

2016 – integrou o Conselho Nacional da CGTP-IN

2020 - integrou a Comissão Executiva da CGTP-IN.

Óscar Gaspar

Licenciado em Economia (FEP). Pós –graduação em gestão pública pela Universidade de Aveiro. Trabalhou na banca (Millennium-BCP) entre 1992 e 1997, foi assessor do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 1999 e assessor e chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento entre 1999 e 2001. Administrador da Metro-Mondego, SA entre 2001 e 2004. Assessor Económico do Primeiro-ministro de 2005 a 2009.
Secretário de Estado da Saúde (2009-2011).
Foi assessor económico do Secretário-Geral do PS e desde setembro 2014 até 2016 foi Diretor de External Affairs da MSD Portugal.
É presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada e vice-Presidente da União Europeia da Hospitalização Privada (UEHP). Membro da Comissão Executiva da CIP e membro do Conselho Económico e Social. É Vice-Presidente do Conselho Estratégico de Saúde da CIP, membro do Conselho Nacional de Saúde e do Conselho Nacional de Saúde Pública, dos Conselhos Consultivos do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e da Faculdade de Farmácia UL e do Conselho Geral e de Supervisão da Dignitude. Presidente do Conselho Fiscal do ISBE e administrador da Fundação do Gil.
Governo

Efetivos/as

Ana Margarida Magalhães Vasques

Licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa (2000) e pós-graduada em Treino de Liderança e Desenvolvimento de Equipas pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (2011).

Presidente do conselho diretivo (CD) do Instituto da Segurança Social, I. P. (ISS, I. P.), onde foi vogal desde dezembro de 2019.

Entre abril e dezembro de 2019 exerceu funções como vogal do CD do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I. P. (IGFSS, I. P.).

Entre junho de 2018 e março de 2019 exerceu funções de técnica especialista no Gabinete da Secretária de Estado da Segurança Social.

Entre 2015 e 2018 foi presidente do conselho de administração de um grupo no setor da aviação comercial.

Entre janeiro de 2013 e novembro de 2014 exerceu funções de diretora do Departamento de Património Imobiliário do IGFSS, I.P.

Entre janeiro de 2008 e janeiro de 2013 exerceu funções de diretora do Departamento de Gestão da Dívida do IGFSS, I.P.

Entre março de 2002 e outubro de 2005 exerceu funções de coordenadora do Núcleo de Apoio à Gestão e Monitorização de Dívidas à Segurança Social do IGFSS, I. P., onde ingressou em março de 2002 como técnica superior.

Entre janeiro de 2001 e fevereiro de 2002 foi jornalista na área de economia. Foi também representante da Segurança Social no Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho.

Participou em vários projetos na Segurança Social.

José Luís Albuquerque

José Luís de Lemos de Sousa Albuquerque

Indicado pelo Governo

Diretor-Geral do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social desde Janeiro de 2016, ingressou, em 1995, na carreira técnica superior no então Departamento de Estudos e Planeamento do Ministério do Emprego e da Segurança Social, tendo sido, Chefe da Divisão de Análise e Previsão (1999-2003), Direor de Serviços de Indicadores e Prospetiva (2003-2005), Subdiretor-Geral (2005-2010) e Diretor-Geral (2010-2012) nos organismos que lhe foram sucedendo.

Representante do Ministério no Conselho Económico e Social (desde 2017) e no Conselho Superior de Estatística (2006-2012 e desde 2016). Presidente (2007-2011) da tripartida Comissão de Acompanhamento da evolução da RMMG (salário mínimo nacional), tendo participado no Grupo de Trabalho Permanente Interministerial do Salário Mínimo (1995-1998). Coordenador do Grupo de Trabalho “A Sustentabilidade Financeira do Sistema de Solidariedade e Segurança Social” (2005-2006) e membro da Equipa Técnica do Financiamento no âmbito da Comissão de Regulamentação da Lei de Bases do Sistema de Solidariedade e Segurança Social (2001-2002) e da Comissão de Acompanhamento e Avaliação dos Modelos de Sustentabilidade Financeira da Segurança Social (2003). Acompanhou os grupos de trabalho no âmbito do PNE - Plano Nacional de Emprego, PNAI - Plano Nacional de Ação para a Inclusão, e foi co-responsável pela elaboração da Estratégia Nacional para a Proteção Social e Inclusão Social (2006-2008 e 2008-2010). Membro da Comissão para o Rendimento Mínimo (1996), e do Grupo de Trabalho com vista à criação de uma prestação extraordinária de combate à pobreza dos idosos - Complemento Solidário para Idosos (2005-2006).

Representante nacional no Comité de Proteção Social da União Europeia, Subgrupo de Indicadores do Comité de Proteção Social, Grupo de Indicadores do Comité do Emprego e Grupo de Alto Nível sobre Questões Demográficas e da Família (2003-2013). Co-coordenador da conferência de alto nível ‘A Europa, a globalização e o futuro da política social’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2000), e coordenador da conferência ‘Os Caminhos da Sustentabilidade e a Reforma do Sistema de Pensões’, por ocasião da Presidência Portuguesa da União Europeia (2007). Representante do Ministério na delegação nacional à OCDE em exames bienais (2004-2010).

Licenciatura em Economia em 1993 no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) da Universidade Técnica de Lisboa, foi investigador permanente no Centro de Investigação sobre Economia Portuguesa (CISEP/ISEG) entre 1990 e 1995 e com colaborações pontuais até 2004.

José Manuel Passos

Doutorado em Economia pela Universidade de Bristol, Inglaterra;
Mestrado em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão pelo ISE-UTL;
Licenciatura em Economia pelo ISE-UTL.

Presidente do Instituto de Gestão Financeira da Educação, I.P., desde junho de 2015;
Diretor-Geral da Direção Geral de Planeamento e Gestão Financeira do Ministério da Educação e Ciência, de 2013 a 2015;
Diretor-Geral do Gabinete de Planeamento Estratégico e Relações Internacionais do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações e do Ministério da Economia e Emprego, de 2010 a 2012;
Adjunto do Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, de 2009 a 2010;
Vice-Presidente do Conselho Diretivo do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2007 a 2009;
Vogal do Conselho Diretivo do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2001 a 2003;
Vice-Presidente da Assembleia de Representantes do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 2000 a 2001;
Vogal da Comissão Executiva do Departamento de Matemática do Instituto Superior de Economia e Gestão, de 1999 a 2000;
Docente do Instituto Superior de Economia e Gestão, desde 1988, em disciplinas das áreas da estatística e da econometria de licenciatura, mestrado e doutoramento, sendo também responsável por diversas disciplinas;
Investigador do CEMAPRE/ISEG, desde 1991, com publicação de diversos trabalhos científicos em revistas internacionais e participação em congressos e conferências.

Sandra Isabel Ribeiro

Licenciada em direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, pós-graduada em direito do trabalho e em técnicas de legistica, ambas pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. É presidente da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género (CIG) desde outubro de 2020. Foi Diretora Geral na Direção-Geral do Emprego e das Relações Profissionais entre 2018 e 2020. Entre 2017 e 2018 foi Chefe de Gabinete do Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social do XXI Governo Constitucional. Foi Presidente da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego entre 2010 e 2014. Desenvolveu atividade em Grupos de Trabalho Internacionais na área da igualdade de género, e fez parte do Executive Board da Rede EQUINET, em 2014.É técnica superior no quadro de pessoal do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP). Iniciou a sua atividade profissional como advogada na área do direito do trabalho.
Suplentes

Ana Sofia da Cunha Miguel

...

Domingos Jorge Ferreira Lopes

Licenciado em Economia pela Universidade Lusíada (1991), pós-graduado em Estudos Europeus pela Universidade Lusíada (1993), conclusão da parte escolar do mestrado em Administração e Políticas Públicas do ISCTE (2000).
Presidente do conselho diretivo do IEFP, I. P. Foi presidente da Comissão Diretiva do Programa Operacional Temático Inclusão Social e Emprego. Entre fevereiro de 2012 e dezembro de 2014 foi presidente da Comissão Diretiva do Programa Operacional Potencial Humano (POPH). Entre fevereiro de 2009 e fevereiro de 2012 foi secretário técnico do POPH. Entre março de 2003 e janeiro de 2009 foi chefe de projeto do Programa Operacional do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social (POEFDS), em acumulação com o cargo de chefe de projeto da Intervenção Setorial Desconcentrada do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social de Lisboa e Vale do Tejo. Entre maio de 2001 e janeiro de 2009 foi chefe de projeto (equiparado a diretor de serviços) da Estrutura de Projeto de Gestão e Análise da Intervenção Setorial Desconcentrada do Emprego, Formação e Desenvolvimento Social de Lisboa e Vale do Tejo. Entre maio de 1995 e maio de 2001 foi chefe de divisão da Unidade Técnica de Análise da Região de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, I. P. Entre janeiro de 1992 e maio de 1995 foi técnico superior no Instituto do Emprego e Formação Profissional/Delegação Regional de Lisboa e Vale do Tejo - Direção de Serviços de Análise e Acompanhamento de Projetos (DL-SAAP).

Maria Fernanda Campos

Licenciada em Direito pela Fac. Direito da Universidade de Coimbra e pós graduada em Direito do Trabalho e das Empresas pela mesma Faculdade da UC; exerceu Advocacia como profissional liberal antes de se tornar inspetora do trabalho, em 1996. Formadora interna na ACT, sobretudo no âmbito do Direito e do Gesto e deontologia profissional; Oradora em vários fóruns nacionais e internacionais. Elemento de vários grupos de trabalho multidisciplinares, nacionais e internacionais, sobretudo no âmbito de organismos europeus ligadas ao trabalho; Coordenadora de alguns dos grupos de trabalho quer nacionais quer internacionais; Diretora do Centro Local do Grande Porto, serviço local da ACT até 2018, altura em que assumiu funções de Subinspetora Geral, a que se seguiram o exercício de funções de Inspetora Geral em regime de suplência que terminaram com a nomeação para o cargo de Inspetora Geral da ACT, em 2022. É membro do conselho de administração da Autoridade Europeia do Trabalho; Membro efetivo do Comité dos Altos Responsáveis das Inspeções do Trabalho, entre outras representações internacionais.

Paulo Simões Areosa Feio

Desde julho de 2021, diretor do Centro de Competências de Planeamento, de Políticas e de Prospetiva da Administração Pública.
Dedica-se há mais de 20 anos a políticas públicas. Participou na Missão para a Reforma da Organização Territorial da Administração do Estado, foi chefe de projeto do Observatório do QCA III e coordenador do Observatório do QREN, com responsabilidades na programação, na coordenação e na avaliação dos instrumentos financiados por fundos europeus. Foi conselheiro na Delegação de Portugal junto da OCDE e consultor no Ministério do Planeamento em Angola. Foi professor convidado no mestrado “Economia e Políticas Públicas” do ISCTE-IUL.
Geógrafo de formação, estudou na Faculdade de Letras de Lisboa (licenciatura e mestrado), onde depois lecionou de 1990 a 2001. É autor individual ou em parceria de algumas dezenas de publicações técnicas ou científicas, essencialmente nas áreas do planeamento e do desenvolvimento.
Organizações Sindicais

CGTP-IN - Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses Intersindical

Efetivos/as

Andrea Isabel Araújo Doroteia

Membro da Comissão Executiva do Conselho Nacional da CGTP-IN, responsável pela Área do Emprego e Formação Profissional e pelo Departamento de Informação e Propaganda Sindical da CGTP-IN.

Membro da Comissão de Igualdade entre Mulheres e Homens da CGTP-IN.

Membro da Comissão Executiva do CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Funções que desempenhou:

1999 – integrou a Direção Nacional do CESP

2006 – Coordenou a Direção Regional da Beira Litoral do CESP

2016 – integrou o Conselho Nacional da CGTP-IN

2020 - integrou a Comissão Executiva da CGTP-IN.

Joaquim Manuel Brito Mesquita

Operário fabril. Delegado e dirigente sindical. Militante de movimento cristão (LOC/MTC) e de inspiração cristã (Base FUT).
Suplentes

Ana Isabel Lopes Pires

Membro da Direção do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal.

Membro da comissão executiva do conselho nacional da CGTP-IN.

Trabalhadora da empresa municipal de estacionamento de Lisboa.

Maria Helena da Graça Freitas Martins

Trabalha numa IPSS desde 1990. Foi eleita Delegada sindical no ano 1996 e Dirigente Sindical no Sindicato dos Trabalhadores em Funções Publicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas no ano 2012 até atualidade. Em 2015, tornou-se coordenadora do departamento do setor social no sindicato e em 2017 foi eleita Dirigente da Direção da União dos Sindicatos de Lisboa. Tornou-se dirigente da CGTP, em 2024. É militante da Liga Operária Católica (LOC) e secretária da Direção Diocesana de Lisboa da LOC.
UGT - União Geral de Trabalhadores

Efetivos/as

Dina Carvalho

LICENCIATURA EM RADIOLOGIA | 1999/2000 | ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIAS DA SAÚDE DE LISBOA

BACHARELATO EM RADIOLOGIA | 1980/1983 | ESCOLA TÉCNICA DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DE LISBOA

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO EM SAÚDE | 2003/2004 | ISTITUTO SUPERIOR DA MAIA

PÓS-GRADUAÇÃO EM ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIOS EM SAÚDE | 2005/2006 | INSTITUTO SUPERIOR DA MAIA

TÉCNICA DE RADIOLOGIA | CENTRO HOSPITALAR UNIVERSITÁRIO DE LISBOA CENTRAL | 1983 - ACTUALIDADE

SECRETÁRIA-GERAL | SINDITE | 2008 - ACTUALIDADE
· Eleita no IX Congresso Extraordinário, realizado a 31 de Maio de 2008, no Porto, Secretária-Geral do SINDITE – Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica. Publicado em Boletim do Trabalho e Emprego, nº30 de 15/8/2008

VICE-PRESIDENTE DA UGT | 2009-2013

SECRETÁRIA-GERAL ADJUNTA DA UGT – (PELOURO DA SAÚDE) – 2013/2021

SECRETÁRIA-EXECUTIVA DA UGT – (PELOURO DA SAÚDE) – 2021-ACTUALIDADE

REPRESENTANTE DA UGT NO CES – CONCELHO ECONOMICO E SOCIAL | 2013 – ACTUALIDADE

REPRESENTANTE DO CES PELA UGT NO CONCELHO NACIONAL DA SAÚDE | 2013 - ACTUALIDADE

Vanda Cruz

...
Suplentes

Carlos Alves

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, ingressou no Instituto de Reinserção Social, organismo do Ministério da Justiça, como técnico superior em 1995.

Encontra-se em regime de cedência de interesse público na UGT – União Geral de Trabalhadores desde 2001, sendo responsável pelo Gabinete Jurídico da Central desde 2002.

É membro do Secretariado Nacional da UGT desde 2008 e Secretário Executivo desde 2017.

Entre outras representações, é membro suplente da Comissão Permanente de Concertação Social e membro efetivo do Centro de Relações Laborais.

É membro do Conselho de Direção da Eurofound – Fundação Europeia para a Melhoria das Condições de Vida e de Trabalho.

Integra com regularidade a delegação portuguesa à Conferência Internacional do Trabalho (OIT) e integra vários comités da Confederação Europeia de Sindicatos.

Catarina Maria Branco Ferreira Tavares

Secretária-geral Adjunta da UGT
Membro Adjunto do Conselho de Administração da OIT (eleita pelo Grupo de Trabalhadores) mandato 2021-24
Professora do QND - 2° Ciclo
Concluíu o Curso Conducente ao Mestrado em Estratégia (ISCP)
Licenciada História na Faculdade de Letras (UL)
Foi autarca (deputada municipal na AM do Seixal, membro da AF de Amora e vogal da JF de Amora entre finais dos anos 90 e 2017).
Organizações Empresariais

CAP - Confederação dos Agricultores de Portugal

Efetivos/as

Álvaro Mendonça e Moura

É licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra.
1975 Aprovado concurso admissão ao Ministério Negócios Estrangeiros;
1979 Delegação Permanente junto da EFTA ,Genebra;
1985 Embaixada Pretória; encontro com Nelson Mandela 1990;
1990 Diretor de Serviços África; membro negociações Bicesse;
1991 Chefe Gabinete Secretário de Estado MNE;
1992 Chefe Gabinete Ministro dos NE;
1995 Embaixador Representante Permanente junto organizações das NU,Viena;
1999 Representante Permanente junto das Organizações Internacionais,Genebra; Presidência portuguesa da UE 2000;
2002 Representante Permanente junto UE;reforma da Política Agrícola Comum de 2003;alargamento de 2004 e eleição do Presidente da Comissão Europeia Dr. Durão Barroso;quadro financeiro 2007-2013;aprovação plano nacional barragens ; em 2007, condução em Bruxelas da Presidência portuguesa UE e negociações Tratado de Lisboa;
2008 Embaixador Madrid;
2013 Representante Permanente junto da ONU;eleição do Secretário-Geral, António Guterres;
2017 Secretário-Geral Ministério dos Negócios Estrangeiros;
2023 Presidente da CAP.
Originário de família transmontana, acompanhou a criação do Complexo agroindustrial do Cachão. Assumiu condução dos negócios agrícolas da família e procedeu a reconversão dos mesmos tendo criado Sociedade familiar de que é principal sócio. Dedica-se ao olival, vinha e amendoal. É sócio da APPITAD e da AMÊNDOACOOP.
Membro do Círculo Estudos do Centralismo.
Suplentes

Cristina Nagy Morais

É licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa, Pós Graduada em Estudos Europeus pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e concluiu o Programa de Desenvolvimento em Gestão e Soft Skills, ministrado pelo ISEG (Executive Education).

É advogada e desempenha desde 2002 as funções de Chefe do Gabinete da Direção da Confederação dos Agricultores de Portugal.

Possui um longo percurso profissional ao serviço da Confederação dos Agricultores de Portugal, tendo já colaborado nas seguintes áreas: Política Agrícola Comum, Fiscalidade, Ambiente e Água e Desenvolvimento Rural, mas é a área de trabalho, emprego e social que mais a tem ocupado nos últimos anos, de que se pode destacar a participação assídua na Comissão Permanente de Concertação Social em representação da CAP, no GEOPA – Grupo de Empregadores das Organizações Profissionais Agrícolas da U.E., com sede em Bruxelas e também na Organização Internacional do Trabalho.

É membro do Tribunal Arbitral do CES, na qualidade de Árbitro dos Empregadores, desde 2011.

CCP - Confederação do Comércio e Serviços de Portugal

Efetivos/as

Vasco de Mello

Dirigente associativo empresarial
Membro do CESE- Conselho Económico e Social Europeu
Advogado
Gestor de empresas
Licenciado em História e Direito
Suplentes

Ana Vieira

Ana Cristina Coelho Vieira

Indicada pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP)

Secretária-Geral da CCP

Nota Biográfica

Habilitações literárias:

Licenciatura em Direito pela Universidade Católica Portuguesa (1984-1989);
Curso de pós-graduação em Estudos Europeus pela Universidade Católica Portuguesa (1989-1990);
Frequência do Curso de pós-graduação em Relações Laborais e Diálogo Social pela Universidade Autónoma (2000-2001).

Outras habilitações:

Frequência no American Language Institute (1980-1983);

Curso de informática em Windows, Word for Windows e Superbase;

Estágio de advocacia.

Experiência profissional:

2007 (Maio) Secretária Geral da CCP

2004 (Março) – 2007 (Abril) – Subdirectora - geral da Direcção Geral da Empresa

2003 (Março) – Subdirectora - geral da Direcção-Geral do Comércio e da Concorrência e Direcção-Geral da Indústria;

2001 – 2003 (Fevereiro) Secretária-geral da CCP;

1997- 2001 - Secretária-geral-adjunta da CCP;

1991 – Técnica da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, CCP;

Dados diversos:

Membro do Conselho de Administração do Centro Protocolar para o Comércio e Afins, CECOA

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Compensação do Trabalho;

Membro do Conselho de Gestão do Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho;

Membro do Conselho Sectorial para a Qualificação “Comércio e Marketing”;

Membro do Conselho Nacional do Consumo, CNC;

Membro do Centro de Relações Laborais, CRL

Conselheira técnica da delegação de empregadores portugueses em várias sessões da Conferência Internacional de Trabalho, em Genebra (OIT);

Participação nas discussões, em sede da Comissão Permanente da Concertação Social, de vários acordos de concertação social;

Membro do Comité de Acompanhamento do PO Norte 2020;

Secretária Geral do Fórum dos Serviços

CIP - Confederação Empresarial de Portugal

Efetivos/as

Óscar Gaspar

Licenciado em Economia (FEP). Pós –graduação em gestão pública pela Universidade de Aveiro. Trabalhou na banca (Millennium-BCP) entre 1992 e 1997, foi assessor do Grupo Parlamentar do PS entre 1997 e 1999 e assessor e chefe de gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento entre 1999 e 2001. Administrador da Metro-Mondego, SA entre 2001 e 2004. Assessor Económico do Primeiro-ministro de 2005 a 2009.
Secretário de Estado da Saúde (2009-2011).
Foi assessor económico do Secretário-Geral do PS e desde setembro 2014 até 2016 foi Diretor de External Affairs da MSD Portugal.
É presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada e vice-Presidente da União Europeia da Hospitalização Privada (UEHP). Membro da Comissão Executiva da CIP e membro do Conselho Económico e Social. É Vice-Presidente do Conselho Estratégico de Saúde da CIP, membro do Conselho Nacional de Saúde e do Conselho Nacional de Saúde Pública, dos Conselhos Consultivos do Instituto de Higiene e Medicina Tropical e da Faculdade de Farmácia UL e do Conselho Geral e de Supervisão da Dignitude. Presidente do Conselho Fiscal do ISBE e administrador da Fundação do Gil.
Suplentes

Rafael Campos Pereira

Licenciado em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade Católica do Porto.
Atualmente desempenha os cargos, entre outros, de Vice-Presidente Executivo da AIMMAP, Vice-Presidente da Direção e do Conselho Geral da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, Administrador do CATIM e da PRODUTECH, Presidente do Conselho de Administração da CERTIF, Administrador do IEFP e Conselheiro Suplente do CES – Conselho Económico e Social.
É sócio da Sociedade de Advogados Campos Pereira, Alhinho, Carvalhaes, Mesquita & Associados.
Presença assídua em diversos órgãos de comunicação social, onde escreve sobre um vasto conjunto de temas.
Publicou dois livros de crónicas de viagens: “Viagens sem Julgamentos” em 2019 e “Olhares no Mundo” em 2022.
CTP - Confederação do Turismo Português

Efetivos/as

Francisco Calheiros

Licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa.
Com mais de 30 anos de experiência no sector do Turismo, foi condecorado, pelo então Primeiro Ministro António Guterres, com a Medalha de Mérito Turístico e, pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Comenda de Mérito Comercial.
O seu percurso é, desde cedo, marcado por uma forte e activa participação associativa, tendo sido representante de Portugal na ECTAA – Associação Europeia das Associações de Agentes de Viagens e Tour Operadores, entre 1998 e 2005, da qual foi Presidente durante 3 anos.
Enquanto gestor, foi administrador no Grupo Espírito Santo Viagens e na Springwater Capital, accionista de referência de um dos maiores grupos de turismo da Península Ibérica. Springwater Tourism Group, Macrotur, Poligrupo e Sonicel são outras empresas por onde passou.
Foi Vice-Presidente da APAVT – Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Presidente da Assembleia-Geral durante vários mandatos.
Integra ainda os Órgãos Sociais da CTP – Confederação do Turismo de Portugal há já alguns anos, tendo assumido a presidência da mesma em Maio de 2012, renovando o mandato em Março de 2015 e Março de 2018.
A participação associativa estende-se igualmente, à Associação de Antigos Alunos da Universidade Católica Portuguesa da qual foi Presidente entre 2001 e 2013, e o Conselho Leonino do Sporting Clube de Portugal, clube do seu coração , até 2013.
Suplentes

Nuno Bernardo

Jurista, actualmente Vogal da Comissão Executiva da CTP, coordena a área do Diálogo Social e das Relações Laborais em estreita ligação com o âmbito da CPCS - Comissão Permanente de Concertação Social e do CES – Conselho Económico e Social. É Licenciado em Direito com duas Pós-Graduações em Direito do Trabalho, no âmbito do Instituto do Direito do Trabalho da Faculdade de Direito de Lisboa, tendo igualmente iniciado também na Faculdade de Direito de Lisboa, e com aproveitamento na componente escolar (1.ª Fase), o Mestrado em Ciências Jurídicas (pré-Bolonha). Destaca-se também, a conclusão do Programa Avançado de Gestão para o Turismo (PAGETUR) conferido pela Católica Lisbon School of Business & Economics. Foi Director de Recursos Humanos num Grupo Hoteleiro nacional (SANA Hotels) e tem mais de 18 anos de experiência profissional no âmbito das relações laborais. É conselheiro do CES, participa regularmente nas Conferências da OIT - Organização Internacional do Trabalho, fazendo parte da Delegação de Empregadores nacionais, tendo igualmente integrado o Comité de Redacção da “Declaração de Oslo” por ocasião da 9ª Reunião Regional Europeia da OIT. É Árbitro da lista de árbitros de Empregadores do Conselho Económico e Social (CES), designadamente, para efeitos de realização de arbitragem de serviços mínimos em caso de greve. É Associado da APODIT - Associação Portuguesa Direito do Trabalho e da AJJ – Associação de Jovens Juslaboralistas.
Setor Cooperativo

Efetivos/as

Joaquim Ascensão Pequicho

Licenciado em Sociologia na área da Exclusão Social, com Mestrado em Gestão e pós-graduações em Economia Social e em Direito e Investimento Social. Na área da Economia Social é presidente de uma Cooperativa de Solidariedade Social (CERCINA) e Administrador Executivo da FENACERCI, entidade federativa do movimento CERCI's. Assume a direção executiva da estrutura de cúpula (CONFECOOP) do setor cooperativo, com especial relevância no Pacto Social e Compromisso de Cooperação que regula a relação entre o estado e as entidades do setor social e solidário. É membro da direção da organização europeia (ARFIE) que desenvolve investigação e formação dirigida aos profissionais que trabalham em organizações na área da deficiência. É membro da direção da organização cooperativa europeia (CECOP) para o setor da indústria e serviços. Tem assumido a representação da CONFECOOP em diversos órgãos/fóruns, entre os quais se destacam a CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, no cargo de secretario da Mesa da Assembleia Geral.
Suplentes

Julieta de Almeida Vasconcelos

Nascida em Montalegre, a 11 de dezembro de 1944, Julieta Sanches é mãe de uma pessoa com deficiência intelectual, razão pela qual desde cedo se envolveu em movimentos nacionais e internacionais de defesa e promoção dos direitos das pessoas com deficiência intelectual e multideficiência.
Atualmente desempenha o cargo de Presidente da Direção da CONFECOOP – Confederação Cooperativa Portuguesa; Presidente da Direção da CERCI de Lisboa - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados, a primeira CERCI do país; bem como de Presidente do Conselho de Administração da FENACERCI — Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social.
O início da sua atividade e participação cívica data de 1975, enquanto membro ativo da constituição do Movimento CERCI, Movimento pioneiro que, configurando um universo de intervenção alargado no domínio da intervenção social de proximidade, fez despoletar a criação e, posteriormente, a regulamentação do Ramo Cooperativo de Solidariedade Social.
O seu investimento pessoal e profissional tem sido amplamente reconhecido a nível nacional, tendo sido agraciada com a Comenda da Ordem de Mérito em 1998, nomeada ao Prémio Mulher Activa em 2004, agraciada com o Prémio Municipal de Mérito, pela Câmara Municipal de Lisboa em 2018 e, no âmbito do Prémio de Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2019, foi distinguida com o Prémio de Honra Personalidade da Economia Social 2019.
Ciência e Tecnologia

Efetivos/as

Arlindo Oliveira

Professor no Instituto Superior Técnico, no Departamento de Engenharia Informática.
Suplentes

Isabel Furtado

Completou o ensino básico no Canadá e o ensino secundário em Inglaterra, onde se licenciou em Economia pela Universidade de Manchester.
Actualmente desempenha os seguintes cargos:
Administradora das empresas do Grupo TMG e Casa Agrícola de Compostela;
CEO de TMG Automotive;
Membro da Direcção da COTEC Portugal, onde foi presidente até Maio 2022;
Membro do Conselho Geral da AEP;
Membro do Conselho de Administração do CEIIA:
Membro da Direcção Executiva da ATP (Associação Têxtil Portuguesa);
Presidente da Assembleia Geral das EF’s (Associação Portuguesa das Empresas Familiares);
Membro do Conselho de Curadores da Universidade do Minho;
Membro da Steering Committee do MIT Portugal;
Membro do CNCTI;
Membro do Conselho de Revisão do Conselho Estratégico da Defesa Nacional;
Membro da Chancelaria das Ordens Honorifícas Portuguesas.
2014 - Agraciada com o grau de Comendador da Ordem de Mérito Industrial;
2019 - Agraciada com Prémio Dona Antónia;
2020 - Premio BPI Mulher Empresária e o
2020 - IWEC ( internacional Women Awards );
2022 - Agraciada com a Grã -Cruz da Ordem do Infante D. Henrique;
2022 - Recebeu o Master de Oro do Real Forum de Alta Direcion, Espanha.
Profissões Liberais

Efetivos/as

Miguel Guimarães

licenciou-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
Fez a especialidade de urologia no serviço de urologia do Hospital de S. João no Porto.
Foi assistente hospitalar e diretor do serviço de urologia no Hospital de Santa Luzia em Viana do Castelo.
É consultor e assistente graduado de urologia no CHU de S. João no Porto. Encontra-se inscrito no Colégio da Especialidade de Urologia e na Competência de Gestão dos Serviços de Saúde da Ordem dos Médicos.
Integra a equipa de transplantação do Hospital de S. João desde 1994, tendo participado em mais de 400 cirurgias de transplante renal.
Tem mais de cem trabalhos publicados e foi investigador principal e co-investigador em mais de 25 estudos de investigação clínica.
Foi vice-presidente da associação de estudantes da FMUP.
Foi membro da Direção do Colégio de Urologia e Presidente do Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos de 2011 a 2016.
Pertence ao corpo editorial ou científico de 4 revistas nacionais e frequentou o Programa de Alta Direção de Instituições de Saúde (PADIS) e o Curso de Defesa Nacional.
É Bastonário da Ordem dos Médicos desde 2017, membro do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida (CNECV), Chairman da Convenção Nacional da Saúde (CNS), conselheiro no Conselho Económico e Social (CES), membro da Associação Para o Desenvolvimento Económico e Social (SEDES), membro do Conselho Nacional das Ordens Profissionais (CNOP).
Suplentes

Fernanda de Almeida Pinheiro

Licenciada em Direito pela Universidade Autónoma de Lisboa “Luís de Camões”, na área de Ciências Jurídicas, curso de 1994-1999.
Atualmente Bastonária da Ordem dos Advogados, tem inscrição ativa desde agosto de 2002, tendo exercido a profissão como Advogada de Empresa entre 2002 e 2007 e como Diretora de Recursos Humanos, junto de sociedades da área das Tecnologias de Informação.
Foi advogada em prática individual na Comarca de Lisboa desde junho de 2008, tendo estado inscrita no Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais, entre 2010 e 2023.
Formadora certificada nas áreas de Direito Laboral e Gestão Administrativa de Recursos desde Humanos desde 2008 e é também formadora no Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados Portugueses desde 2021.
Foi Vice-Presidente da APAPI–ADV – Associação Portuguesa da Advocacia em Prática Individual desde maio de 2020.
Foi Vice-Presidente do IAPI – Instituto do Advogado em Prática Individual da ORDEM DOS ADVOGADOS PORTUGUESES, entre outubro 2014 e dezembro de 2016.
Foi vogal do IAD – Instituto do Acesso ao Direito da ORDEM DOS ADVOGADOS PORTUGUESES entre junho de 2011 e maio de 2012
Autora de diversos artigos de revistas e plataformas ligadas ao Direito.
É também autora do livro de Poesia “Que Côr tem a Paixão” que foi publicado em dezembro de 2016 pela Editora Todas as Letras.
Setor Empresarial do Estado

Efetivos/as

Nuno Martins

Nuno Martins é Administrador Executivo da Caixa Geral de Depósitos S.A. desde Fevereiro de 2017.
Nuno possui 20 anos de experiência profissional no sector financeiro português. Foi responsável pela área de mercados para Portugal no Citigroup, onde ingressou em 2011, cobrindo os mercados de ações e dívida e posteriormente técnico especialista do gabinete no Ministério das Finanças em 2016. Entre 2005 e 2011 foi diretor do Barclays Capital na equipa de distribuição para instituições financeiras na Península Ibérica. Foi também analista sectorial e de mercados para Zacks Investment Research Inc., Chicago, e em 2000 consultor para o International Finance Corporation, IFC, parte do Banco Mundial.
É licenciado em Engenharia Física Tecnológica pelo Instituto Superior Técnico, mestre em Economia pela Universidade Nova de Lisboa na área de Economia Industrial. Doutorou-se em Economia pela Northwestern University, Chicago, Illinois, em 2000, área de Finanças e Econometria. Entre 2000 e 2005, foi professor na Universidade Nova de Lisboa e na Universidad de Navarra e economista no Grupo de Mercados Financeiros, Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal.
Nuno tem a distinção de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
Suplentes

Alexandra Sofia Barbosa

Licenciou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1994, tendo complementado a sua formação com programas na área da Gestão e Liderança, nomeadamente o Programa Avançado de Gestão para Executivos da Universidade Católica.
Inicia a sua atividade profissional em 1996 como Advogada, com patrocínio de processos nos ramos de direito comercial, penal e laboral.
Em 2000 principia a sua colaboração com a Refer Telecom, SA, tendo sido nomeada Diretora de Recursos Humanos.
Em 2004 integra o quadro da Rede Ferroviária Nacional, REFER - E.P.E. com a responsabilidade da área de Relações de Trabalho e Contencioso Laboral, empresa onde vem a assumir a Direção de Capital Humano, além de funções na Comissão de Supervisão de Gestão de Riscos.
Com a criação da Infraestruturas de Portugal, S.A., é nomeada Diretora de Capital Humano.
Em 2018 é nomeada para o Conselho de Administração Executivo da Infraestruturas de Portugal, S.A. e, em 2019, para o Conselho de Administração da IP Engenharia, S.A. e da IP Património, S.A., empresas do Grupo IP.
Regiões Autónomas - Açores

Efetivos/as

Mário Jorge Belo Maciel

- Licenciado em Biologia/Geologia pela Universidade dos Açores.
- Monitor de Antropologia Física na Universidade dos Açores.
- Deputado pelo Círculo Eleitoral dos Açores à Assembleia da República (1985-1995).
- Vice Presidente do Grupo Parlamentar do PSD na Assembleia da República (1991-1995).
- Porta voz do Grupo Parlamentar do PSD para as questões ambientais (1991-1995).
- Membro da Delegação Portuguesa na Assembleia da NATO (1987-1995).
- Membro da 2ª Comissão de Revisão Constitucional (1989).
- Membro da 4ª Comissão de Revisão Constitucional (1994).
- Presidente da Comissão de Ambiente na Assembleia da República (1991-1995).
- Representante do PSD/Açores na Comissão Política Nacional do PSD (1990/1995).
- Presidente da JSD/Açores (1986-1989).
- Vice Presidente do PSD/Açores (2000-2004).
- Publicou mais de 100 artigos de opinião na imprensa (1982-2006).
- Publicou um livro de intervenções parlamentares na Assembleia da República (1990).
- Professor do Ensino Secundário (desde 1995).
Suplentes

Eunice Dora Tavares de Melo

Empresária, empreendedora, sócia-gerente atualmente de várias atividades económicas nos Açores:
Eunice Melo - Distribuição Alimentar, Lda
Sailazores - Atividades Náuticas, Lda
Sailpico, Lda

É representante suplente da ALRAA em órgãos externos
É membro da Rede Mulher Líder, os membros são mulheres gestoras executivas de empresas de elevado desempenho, PME Líder ou PME Excelência, em setores de bens transacionáveis, tem como vocação a ligação a redes internacionais de facilitação de negócios de mulheres
É 2º Secretária, do Conselho Fiscal, da Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIP)
É vogal, da Direção da Assembleia Geral da CCIH, Associação Comercial e Industrial das Ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo
Foi vice-Presidente da Direção da Câmara do Comércio e Indústria da Horta 2016
Foi vice-Presidente do Conselho Fiscal, Grupo Desportivo da Casa do Povo de Santo António do Pico 2010 a 2020
É sócia-fundadora, Grupo Desportivo da Casa do Povo de Santo António do Pico
Foi representante da Associação de Pais da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico 2007 a 2009
Tem formação de base em empreendedorismo, design e decoração de interiores, é Skipper profissional tendo efetuado travessias atlânticas
Foi mentora convidada no projeto, ‘’ Vamos erguer Cabo Verde com Coaching Solidário’’
Capacitação em Economia do Mar Sustentável e Regenerativa, programa de Liderança em Economia Azul.

Regiões Autónomas - Madeira

Efetivos/as

Sérgio Miguel Sousa Gonçalves

Licenciado em economia pela Nova SBE, tendo pós-graduação em Corporate Finance e Mestrado em Gestão Internacional pelo ISCTE Business School.
Iniciou a carreira profissional pela área financeira na PWC Portugal, tendo depois passado pelo setor da energia e pelo CINM enquanto quadro da SAIPEM, do grupo ENI. Em 2006 passou a integrar a ANA Aeroportos, como responsável pelo desenvolvimento de novas rotas no departamento de marketing aviação, iniciando assim um percurso pelo setor do turismo e transportes. Em 2011, torna-se administrador executivo de diversas empresas do Grupo Sousa, das quais se destacam a Porto Santo Line e os hotéis do grupo no Porto Santo.
A sua experiência no setor do turismo não se limitou à vida empresarial, tendo desempenhado um papel ativo em termos de associativismo, como vice presidente da ACIF – Câmara de Comercio e indústria da Madeira, Vice-presidente da Associação de Promoção da Madeira e membro dos órgãos sociais da Confederação do Turismo de Portugal, da Associação Nacional de Turismo e do Conselho de Turismo da CIP.
É desde 2019 deputado do PS na Assembleia Legislativa da Madeira, sendo desde Fevereiro de 2022, presidente do PS-Madeira.
Suplentes

Nuno Filipe Pereira Agostinho

Em 1997 licenciou-se em European Business Administration pela Glamorgan
University no Reino Unido. Mais tarde em 1998 terminou o seu Master em
Marketing.
Desenvolve a sua atividade profissional enquanto gerente/administrador de várias
empresas no sector privado ligadas aos sectores da consultoria de gestão,
marketing, media, publicidade e eventos.
É ainda membro do Conselho Económico e Social (CES) e do Conselho Económico e
de Concertação Social da Região Autónoma da Madeira.
No âmbito associativo é atualmente o Presidente da AJEM, Presidente da Direcção
do CERAM – Confederação Empresarial da Região Autónoma da Madeira e
Tesoureiro da Associação Onda Solidária – IPSS.
Autarquias Locais - Norte

Efetivos/as

Pedro Machado

Licenciado em Direito em 1997, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Pós-graduado em Direito do Ordenamento, Urbanismo e Ambiente em 2002, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Exerceu a profissão de Advogado entre 1998 e 2002. Técnico superior em 1998 e 1999 na Associação de Municípios do Vale do Sousa. Técnico superior entre 1999 e 2004 na Câmara Municipal de Lousada, onde exerceu funções de chefe da divisão de licenciamento, gestão e planeamento urbanístico entre 2004 e 2005.
Foi vice-presidente da Câmara Municipal de Lousada de 2005 a 2013, tendo como pelouros do urbanismo, ambiente, obras municipais, licenciamento de atividades económicas, proteção civil, energia, transportes, trânsito, feiras e mercados.
Em 2013, numa das eleições mais intensas de sempre, conseguiu conquistar a presidência da Câmara Municipal de Lousada, obtendo a maioria dos votos dos eleitores deste concelho, em 2017 e 2021 voltou a vencer, reforçando a maioria.
Na sua governação municipal colocou Lousada como o primeiro concelho do país com iluminação pública 100% LED, sendo considerado também um dos municípios mais transparentes do país a nível de gestão autárquica.
Em 2019, graças às políticas de sustentabilidade e envolvimento social, implementadas nos anos anteriores, Lousada recebeu o prémio europeu de sustentabilidade ambiental Transformative Action Award.
Suplentes

Manuel João Sampaio Tibo

Frequentou a Escola Martins Capela em Terras de Bouro, tendo ingressado no Instituto Politécnico de Castelo Branco em 1998, onde frequentou o 1º ano do Curso Técnico Superior Profissional em Redes e Sistemas Informáticos.
Iniciou a sua actividade profissional em 1999 no Ministério da Saúde na carreira administrativa.
Fundou a Associação Rio Homem de cariz cultural, desportiva e recreativa no ano de 2002, onde foi presidente da Direcção.
No ano de 2014 e em resultado das eleições para os órgãos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, assumiu o cargo de Presidente da Direcção, que ainda mantem.
A Associação Humanitária de Bombeiros, graças à sua abnegada e profícua liderança, tem vindo a crescer em toda a sua estrutura organizativa e patrimonial, sendo considerada uma Instituição de referência.
Desde 20 de outubro 2017 é Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro em resultado da candidatura que liderou nas listas pelo PSD.
Integra os órgãos sociais do Turismo do Porto e Norte de Portugal como membro cooptado, na Comissão Executiva.
Membro Efetivo do Conselho Geral da Associação Nacional dos Municípios Portugueses.
Autarquias Locais - Centro

Efetivos/as

Maria Helena Teodósio Gomes de Oliveira

Helena Teodósio possui duas licenciaturas, uma em Gestão e Administração Pública, outra em História, e é pós-graduada em Direito da Banca, Bolsa e Seguros. Do ponto de vista profissional, integra os quadros do Banco de Portugal, tendo interrompido a sua carreira na instituição para abraçar a atividade autárquica na Câmara Municipal de Cantanhede, no mandato de 2002/2005. Seguiram-se 12 anos como vice presidente, percurso que culminou com a sua eleição como presidente da autarquia, em 2017, tendo sido reeleita para o cargo nas eleições autárquicas de 2021. Tem a seu cargo os pelouros de Planeamento Estratégico e Desenvolvimento Económico, Gestão Financeira, Planeamento e Contratação Pública, Gestão de Recursos Humanos, Obras Municipais e Inovação e Modernização Administrativa, entre outros. Atualmente, é vogal do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses, presidente do Conselho de Administração da Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia, presidente do Conselho Fiscal da AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego, presidente do Conselho Fiscal da Fundação Ferreira Freire, vice-presidente do Conselho de Administração do CESAB – Centro de Serviços do Ambiente, vice-presidente da Associação Rota da Bairrada, vice presidente dos ASD - Autarcas Social Democratas. A nível partidário, integra a Comissão Política Concelhia de Cantanhede do PSD.
Suplentes

Paulo Jorge Almeida Catalino Ferraz

Presidente da Câmara Municipal de Carregal do Sal.

Licenciado Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra com especialidade em Medicina Geral e Familiar.

Presidente Conselho Fiscal dos Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal.

Foi líder na Bancada Parlamentar do Partido Socialista na Assembleia Municipal de Carregal do Sal.

Foi o Coordenador do Centro de Saúde de Carregal do Sal.

Foi o Presidente do Clube de Futebol de Carregal do Sal.

 

Autarquias Locais - Lisboa e Vale do Tejo

Efetivos/as

Carlos Coutinho

Presidente da Câmara Municipal de Benavente, desde o ano 2013. Anteriormente, de 1998 a 2013, foi vereador municipal/vice-presidente.
Suplentes

Ricardo Gonçalves

Ricardo Ribeiro Gonçalves, nasceu a 19 de julho de 1975, casado, natural da freguesia de Azoia de Baixo no Concelho de Santarém. Licenciou-se em Economia, na Cooperativa de Ensino Universidade Lusíada em Lisboa e realizou uma Pós-Graduação em Direito das Autarquias Locais no Instituto de Ciências Jurídico-Políticas na Faculdade de Direito de Lisboa.
Autarquias Locais - Alentejo

Efetivos/as

Carlos Teles

Bacharel em Gestão de Empresas, iniciou o seu percurso profissional como gestor de projetos de desenvolvimento local. Assumiu, durante vários anos, funções no departamento financeiro em empresas no Concelho de Aljustrel. Em 2009 foi eleito vereador e vice-presidente da Câmara Municipal de Aljustrel, onde exerceu os pelouros da Gestão Financeira, Recursos Humanos e Cultura. Em 2021 foi eleito presidente da Câmara Municipal de Aljustrel. É membro do Conselho Executivo da Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública no Alentejo e membro do Conselho Diretivo da Associação de Municípios Alentejanos para a Gestão Regional do Ambiente.
Suplentes

Autarquias Locais - Algarve

Efetivos/as

Suplentes

Francisco Caimoto Amaral

Presidente da Câmara Municipal de Castro Marim. É licenciado em Medicina. Foi presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, entre 1993 e 2013. Atualmente é presidente da Câmara Municipal de Castro Marim. É também médico voluntário no Hospital de Faro. De 1982 a 1993 foi médico de família no Centro de Saúde de Alcoutim. Foi deputado da Assembleia da República e membro do Comité das Regiões da Europa. Foi ainda membro do Conselho de Administração da AMAL – Associação de Municípios do Algarve e presidente da Assembleia-geral do Grupo Desportivo de Alcoutim. Além de autarca e médico voluntário, Francisco Amaral é presidente da Assembleia-geral dos Bombeiros Voluntários de Alcoutim, membro do Conselho Diretivo da Associação Nacional de Municípios Portugueses, dirigente da Associação ODIANA (Municípios de Alcoutim, Castro Marim e Vila Real de Santo António) e membro da Junta Metropolitana do Algarve.
Associações Nacionais de Defesa do Ambiente

Efetivos/as

Cármen Sofia Lima

É licenciada em Engenharia do Ambiente, com especialização em Gestão Ambiental, pós-graduação em Construção Sustentável e mestrado em Planeamento e Construção Sustentável.

É doutoranda em Engenharia do Ambiente no Instituto Superior Técnico a investigar a área do Amianto.

Os mais de 20 anos de experiência nas áreas da sustentabilidade, gestão de resíduos e amianto, assim como a ligação ao movimento ambientalista e cívico, levou a quem tenha sido uma voz ativa na divulgação destes temas, bem como à participação como organizadora, oradora e moderadora em diversas conferências, audições e seminários, a nível nacional e internacional. É autora do livro “Não Há Planeta B: dicas e truques para um Ambiente Sustentável”.

É Conselheira do CES – Conselho Económico e Social, em representação das Associações Nacionais de Defesa do Ambiente. Fundadora e Presidente da Associação SOS AMIANTO – Associação Portuguesa de Proteção Contra o Amianto. Vogal do Conselho Executivo da Confederação Portuguesa de Associações de Defesa do Ambiente e Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta. Colabora com a Direção de Diálogo e Proximidade da Jornada Mundial da Juventude em Portugal (JMJ Lisboa 2023), para a área da Sustentabilidade.

Foi coordenadora do Centro de Informação de Resíduos da Quercus, Criativa e Coordenadora da Wasteapp (www.wasteapp.pt). Foi apresentadora da rubrica “Querido Ambiente” transmitida no programa da “Queridas Manhãs” da SIC, e Co-apresentadora da rubrica “Minuto Verde” transmitida no programa “Bom Dia Portugal” da RTP.

Suplentes

José Manuel Caetano

Empresário e gestor, fundou em setembro de 1987 a Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, de que é Presidente e Membro Honorário.
Da sua vasta atividade associativa, destaca-se a introdução do BTT (bicicletas de todo-o-terreno) em Portugal (1987) e do cicloturismo no Algarve (Alcantarilha, 1988).
No âmbito da Presidência Aberta pelo Ambiente do Presidente da República Mário Soares (Sintra, 1994) coordenou a ação dedicada à bicicleta, com a participação de mais de 2.500 pessoas e utilizadores de bicicleta.
Tem coordenado ações no âmbito do Dia Europeu Sem Carros e da Semana Europeia da Mobilidade.
Na área Ambiental tem tido um especial enfoque no trabalho impulsionador da organização e do movimento ambientalista nacional, tendo organizado o Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente, do Prémio Nacional de Ambiente Fernando Pereira, das I e II Cimeiras Ecologistas Ibéricas, da Conferência “Os desafios Estratégicos para o Turismo Sustentável” e do “Encontro Nacional de Jovens para o Ambiente”, ambos no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
É Presidente da Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente (que fundou em 1987).
Foi nomeado em 2012 pelo Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações para integrar a Unidade de Missão para a Elaboração da Carta de Mobilidade Ligeira.
Associações Nacionais de Defesa dos Consumidores

Efetivos/as

Luis Silveira Rodrigues

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
É advogado. Presidente da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor - DECO. Vice-Presidente do BEUC, a organização europeia das associações de consumidores. Membro do CPAG - Consumer's Policy Advisory Group. Representante da DECO no Conselho Nacional de Consumo. Juiz Arbitro no Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Seguros (CIMPAS). Presidente da Associação HighScope Portugal. Diretor da RAIZ International Active Learning School. Formador. Diretor do Vitamina P, Psicologia Saúde e Bem-Estar.
Publicou em coautoria com Manuel. Ataíde Ferreira o livro “Cláusulas Contratuais Gerais – Anotações ao Diploma”, DECO 2011. Publicou igualmente o livro “Walkabout – Sara e Jeremias na Austrália” Chiado Editora 2016. Foi co-coordenador dos dois volumes publicados em Homenagem a Manuel Cabeçadas Ataíde Ferreira, DECO 2016.
Suplentes

Paulo André Fonseca

Licenciado em Direito e pós graduado em ciência da legislação, colabora com a DECO desde 2006. Representa a DECO em diversos conselhos consultivos e plataformas nacionais e internacionais. Perito do Comité Económico e Social Europeu em diversas iniciativas. Especialista nas áreas do mercado digital, serviços de interesse geral, concorrência e regulação.
Setor Social

Efetivos/as

Manuel Lemos

Licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 1973.

Iniciou a sua actividade profissional em 1974, como Chefe de Secção de Contribuintes na Caixa de Previdência e Abono de Família da Indústria do Distrito do Porto sendo, desde 1993, Assessor Principal da Função Pública.

De entre as inúmeras actividades profissionais que tem exercido, destacam-se algumas que desempenhou na área da Saúde – Presidente da Administração Regional de Saúde do Porto, entre 1986 e 1987 e 1990 a 1991, e Chefe de Gabinete da Ministra da Saúde, entre 1987 e 1990, Presidente do Conselho de Administração dos Hospitais de Sant’Ana e do Alcoitão, Membro do Conselho de Administração da Fundação para a Saúde – na área Social - Vogal do Conselho Directivo do Centro Distrital de Segurança Social do Porto, Fundador da Associação Portuguesa de Segurança Social, Comissário Regional do Norte da Luta Contra a Pobreza, Representante de Portugal no Comité de Acompanhamento dos Programas Europeus de Luta Contra a Pobreza, Assessor do Ministro do Trabalho e da Segurança Social, Vice-Presidente do Comité «Poverty Alleviation» das Nações Unidas, e Vice-Provedor das Santas Casas de Misericórdia do Porto e de Lisboa, e no Sector Privado – Professor no Instituto Superior da Maia e Presidente do Conselho de Administração da Agência de Desenvolvimento Regional da Área Metropolitana do Porto (PRIMUS).

Actualmente, é Presidente da União das Misericórdia Portuguesas, cargo que ocupa desde 2007, é membro do Conselho Coordenador do Conselho Económico e Social (CES) desde 2010, Presidente da Confederação Mundial de Misericórdias e Entidades Filantrópicas e Presidente da Confederação Portuguesa para a Economia Social (CPES).

Suplentes

João Filipe Raposo

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (1988).
Doutorado em Medicina – subespecialidade Endocrinologia pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa (2004).
Pós-Graduação em Direção de Instituições de Saúde – PADIS.
Assistente Graduado de Endocrinologia-Nutrição no Instituto Português de Oncologia de Francisco Gentil - Lisboa.
Professor Auxiliar Convidado da Nova Medical School/Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa (nas áreas de Saúde Pública, Introdução à Medicina e Diabetologia) no Mestrado Integrado em Medicina e Licenciatura em Ciências da Nutrição.
Consultor Externo da Organização Mundial de Saúde – Região Europa para os Programas de Doenças Não Transmissíveis (Diabetes e Doenças Cardiovasculares)
Presidente da Sociedade Portuguesa de Diabetologia.
Membro da Direção da APDP - Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal com a função de Diretor Clínico.
Associações de Família

Efetivos/as

João Pedro Galhofo

Habilitações Académicas: Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito de Lisboa; Mestrando em Direito e Prática Jurídica na especialidade de Economia e Políticas Públicas pela Faculdade de Direito de Lisboa; Advogado estagiário a preparar agregação à Ordem dos Advogados.

Funções Académicas: Assistente de Economia Política na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Luís Vaz da Silva); Assistente de Finanças Públicas na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Paulo Nogueira da Costa); Assistente de Teoria Geral do Direito Civil na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Teoria do Negócio Jurídico na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor António Pinto Monteiro); Assistente de Moot Court na Universidade Europeia (Regente Prof. Doutor Eduardo Vera- Cruz Pinto); Eleito à Assembleia da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Eduardo Paz Ferreira); Secretário da Comissão de Avaliação Interna da Faculdade de Direito de Lisboa (Presidente Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa); Membro discente homenageado no Quadro de Gratidão da Faculdade de Direito de Lisboa pelo resultado da Avaliação A3ES (Diretor Prof. Doutor Jorge Duarte Pinheiro).

Experiência Autárquica: Deputado à Assembleia Municipal em Odivelas; Membro efetivo da Conferência de líderes da Assembleia Municipal de Odivelas;  Membro efetivo da CPOTA- Comissão especializada de Planeamento, Ordenamento do Território e Ambiente da AM Odivelas; Membro efetivo da CAEF- Comissão especializada de Assuntos Económicos e Financeiros da AM Odivelas; Membro efetivo da Comissão especializada da CCSS- Coesão Social e Saúde da AM Odivelas; Membro efetivo da CEJD- Comissão especializada de Educação, Juventude e Desporto da AM Odivelas; Conselheiro Municipal da Educação de Odivelas.

Experiência Institucional: Membro efetivo do CES- Conselho Económico e Social; Membro efetivo da CEPES- Comissão especializada da Política económica e social do CES; Membro efetivo da CDROT- Comissão especializada de Desenvolvimento regional e ordenamento do território do CES; Membro efetivo da CEPIN- Comissão especializada interdisciplinar para a Natalidade do CES.

Experiência Associativa: Membro efetivo do Conselho Consultivo da Juventude da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto; Presidente do Conselho de Juventude CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Secretário do Conselho Consultivo CNAF- Confederação Nacional de Associações de Família; Vice-presidente do Conselho Fiscal AAFDL- Associação Académica Faculdade de Direito de Lisboa.

Experiência de Voluntariado: Responsável pela equipa dos voluntários da segurança da JMJ- Jornada Mundial de Juventude 2023 (Lisboa); Advogado voluntário na Associação Pro Bono Portugal; Advogado voluntário no programa Clínicas Legais da Comunidade Vida e Paz; Voluntário social na Cáritas Portuguesa.

Suplentes

Teresa Costa Macedo

Maria Teresa Paulo Sampaio da Costa Macedo

Indicada pela CNAF - Confederação Nacional das Associações de Família

Nota Biográfica

Habilitações Académicas: Licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pós-graduada em Sociologia da Família na Université du Québec à Montréal, no Canadá.

Funções Políticas: Integrou o Gabinete do então Ministro da Educação Veiga Simão, sendo responsável pela equipa que procurava legislar novas políticas para a Juventude. Data dessa altura a primeira legislação de apoio ao Associativismo Juvenil. Nomeada para o Conselho Superior de Ação Social, onde foi Vogal, começou a participar em 1976/77 em missões internacionais de Associativismo Familiar (nomeadamente em França) de que veio a resultar em Portugal, em 1977, a fundação da CNAF. Foi com a sua liderança que a CNAF se tornou Parceiro Social e se integrou nas mais importantes estruturas internacionais, nomeadamente nas da então Comunidades Europeia. Em 1979 é nomeada Secretária de Estado da Família (integrando os VI, VII e VIII Governos Constitucionais) sendo dessa época a publicação da Lei- Quadro da Família, do Estatuto Social dos Pais e a criação da Direção-Geral de Família (primeira estrutura orgânica para o sector).

Foi eleita, em três Legislaturas, Deputada à Assembleia da República (tendo cumprido o mandato como membro do Governo); foi igualmente Presidente da Comissão Interministerial da Família nos VI, VII e VIII Governos Constitucionais; Vice-Presidente da União Europeia Feminina; e Membro do Comité Económico e Social da União Europeia. Em Setembro de 1980, no âmbito do 1º Sínodo da Família, é o único membro do Governo no Mundo a ser convidada para nele participar seguindo-se o convite para colaborar com o Comité para a Família  do Vaticano (atual Conselho Pontifício para a Família). Tendo sido então confirmada por Sua Santidade Bento XVI e Sua Santidade Francisco, como o único membro leigo português nos Dicastérios do Vaticano.

Funções Académicas: Professora de Cultura Portuguesa e de Literatura Brasileira na Universidade Livre e depois na Universidade Autónoma de Lisboa, Professora de Sociologia da Família na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias tendo sido Diretora do Centro de Estudos da Família da Universidade Lusófona; Neste âmbito foi fundadora e impulsionadora dos vários organismos e movimentos de que vieram a resultar, nomeadamente a COFAC, Cooperativa de Formação e Animação Cultural, o Instituto de Humanidades e Tecnologias (atual Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), ISMAG, Instituto Superior de Matemática e Gestão, o ISHT, a Escola Superior de Educação Almeida Garrett, bem como, ao nível do Ensino Profissional a EPCI- Escola Profissional de Comunicação e Imagem.

Experiência Associativa: Foi Presidente da "Mission Europa", com sede em Genebra; Vice-Presidente do Conselho das Associações da Europa, com sede em Bruxelas; e Vice-Presidente do Observatório Mundial da Vida Associativa, com sede em Genebra; Mercê da vasta experiência na área do associativismo e promoção da Família, é Presidente do Conselho Executivo do Centro Internacional de Projetos - CIP-UIOF, "Parceria para o Desenvolvimento e Ação Familiar", com sede em Lisboa, Paris e New York, é Vice-Presidente da Confederação das Mulheres Mediterrânicas - COFEMED, com sede em Paris; Presidente da União Internacional dos Organismos Familiares Lusófonos - UIOFL, com sede em Lisboa e Luanda; Presidente do Centro Lusófono de Projetos e Diretora do Bureau da Confederação das Organizações Familiares junto da União Europeia - COFACE, com sede em Bruxelas; Foi ainda representante do Comité Económico e Social da União Europeia (CESE) junto do Conselho Económico e Social (CESC) da República Popular da China, integrando diversas delegações europeias, e desde 1989, desenvolveu relações institucionais com os departamentos governamentais chineses ligados às Ações Sociais e da Educação e, especialmente, com a Comissão Nacional População e Planeamento Familiar (NPFPC). Liderou vários projetos de colaboração nas áreas da Família e Assuntos Sociais com a Região Autónoma Especial de Macau (RAEM) com relevância para os protocolos de cooperação com o Instituto de Ação Social (IAS) - no âmbito das políticas sociais em vigor desde Julho de 2007 - e com a Fundação Macau no quadro da concretização Projeto Observatório Sociedade e Família.

Condecorações e Títulos Honorários:

Portugal: Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique; Grande- Oficial da Ordem de Mérito; França: Medalha de Ouro da Cidade de Paris; Medalha de Ouro da Cidade de Saint Germain; Luxemburgo: Medalha de Mérito ao Serviço da Família do Luxemburgo; Grécia: Medalha de Ouro da Cidade de Atenas; Marrocos: Comendadora da Ordem de Mérito Alaouita; Tunísia: Medalha de Ouro da Tunísia; Dama da Ordem Equestre do Santo Sepulcro de Jerusalém; Dama da Grã-Cruz da Ordem da Estrela da Etiópia do Conselho da Coroa da Etiópia; Dama da Grã-Cruz da Real Ordem do Leão de S.M. Nous Kigely V, Rei do Ruanda; Dama da Ordem dos SS Maurício e Lázaro - Ordem dinástica da Casa Real de Saboia; Dama Honorária da Ordem de São Miguel da Ala.

Prémios/ Títulos: Mulher do Ano do Brasil – 1982; Medalha de Mérito "Paul Harris Fellow" – The Rotary Foundation of Rotary International; Prémio da Paz "Women Peace Award", da Fundação "Together For Peace", Estados Unidos da América; "Mensageiro da Paz" atribuído pela Assembleia Geral das Nações Unidas à UIOF e à sua Presidente nas celebrações do Ano Internacional da Paz-1987; "IYF Patron" atribuído pela Nações Unidas no encerramento do Ano Internacional da Família-1994; "Membro Honorário" da MENTOR FOUNDATION, instituição presidida por S.M. a Rainha da Suécia, atribuído em 2004.

Universidades

Efetivos/as

António Fontainhas Fernandes

Professor Catedrático da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Presidente da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES); membro do Conselho Económico e Social (CES); membro do Conselho de Admissão e Qualificação da Ordem dos Engenheiros; tem integrado painéis de avaliação da A3ES.
No plano académico, é professor catedrático de Bioquímica Ambiental; avaliador de revistas científicas internacionais; membro do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais (CITAB-Laboratório Associado); participa em diversos júris académicos, de inovação e de empreendedorismo; publicou mais de uma centena de artigos em revistas nacionais e internacionais; participou em diversos projetos de I&D. Foi presidente da Associação Ibero-americana de Toxicologia e de Contaminação Ambiental.

Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (2013-2022); Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (2017-2020); coordenador da Fundação Centro de Estudos Euro-Regionais Galiza – Norte de Portugal (2018-2020); membro do grupo de trabalho “RIS3 Expert Group” da European University Association (EUA) em representação do CRUP; Comissão Permanente do Conselho Regional da CCDR-N; Conselho Consultivo do Instituto Nacional da Propriedade Industrial; Conselho Consultivo da A3ES; Conselho Geral do INESC; Direção do UNIVERSIA; Conselho Geral da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP, I.P.); e, Conselho Superior da Forestis.

Suplentes

Maria de Lurdes Rodrigues

É Reitora do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa desde março de 2018.
É investigadora no CIES-Iscte (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia) desde 1986, onde, entre outros cargos, integrou a Direção (1989-96) e foi Presidente do Conselho Científico (2004-2005).
Fez o doutoramento em Sociologia, no Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, em 1996, onde é Professora Associada (com agregação) do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas.
Presidiu ao Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia, entre 1996 e 2003.
Foi Ministra da Educação no XVII Governo Constitucional, entre 2005 e 2009.
Foi Presidente do Conselho de Administração da FLAD - Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento, entre 2010 e 2013.
É autora de diversos trabalhos publicados, com especial destaque nas áreas de Sociologia das Profissões, Sociedade da Informação e das Políticas Públicas.
Associação Nacional de Jovens Empresários

Efetivos/as

Luis Alexandre Aparício do Vale

Luís Vale integra a Direção Nacional da ANJE. É licenciado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade do Porto e efetuou o Curso Geral de Gestão na EGP na Porto Business School. Desempenhou funções de psicólogo na Instituição Portas prá Vida (Lamego) e assumiu o cargo de Diretor Técnico da mesma instituição. Exerceu o De Assessor da Secretária de Estado Adjunta e da Reabilitação e foi Adjunto da mesma Secretária de Estado, onde lhe coube o planeamento e implementação da Estratégia Nacional para a Deficiência. Atualmente, é CEO da ValeConsultores, empresa focada na melhoria e desenvolvimento da área social, com o propósito de apoiar Instituições, Autarquias e Empresas Públicas e Privadas a desenvolverem estratégias que produzam impactos significativos no funcionamento das suas estruturas, na prestação de serviços aos seus clientes e na melhoria da sua competitividade.
Suplentes

José Firmino Cordeiro

Licenciado em Engenharia Agrícola pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Mestre em Economia Agrária e Sociologia Rural pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa.
Presidente Honorário da Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, Foi Vice-Presidente do CEJA - Conselho Europeu de Jovens Agricultores entre 2001 e 2003 e membro de vários Comités de Representação de vários setores Agrícolas na Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia.
Diretor-Geral da AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, tendo sido Presidente da Direção entre 2000 e 2012.
Empresário Agrícola, desde 1991, nas áreas de olival e amendoal em Trás-os-Montes bem como em ovinos de leite na Beira Interior, é ainda sócio de uma empresa associada ao ramo agrícola em Moçambique.
Agricultura Familiar e do Mundo Rural

Efetivos/as

Miguel Torres

Animador cultural desde 1987 na ACERT em Tondela, com o Diploma Europeu de Gestão de Projectos Culturais da Fundação Marcel Hicter e do Conselho da Europa, desempenhou funções de Consultor de projectos da Fundação Cultural Europeia – Amesterdão, tendo sido prsidente da Animar entre 2006 e 2009 e vereador com funções executivas da Câmara Municipal de Tondela entre 2017 e 2021. É desde novembro de 2021 coordenador executivo da ADICES, e desde outubro de 2022 presidente da Minha Terra - Federação Portuguesa das Associações de Desenvolvimento Local.
Suplentes

Teresa Pouzada

Empreendedora social na promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades e dos territórios, com mais de 20 anos de experiência no Desenvolvimento Local.
Licenciada em Engenharia das Ciências Agrárias pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Pós-Graduada em Gestão pela Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa.
Desde 2017 assume a Presidência da ATA| Aldeias de Portugal, em representação da ADRITEM, entidade da qual é Diretora Executiva, desde a sua fundação, em 2007.
Desde novembro de 2022, é Vice-Presidente da Federação Minha Terra.
Foi ainda co-fundadora e diretora das seguintes entidades: Portic - Think Tank for Portuguese Internationalization (2008); Agrothink - Associação para a Promoção da Agricultura Portuguesa (2011); GAL Litoral Rural (2015); Tribo – Associação de Desenvolvimento (2020).
Organizações Representativas da Área da Igualdade de Oportunidades para Homens e Mulheres

Efetivos/as

Ana Sofia Fernandes

Ana Sofia Fernandes é Presidente da Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres (PpDM) em segundo mandato (2022-2024). Foi Vice-Presidente do Lobby Europeu das Mulheres entre junho 2019 e junho 2021. Foi membro do grupo de referência global da Sociedade Civil da UE/ONU no âmbito da Iniciativa “Spotlight” até 2022. É licenciada em Relações Internacionais e pós-graduada em Relações Internacionais e em Desenvolvimento e Cooperação Internacional. Tem numerosas comunicações / publicações na área dos direitos humanos das mulheres e da igualdade entre mulheres e homens. A sua experiência inclui o exercício de funções no EIGE – Instituto Europeu para a Igualdade de Género, num Gabinete Ministerial no âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia em 2007, no Gabinete do Alto-comissário para as Migrações, e no Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, entre outros, detendo também experiência em consultoria técnica no âmbito do mainstreaming de género nas políticas públicas e nos orçamentos. Na área associativa foi cofundadora da Rede de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens e da EOS - Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Na PpDM, tem trabalhado para a eliminação de todas as formas de discriminação contra as mulheres, tal como previsto na Convenção CEDAW, adotada em 1979 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, ratificada em 1980 pelo Estado Português, e considerada a Carta dos Direitos Humanos das Mulheres.
Suplentes

Alexandra Silva

É coordenadora de projetos na Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres e investigadora na área dos direitos humanos das mulheres e da prevenção e combate à violência masculina contra as mulheres e raparigas. Formadora em igualdade entre mulheres e homens. Licenciada em sociologia e pós-graduada em Estudos sobre as Mulheres. É membro do Observatório do Lobby Europeu das Mulheres sobre a violência contra as mulheres em representação da PpDM. Foi cofundadora e é atual Vice-Presidente da EOS – Associação de Estudos, Cooperação e Desenvolvimento. Foi vogal da Direção da AMCV – Associação de Mulheres Contra a Violência. Foi cofundadora e dirigente da Rede Portuguesa de Jovens para a Igualdade de Oportunidades entre Mulheres e Homens. Foi elemento de equipas de investigação em projetos europeus e nacionais nomeadamente no CESIS – Centro de Estudos para a Intervenção Social (2002-2016), e é coautora de publicações e relatórios de investigação europeus e nacionais.
Associações de Mulheres com Representatividade Genérica

Efetivos/as

Ana Benedita Ramos Caro

Foi chefe do Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Moura e sou membro do Conselho Consultivo da Comissão Nacional - Comissão para a Igualdade de Género desde o ano de 2001.

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Maria Armanda da Silva Pinto Teixeira

Indicada pelo Graal-associação Social e Cultural

Nota Biográfica

Habilitações literárias (curso geral do comércio e Novas Oportunidades equivalência a 12º.Ano). Habilitações Profissionais: Administrativa e Técnica de Contabilidade. Área de trabalho profissional: Iniciativa privada. Exercício de Voluntariado em diversas estruturas de ação Cívica, Associativa e Apostólica, ao longo do meu percurso de Vida.

Maria Teresa Alvarez Nunes

Licenciada em História e Mestre em Comunicação Educacional Multimédia, é investigadora do Centro de Estudos em Migrações e Relações Interculturais (CEMRI) da Universidade Aberta, no Grupo de Investigação em Estudos sobre as Mulheres. Género, Sociedades e Culturas. É membro efetivo do Fórum de Especialistas do Instituto Europeu para a Igualdade de Género (União Europeia). Integra o Conselho Científico da revista ex æquo, da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres. Trabalhou na Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género - CIG (2020-2024). Foi interlocutora da CIG junto dos organismos centrais da administração pública, durante os II a V Planos Nacionais para a Igualdade, membro da equipa de apoio às Políticas Locais para a Igualdade. Coordenou vários projetos na área da educação e co coordenou o Projeto Interseções: Igualdade entre Mulheres e Homens e Educação para o Desenvolvimento (2022-2023), no quadro da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. Co coordenou em Portugal o Projeto Europeu Mobiliza-te contra o sexismo! apoiado pelo Conselho da Europa (2020). Especialista convidada pelo Conselho da Europa em diferentes Conferências Internacionais e autora de diversas publicações sobre Igualdade de Género na Educação e nas Políticas Públicas.

Sandra Esteves

Advogada e membro do secretariado nacional do MDM.
Suplentes

Ana Maria Charrama Farinho

Licenciou-se em Direito, em 1996, na Faculdade de Direito de Coimbra e, posteriormente, fez o estágio de advocacia.
Iniciou a sua atividade profissional em 1998 na Câmara Municipal de Moura como Técnica Superior na área do Direito, até aos dias de hoje tendo integrado órgãos de empresas municipais e associações de municípios. Desde 2001 eleita em vários órgãos autárquicos – assembleia de freguesia de Santo Agostinho (Moura), câmara municipal (Moura) e assembleia municipal (Moura).
Integrou em anteriores mandatos e integra os órgãos sociais de várias associações, incluindo na Direção da Moura-Salúquia – Associação de Mulheres do Concelho de Moura desde a data da sua fundação.

Ana Maria Parada da Costa

Ana Maria Parada da Costa. Licenciada em História e Mestra em Estudos Europeus pela Universidade de Coimbra. Nascida em 1957, em Coimbra onde vive. Os seus interesses são os Direitos Humanos com especial incidência nos Direitos das Mulheres e Raparigas. Nesse âmbito, pertenceu a diversas estruturas internacionais, nomeadamente ao Conselho de Administração do Lobby Europeu das Mulheres e representou as ONG de Portugal na CEDAW-ONU em 2008. É Conselheira do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, representando o Graal, do qual é membro, tendo integrado o Conselho Coordenador do Graal em Portugal. É Formadora na área da Cidadania, Igualdade de Género e Estudos Europeus. Tem interesse pela área cultural, pertencendo a uma Associação artística.

Tânia Cristina Mateus

Técnica Superior Administração Local. Foi Presidente da Associação Comunitária Infantil e Juvenil da Ramada (ACIJR) e Vice-Presidente da Associação de Pais Bússola da Brincadeira, em Loures. Eleita na Assembleia Municipal de Loures. Membro do Conselho Nacional da sua Direcção e do Secretariado Nacional do MDM.

Virgínia Ferreira

Doutorada em Sociologia pela Universidade de Coimbra; Professora Associada Aposentada da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC); Investigadora Permanente do Centro de Estudos Sociais da mesma Universidade. Com recurso a metodologias qualitativas e quantitativas, tem estudado o modo como as relações sociais de género se expressam em vários fenómenos e processos e estruturas sociais, tendo em conta, nomeadamente: as mudanças económicas e políticas; a regulação do mercado de trabalho; as transformações tecnológicas; os regimes de bem-estar e outras instituições sociais; e as atitudes e práticas das mulheres e dos homens no trabalho, no emprego e na esfera doméstica. Membro do Conselho Editorial de algumas revistas nacionais e internacionais, é membro fundador da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (1991) e sua presidente desde 2014. Desde 2004 que é membro da European Commission Expert Group on Gender and Employment. Membro do Grupo Técnico-Científico do Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, na qualidade de especialista, a convite de várias/os Secretárias/os de Estado. Dirige a revista científica ex ?quo - Revista da APEM (indexação na SCOPUS e na SCIELO), desde 2014. A sua obra publicada inclui artigos e ensaios em revistas e em coletâneas nacionais e internacionais. Coordena o Projeto ENGENDER: Integração dos Estudos de Género nos curricula e práticas pedagógicas no ensino superior em Portugal (2021-2024).
Associações de Mulheres Representadas no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género

Efetivos/as

Lina Coelho

Professora Auxiliar na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra. Doutorou-se em Economia, na especialidade de Estruturas Sociais da Economia, com uma tese intitulada Mulheres, Família e Desigualdades em Portugal.

Vice-Diretora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), no qual é investigadora desde 1995. Os seus interesses de investigação centram-se em temas de economia feminista, economia da família, economia da desigualdade e economia portuguesa. Tem-se dedicado, em particular, à análise das desigualdades entre homens e mulheres, na família e no mercado de trabalho, em Portugal.

MEMBRO DA DIREÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESTUDOS SOBRE AS MULHERES (APEM), ASSOCIAÇÃO QUE FAZ PARTE DO CONSELHO CONSULTIVO DA COMISSÃO PARA A CIDADANIA E IGUALDADE DE GÉNERO (CIG).

Tem colaborado como perita em igualdade de género com mecanismos oficiais para a Igualdade e agências e organizações não governamentais, nacionais e europeias. Em 2018 fez parte da equipa técnica que coadjuvou a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género na elaboração do relatório geral sobre a implementação de orçamentos com impacto de género em Portugal.

Ao longo dos anos, tem desempenhado múltiplas funções de gestão universitária. Atualmente é membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra.

Foi Vice-Presidente (1999-2003) e Diretora de Serviços de Planeamento e Desenvolvimento da Comissão de Coordenação da Região Centro (1997-1999).

Organizações Representativas das Pessoas com Deficiência

Efetivos/as

José de Sá Marques

Curso Montador Eletricista, 1º Ano Curso Complementar Eletrotecnia, Técnico de Manutenção de Aeronaves na TAP, Membro de Associação de Pais e Membro de Corpos Socais no Movimento Associativo.

Suplentes

Rodrigo Santos

Licenciado em Direito, pós-graduação na área dos direitos das pessoas com deficiência, curso de especialização em direito administrativo e administração pública. Técnico superior (assessoria jurídica) da FCT, I. P. desde 2010, presentemente Chefe da Divisão de Apoio a Bolsas desde 2017. Dirigente associativo voluntário desde 2008 em órgãos nacionais da ACAPO, presentemente Presidente da Direção Nacional. Membro de órgãos executivos da European Blind Union e da World Blind Union desde 2019. Vice-Presidente do Me-CDPD – Mecanismo Nacional de Monitorização da Implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência desde 2021. Membro do Conselho de Administração da SAS – Sociedade de Apostas Sociais, S. A., designado pela ACAPO, desde 2021. Formador para diversas entidades sobre as temáticas da autorrepresentação e dos direitos das pessoas com deficiência, com artigos publicados sobre estas matérias. Orador em diversos eventos, académicos e não académicos, sobre as referidas temáticas. Membro de diversas Comissões, Conselhos e Grupos de Trabalho, nacionais e internacionais, em representação ou por designação da ACAPO, desde 2011.
Organizações Representativas do Setor Financeiro e Segurador

Efetivos/as

José Galamba de Oliveira

licenciado em Engenharia Mecânica, pela Universidade de Manchester (UK), frequentou ainda alguns cursos de pós-graduação na Universidade Católica e no INSEAD, e tem uma vasta experiência de mais de 30 anos na área de consultoria de gestão e tecnologia em diversos sectores, com especial ênfase no sector financeiro (banca, seguros e mercado de capitais), em instituições nacionais e internacionais.

Desde setembro de 2016 é o Presidente do Conselho de Direção da Associação Portuguesa de Seguradores.

Tem liderado seminários, escrito artigos de opinião, participado em conferências, e ministrado aulas e programas de pós-graduação em tópicos relacionados com temáticas relativas aos desafios do sector financeiro ou da gestão em geral.

Suplentes

Alexandra Queiroz

Licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa. Entre 1989 e 1992 trabalhou no setor segurador. Posteriormente, entre 1992 e 1994 foi Adjunta do Gabinete do Secretário de Estado do Tesouro. Desde 1994 trabalha na Associação Portuguesa de Seguradores, como Diretora Geral desde 1999.
De 1989 a 1991 foi Professora na cadeira “Direito do Trabalho” na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.
Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto

Efetivos/as

João Bernardino

Bancário/Aposentado.
Dirigente de IPSSs e ex-Vice Presidente da UDIPSS-Lisboa
Dirigente Associativo em várias Associações.
Suplentes

Regina Janeiro

Psicóloga
Presidente da Associação de Estudantes da Escola Secundária Gago Coutinho, em Alverca, nos anos lectivos de 1985/1986 e 1986/1987.
Eleita na Assembleia Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 1993/1997.
Eleita na Assembleia de Freguesia Alverca do Ribatejo em 1998 e 1999.
Chefe de Gabinete do Presidente da Câmara Municipal de Évora de 1998 a 2002
Adjunta do Presidente da Câmara Municipal da Moita de 2002 a 2005
Vereadora da Câmara Municipal do Barreiro de 2005 a 20017 das áreas da Educação e Bibliotecas, Acção Social, Cultura, Património Histórico – Museológico, Desporto, Movimento Associativo, Juventude e Comissão de Protecção de Crianças e Jovens.
Vereadora na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira no mandato 2017-2021
Presidente do Conselho de Administração da Loures Parque entre 2017 e 2019
Presidente do Conselho de Administração da GesLoures entre 2019 e 2011
Diretora Geral da Associação Baía de Setúbal desde setembro de 2022.
Organizações Representativas de Imigrantes

Efetivos/as

Anabela Lopes Rodrigues

Anabela Rodrigues é Mediadora Cultural e faz parte dos corpos gerentes da Solidariedade Imigrante. É coordenadora da Associação de Imigrantes do Grupo Teatro do Oprimido de Lisboa. É membro da rede internacional de Organizações de Teatro do Oprimido da Europa “Together“ (Portugal, França, Espanha, Alemanha, Itália, Croácia e Reino Unido); Foi coordenadora de atividades de educação não formal na Associação Cultural Moinho da Juventude (1997-2008) e da Fundação Francis Obikwelu (2008-2009).
Suplentes

Timóteo Rodrigues Macedo

Timóteo Rodrigues Macedo

Indicado pela Associação Solidariedade Imigrante

Nota Biográfica

Líder do movimento associativo e professor em Luanda após o 25 de Abril e até Agosto de 1980, Bacharel em engenharia do curso de Eletrotecnia e Máquinas do antigo Instituto Industrial de Luanda.

Trabalhador fabril, membro de Comissão de Trabalhadores e dirigente sindical em Lisboa desde 1981 até 1998.

Dirigente do movimento associativo na área dos direitos humanos e imigração de 1998 até ao presente momento.

Presidente da Direção Nacional da Associação Solidariedade Imigrante

Conselho das Comunidades Portuguesas

Efetivos/as

Paulo Marques

Habilitações Literárias

Diplomado em Contabilidade
DEUG sciences économiques

Cargos eleitivos

Vice-Presidente da Câmara Municipal de Aulnay-sous-Bois
Conselheiro Territorial Paris, Terres d’Envol
Presidente da Comissão dos Concursos Públicos Territoriais
Presidente Associação de Autarcas Portugueses em França (CIVICA)
Presidente do Conselho das Comunidades Portuguesas de França
Presidente da Associação Cultura Portuguesa de Aulnay-sous-bois

Outros Cargos

Membro do Conselho de Opinião da RTP desde 2016
Membro titular do CES Portugal
Administrador do Teatro Jacques Prévert de Aulnay-sous-bois

Cargos exercidos & diversos

1989 - Candidato na Autarquia de Aulnay-sous-Bois (França)
1992/1995 – Membro eleito ao Conselho das Comunidades Portuguesa (Conselho de País)
1995/2026 - Autarca de Aulnay-sous-Bois
1998/2003 - Membro do Conselho Consultivo da Juventude
2003/2008 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas
2008/2015 – Conselheiro das Comunidades Portuguesas, membro permanente,
2008/2015 - Presidente da Comissão da participação cívica e política (CCP)
2015 – Eleito Conselheiro das Comunidades membro permanente
2016/2020– Conselheiro eleito ao Território da Metrópole da Grande Paris

Condecorações e Louvores

Comendador Ordem de Mérito (Portugal, 10 junho 2010)
Medalha honorífica da Assembleia da república Francesa (5 novembro 2022)
Medalha honorífica do Senado Francês (05 novembro 2022)

Suplentes

Manuel Coelho

Escola Primaria do Carmo — Faro, Portugal (1954/1959)
Liceu Nacional de Faro — Portugal (1960/1961)
EMIGROU COM SEUS PAIS PARA A NAMÍBIA (1962)
Centaurus High School - Windhoek, Namibia — (1962/1965)
Graduate Business School — Universidade da Cidade do Cabo, Africa do Sul (1974)
Barlow's Appliance co. - Windhoek, Namibia (1966/1991)
Director: Sonnex Investments — Windhoek, Namibia (1987/1991)
Conselho de Administração: Barlow Rand Group — África do Sul (1991/1993) Director: Extram Europe - Londres, Inglaterra (1991/1992)
Director: Santos & Associates — Lisboa, Portugal (1993/1994)
Proprietário/Director: Cool Center & Spairnet — Windhoek, Namíbia (1994/1998)
Proprietário/Director: Manrico International- Windhoek, Namíbia (1998/ -) Manrico Select — Windhoek, Namíbia (2012/ -)
Express investments — Windhoek, Namibia (1999/ -)
Fundador, proprietário e director: Jornal ""O Emigrante"" —Namibia (1975/1984)
Proprietário e director: South West Africa Portuguese Services (1974/1985)
Fundador e presidente - South West Africa Portuguese Association ""SWAPA"" (1968/1972)
Fundador e presidente — Associação Portuguesa de Windhoek (1978/1984 Fundador e Presidente Honorário - Academia do Bacalhau da Namíbia (1978/-)
Presidente Honorário - Ramblers Football Clube, Windhoek, Namibia (1983/ -)
Fundador e Membro da Câmara de Comercio e Industria - Portugal/Namibía (1993)
Personalidades de Reconhecido Mérito

Ana Isabel Drago Lobato

Ana Isabel Drago Lobato

Personalidade de Reconhecido Mérito

Nota Biográfica

É licenciada em Sociologia pela Universidade de Coimbra e doutorada em Estudos Urbanos pela Universidade de Lisboa e pelo ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa. Foi deputada à Assembleia da República, entre 2002 e 2013, acompanhando em particular as áreas da Educação e da Economia. Tem participado em diferentes movimentos sociais e iniciativas políticas e cidadãs, acompanhando e intervindo nos debates políticos. Atualmente faz investigação no âmbito do Observatório sobre Crises e Alternativas do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, onde acompanha as questões relativas às economias metropolitanas, políticas urbanas e de habitação. Tem obra publicada sobre movimentos sociais, sociologia urbana e política habitacional.

Conselho Nacional de Juventude

Efetivos/as

André Marafona Cardoso

O André é advogado, inscrito na Ordem dos Advogados, tendo sido Associado Júnior da Sociedade de Advogados "Telles de Abreu e Associados- Sociedade de Advogados, SP, RL", sociedade onde também realizou o seu estágio. É licenciado em Direito pela Escola de Direito da Uni. do Minho, tem mestrado em Direito Administrativo pela Escola do Porto da Faculdade de Direito da Uni. Católica Portuguesa e está a concluir Pós-Graduação em Justiça Administrativa pelo Centro de Estudos de Direito Público e Regulação da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
A par do seu percurso académico, o André foi presidente da Direção da Associação de Estudantes de Direito da Universidade do Minho; presidente da Mesa da Reunião Geral de Alunos da Associação Académica da Universidade do Minho; Fundador e Diretor do Departamento de Relações Externas da Visiona Minho Legal La e Membro do Conselho Pedagógico e da Comissão de Curso na Escola de Direito da Universidade do Minho.
Tem experiência de voluntariado internacional na Guiné-Bissau, tendo trabalhado num orfanato durante 5 semanas em 2018, no âmbito do "Projeto Sementes - Missão África". Foi, até janeiro de 2023, um membro ativo do Projeto "Os 230" e é escuteiro do Corpo Nacional de Escutas desde 2005, no Agrupamento 813-Marinhas, Região de Braga.
Desde maio de 2024 assume a presidência do Conselho Nacional da Juventude, a única estrutura, reconhecida pela Assembleia da República, que representa a Juventude Portuguesa.
Suplentes

Afonso Manuel Beirão dos Santos

Afonso Manuel Beirão dos Santos 

Indicado pelo Conselho Nacional de Juventude (CNJ)

Federação Nacional das Associações Juvenis

Efetivos/as

Marco Santos

Licenciado em Economia e mestre em Economia e Finanças pela Universidade de Aveiro, foi também nesta instituição que foi bolseiro de investigação e desenvolveu várias publicações no âmbito da Indústria 4.0, da transformação digital e das criptomoedas. Em 2020 estagiou no Banco de Portugal e atualmente trabalha como Analista de Risco no banco de investimentos francês Natixis. Durante os últimos anos somou várias participações no associativismo juvenil de base local, estudantil e numa júnior empresa, destacando-se as presidências da Federação das Associações Juvenis do Distrito do Porto e da Federação Nacional de Associações Juvenis.
Suplentes

Miguel Carvalho

Profissionalmente sou Secretário da Vereação na Câmara Municipal de Coruche, desempenhando funções no Gabinete de Apoio à Vereação e no Gabinete de Apoio ao Presidente. Exerço funções de assessoria nas áreas da comunicação, juventude, cultura, eventos e associativismo. Academicamente sou licenciado em Ciências da Comunicação pelo ISCSP-ULisboa. Profissionalmente desempenhei funções de Gerente e Gestor Financeiro durante 2 anos, sendo responsável pela administração, gestão financeira, contacto com fornecedores e planeamento da REGAGRI LDA. Colaborei cerca de 7 anos como locutor na RVS - Rádio Voz do Sorraia e também como responsável comercial durante 1 ano. Tenho ainda experiência em relações públicas e assessoria de imprensa, fruto da minha formação académica e dos cargos que desempenho. Interesso-me pelo movimento associativo juvenil e académico, desempenhando funções como: Secretário da Direção da FNAJ – Federação Nacional de Associações Juvenis; Presidente da direção da FAJUDIS - Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém; Presidente da AJDC - Associação de Jovens Dinâmicos de Coruche.
Organizações Representativas dos Reformados, Pensionistas e Aposentados

Efetivos/as

António Godinho Correia

licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia, reformado em Janeiro de 2009 como Director Geral Adjunto da AECOPS - Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas onde desenvolveu diversas funções e projectos, designadamente:
• Director dos Serviços de Economia entre 1983 e 1992, representou a AECOPS em conferências, colóquios e outras realizações, com apresentação de trabalhos e comunicações de análise sobre o Sector da Construção e os seus principais problemas, designadamente, no campo da habitação e da fiscalidade.
• Membro da Comissão de Peritos Económicos e secretário da Comissão de Fiscalidade da FIEC - Fédération de l'Industrie Européenne de la Construction, em representação da AECOPS
• Ainda em representação da AECOPS, foi delegado aos ""EIC - European International Contractors""
• Director Geral Adjunto da AECOPS, de 1991 a Dezembro de 2008, desenvolveu e coordenou projectos nas áreas da Informação, Divulgação, Qualidade e Informática, representando a AECOPS em diversas circunstâncias e ocasiões.
Reformado desde Janeiro de 2009, aderiu à APRe! Associação de Aposentados, Pensionistas e Reformados em Novembro de 2012.
Presidente do Conselho Fiscal da APRe! em dois mandatos e Vice-Presidente da Direcção de Fevereiro de 2020 a Fevereiro de 2022; Presidente do Conselho Fiscal da APRe! desde Fevereiro de 2022.
Suplentes

Isabel Maria Quintas Barata Fernandes

Isabel Maria Quintas Barata Fernandes

Indicado pela Confederação Nacional MURPI

x

Adquirir Livro

Para adquirir este livro por favor entre em contacto com:
apoio.secretaria@ces.pt